Alestorm: Abra uma garrafa de rum e aperte o play

Resenha - Back Through Time - Alestorm

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


E os piratas escoceses mais divertidos do metal estão de volta, com seu terceiro e melhor lançamento até o momento, que mantém intactas todas as suas características e acrescentando novos elementos, o que com certeza elevará o nome da banda para patamares ainda maiores.

Dedo x Palheta: Jason Newsted joga gasolina na fogueira do debateKiss sobre Secos e Molhados: "há quem acredite em OVNIs"

Para quem não conhece o som do ALESTORM, a banda apresenta um power metal, com várias incursões em música folk e até alguns elementos de thrash metal, aliados à temática pirata, seguindo os passos dos mestres do finado Running Wild. Contudo, apesar da semelhança temática com a banda de Rock'n Rolf, o som do ALESTORM em pouco se parece com esta, vez que sua música é bem mais ousada e apresenta diversos outros elementos. Imagine uma mistura dos melhores elementos do próprio RUNNING WILD, com BLIND GUARDIAN e SKYCLAD, para se ter uma leve idéia do que é o som desse quarteto escocês.

E depois de lançarem dois álbuns muito legais, repletos de influência de música folk, um com mais influência de thrash metal ("Captain Morgan's Revenge", de 2008) e outro mais voltado ao power metal ("Black Sails at Midnight", de 2009), a banda resolveu misturar tudo que já havia feito de melhor em sua música, aliados a novos elementos, e lançar este excelente "Back Through Time".

E o álbum já começa a mil por hora com a maravilhosa faixa de título, que conta até com "blast beats" no começo, e possui um refrão genial e muito marcante, daqueles que grudam na cabeça do ouvinte de imediato. Em seguida vem o primeiro single do trabalho, com a música "Shipwrecked", que possui riffs muito legais, além de um ótimo refrão. Esta última ainda possui um clipe muito tosco e divertido.

Além destas, merecem destaques ainda a rápida e pesada "Buckfast Powermash", com riffs que beiram ao trhrash metal, a divertidíssima "Rum", que lembra bastante Running Wild, e o brilhante cover para "Barrett's Privateers" do Stan Rogers.

Também é notória a evolução dos músicos neste lançamento, em especial do vocalista Christopher Bowes, que cada vez apresenta maiores variações em sua música, deixando o estigma de ser mera cópia de Chris Boltendahl, do GRAVE DIGGER para se tornar um grande vocalista.

A capa, mais uma vez, é excelente, com o mascote da banda em uma viagem com seu navio pelo tempo. Merece destaque ainda a gravação do material, que permite que todos os instrumentos, dos mais variados tipos, sejam percebidos com perfeição, o que realça ainda mais toda a qualidade do ALESTORM.

O Alestorm, com esse lançamento, conseguiu a façanha de superar seus dois álbuns anteriores, e tem tudo para se tornar referência no estilo.

Portanto, meu amigo, junte uns amigos, encha sua caneca de cerveja, abra uma garrafa de rum, coloque este disco no aparelho de som, aperte o play e se prepare para muita diversão!

Back Through Time - Alestorm
(2011 - Napalm Records - Importado)

Formação:

Christopher Bowes - Vocal e Teclado
Daniel Evans - Guitarras
Gareth Murdock - Baixo
Peter Alcorn - Bateria

Track List:

1. Back Through Time
2. Shipwrecked
3. The Sunk' n Norwegian
4. Midget Saw
5. Buckfast Powersmash
6. Scraping the Barrel
7. Rum
8. Swashbuckled
9. Rumpelkombo
10. Barrett's Privateers (Stan Rogers Cover)
11. Death Throes of the Terrorsquid




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Alestorm"


Alestorm e Rhapsody of Fire: introdução de Dawn Of Victory foi plagiada?Alestorm e Rhapsody of Fire
Introdução de "Dawn Of Victory" foi plagiada?


Dedo x Palheta: Jason Newsted joga gasolina na fogueira do debateDedo x Palheta
Jason Newsted joga gasolina na fogueira do debate

Kiss sobre Secos e Molhados: há quem acredite em OVNIsKiss sobre Secos e Molhados
"há quem acredite em OVNIs"

Pink Floyd: as 10 melhores escolhidas pela Ultimate Classic RockPink Floyd
As 10 melhores escolhidas pela Ultimate Classic Rock

Doom Metal: os dez trabalhos essenciais do estiloSociedade Alternativa: Fama proporcional à escassez teóricaRock In Rio: produção mostra o histórico contrato do Queen de 1985Pokemon: tema de batalha tocado em uma bateria brutal

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.