Matérias Mais Lidas

O recado de Bruno Sutter para roqueiros que não entendem sucesso de outros estilosO recado de Bruno Sutter para roqueiros que não entendem sucesso de outros estilos

A banda brasileira mais transgressora dos anos 1980, segundo Maurício BrancoA banda brasileira mais transgressora dos anos 1980, segundo Maurício Branco

A categórica opinião de Kiko Loureiro sobre SlashA categórica opinião de Kiko Loureiro sobre Slash

Guns N' Roses: DJ Ashba critica Buckethead e seu balde de frango na cabeçaGuns N' Roses: DJ Ashba critica Buckethead e "seu balde de frango na cabeça"

Pitty tuíta que moda agora é ser roqueiro e apaga após Anitta e fãs reagiremPitty tuíta que "moda agora é ser roqueiro" e apaga após Anitta e fãs reagirem

Roger Moreira explica por que é um dos únicos artistas que ainda defende BolsonaroRoger Moreira explica por que é "um dos únicos artistas" que ainda defende Bolsonaro

Steve Vai teve que malhar quando começou a tocar com Lee Roth; Parecia um macarrãoSteve Vai teve que malhar quando começou a tocar com Lee Roth; "Parecia um macarrão"

Titãs: o motivo pelo qual Arnaldo Antunes saiu da banda antes de TitanomaquiaTitãs: o motivo pelo qual Arnaldo Antunes saiu da banda antes de "Titanomaquia"

Beatles: todas as músicas da banda em ordem de grandiosidade, segundo a NMEBeatles: todas as músicas da banda em ordem de grandiosidade, segundo a NME

Como competição com Legião Urbana mudou estilo de composição de Cazuza?Como competição com Legião Urbana mudou estilo de composição de Cazuza?

Cannibal Corpse: a música que fez George Corpsegrinder querer cantar death metalCannibal Corpse: a música que fez George Corpsegrinder querer cantar death metal

Ghost: banda toca música inédita e revela novo visual de Papa Emeritus; confira vídeosGhost: banda toca música inédita e revela novo visual de Papa Emeritus; confira vídeos

Ghost: música do próximo álbum fala sobre lendário serial killer que nunca foi capturadoGhost: música do próximo álbum fala sobre lendário serial killer que nunca foi capturado

The Cure: qual a melhor música pop que a banda já fez, na opinião de Robert SmithThe Cure: qual a melhor música pop que a banda já fez, na opinião de Robert Smith

A dura opinião de Corey Taylor sobre programas como American Idol e The X FactorA dura opinião de Corey Taylor sobre programas como American Idol e The X Factor


Concealment: Death Metal, Grindcore e Progressivo dos 70s

Resenha - Phenakism - Concealment

Por Ben Ami Scopinho
Em 07/05/11

Nota: 8

Aqui temos uma banda que atua há tempos em terras portuguesas... Fundado no distante ano de 1995, o Concealment busca sua inspiração não só no Death Metal e Grindcore, mas também no Rock Progressivo tipicamente setentista; e foi com esta proposta que liberou duas demos e estreou com "Leak" em 2007, trabalhos que mostravam cada vez mais ousadia e conquistaram críticas bastante positivas em várias partes do mundo.

Agora o Concealment assinou com o selo Major Label Industries e está lançando seu segundo disco, "Phenakism", que oferece um Death Metal de estruturas tão técnicas e experimentais que o conceito ‘convencional’ de musicalidade não pode ser aplicado. Tudo segue distorcido e repleto de mudanças de tempo impensáveis e muitas vezes estranhas; com um baterista que preza batidas polirítmicas e vocalizações furiosas coroando composições que primam pela frieza de sentimentos.

Pode não soar espontâneo, mas possui um dinamismo consideravelmente hipnótico. Ainda que o repertório seja por demais insano para selecionar algum real destaque, composições como "Deluge", com seu saxofone (!?!) explodindo dissonância, "Malformations" e "Ingravescent" são exemplos que convencem pelas atitudes ásperas, maturidade e compostura de um trio lusitano que faz questão de tocar sua Música seguindo seus próprios termos.

Fascinante e bizarro, a completa ausência de melodias fáceis resulta em uma audição tão singular que fatalmente será apreciada por um público um tanto quanto seleto, mas que se revelará fiel ao Concealment. "Phenakism" é fruto de muita atenção aos detalhes e totalmente recomendado àqueles que não abrem mão do fator anticomercial, mesmo dentro do Heavy Metal. Dêem uma cuidadosa conferida!

Contato:
http://www.eyeofconcealment.com
http://www.myspace.com/concealment

Formação:
Filipe Correia - voz e guitarra
Paulo Silva - baixo
David Jerônimo - bateria

Concealment - Phenakism
(2011 / Major Label Industries - importado)

01. Hamartia
02. Stridulation
03. Deluge
04. Yielding Radiance
05. Malformations
06. Orifice
07. Mantis Complex
08. On Behalf Of Malady
09. Ingravescent
10. Cyclothymic
11. Empalamento dos Sentidos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Death Metal: as 10 melhores bandas de acordo com a AOLDeath Metal
As 10 melhores bandas de acordo com a AOL

Lista: clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1Lista
Clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre

Mais matérias de Ben Ami Scopinho.