Errana: Prog e Doom Metal entre suas influências

Resenha - Errana - "Lullabies For The Damned Souls"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade


A banda Errana foi criada em 2002 pela vocalista Winny Pazi e conta na sua atual formação, além de Winny, com Thyago Bacchin (guitarra), William Franchi (teclado), Rodrigo Eduardo (baixo) e Cido Aires (bateria) e faz um Gothic Metal misturado com diversas influências, como Prog e o Doom Metal.

De lá pra cá a banda lançou um sigle, "Gray Butterfly" de 2008, e uma demo, a excelente "Tears Machine" em 2009. Depois de fazer diversos shows e dividir o palco com nomes como Almah e Xandria, a banda lançou seu debut "Lullabies For The Damned Souls" em 2011.

publicidade

Confesso que assim que começou a primeira faixa "...Into Insanity" não me empolguei muito, pois a faixa não parece ideal para abrir o álbum. Portanto quando começa a semi-balada "Lost In The Night" temos uma grata surpresa. A faixa mostra um lado mais Prog do grupo e as vocalizações de Winny são belíssimas. Aliás, seu vocal soa bem melhor quando cantando de forma natural, sem as incursões líricas que vemos durante o álbum.

publicidade

"You Can´t Feel My Pain" vem para comprovar este fato e seu refrão (bem grudento, por sinal) vai encantar os fãs do estilo onde, apesar de saturado, a banda consegue dar sua cara e inovar.

A veia Doom da banda aparece em "Wicked Love", principalmente no instrumental que tem belos e agonizantes riffs de guitarra. A faixa nos remete aos primórdios do Gothic Metal, assim como fazia nomes como Theatre of Tragedy e Tristania. Belíssima.

publicidade

Em "In My Dreams", a mais pesada do disco, o Doom Metal dá suas caras, principalmente com as vocalizações guturais que contrasta com a voz de Winny.

O álbum ainda conta com duas faixa bônus, a regravação de "She Courtier" e um cover para "Scarborought Fair" de Simon & Garfunkel, que ficou ótimo, lembrando a original mas com a cara da Errana.

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Censura: 53 nomes que você não pode dizer em uma rádioCensura
53 nomes que você não pode dizer em uma rádio

Solos de guitarra: lista dos 50 melhores segundo a NMESolos de guitarra
Lista dos 50 melhores segundo a NME


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin