Concealment: Death Metal, Grindcore e Progressivo dos 70s

Resenha - Phenakism - Concealment

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Aqui temos uma banda que atua há tempos em terras portuguesas... Fundado no distante ano de 1995, o Concealment busca sua inspiração não só no Death Metal e Grindcore, mas também no Rock Progressivo tipicamente setentista; e foi com esta proposta que liberou duas demos e estreou com "Leak" em 2007, trabalhos que mostravam cada vez mais ousadia e conquistaram críticas bastante positivas em várias partes do mundo.

Lemmy Kilmister: "Estou pronto para morrer. Minha vida foi boa"Nirvana: Krist Novoselic comenta o suicídio de Cobain

Agora o Concealment assinou com o selo Major Label Industries e está lançando seu segundo disco, "Phenakism", que oferece um Death Metal de estruturas tão técnicas e experimentais que o conceito 'convencional' de musicalidade não pode ser aplicado. Tudo segue distorcido e repleto de mudanças de tempo impensáveis e muitas vezes estranhas; com um baterista que preza batidas polirítmicas e vocalizações furiosas coroando composições que primam pela frieza de sentimentos.

Pode não soar espontâneo, mas possui um dinamismo consideravelmente hipnótico. Ainda que o repertório seja por demais insano para selecionar algum real destaque, composições como "Deluge", com seu saxofone (!?!) explodindo dissonância, "Malformations" e "Ingravescent" são exemplos que convencem pelas atitudes ásperas, maturidade e compostura de um trio lusitano que faz questão de tocar sua Música seguindo seus próprios termos.

Fascinante e bizarro, a completa ausência de melodias fáceis resulta em uma audição tão singular que fatalmente será apreciada por um público um tanto quanto seleto, mas que se revelará fiel ao Concealment. "Phenakism" é fruto de muita atenção aos detalhes e totalmente recomendado àqueles que não abrem mão do fator anticomercial, mesmo dentro do Heavy Metal. Dêem uma cuidadosa conferida!

Contato:
http://www.eyeofconcealment.com
http://www.myspace.com/concealment

Formação:
Filipe Correia - voz e guitarra
Paulo Silva - baixo
David Jerônimo - bateria

Concealment - Phenakism
(2011 / Major Label Industries - importado)

01. Hamartia
02. Stridulation
03. Deluge
04. Yielding Radiance
05. Malformations
06. Orifice
07. Mantis Complex
08. On Behalf Of Malady
09. Ingravescent
10. Cyclothymic
11. Empalamento dos Sentidos



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Concealment"


Lemmy Kilmister: Estou pronto para morrer. Minha vida foi boaLemmy Kilmister
"Estou pronto para morrer. Minha vida foi boa"

Nirvana: Krist Novoselic comenta o suicídio de CobainNirvana
Krist Novoselic comenta o suicídio de Cobain

Axl Rose: Sobe na porra do palco ou você vai morrer!Axl Rose
"Sobe na porra do palco ou você vai morrer!"

Álbuns ao vivo: 10 grandes registros da história do rockBruce Dickinson: Use Your Illusions? Aquele formato é uma bosta!Lincoln Braite: Colecionador paulistano fissurado por Kai HansenGigantes do Rock e Metal: alguns músicos muito, muito altos

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.