Matérias Mais Lidas

Youtuber expõe miséria que Spotify repassa a bandas de metal brasileiroYoutuber expõe miséria que Spotify repassa a bandas de metal brasileiro

Iron Maiden: veja Adrian Smith cantando Wasted Years durante show do Smith/KotzenIron Maiden: veja Adrian Smith cantando "Wasted Years" durante show do Smith/Kotzen

A opinião de Lucas Inutilismo sobre o System of a Down e a arrogância no metalA opinião de Lucas Inutilismo sobre o System of a Down e a arrogância no metal

Fabio Lione revela como funciona pagamento de cachê nas bandas gringasFabio Lione revela como funciona pagamento de cachê nas bandas gringas

Legião Urbana: conheça o casal que inspirou Eduardo e Mônica, que virou filmeLegião Urbana: conheça o casal que inspirou "Eduardo e Mônica", que virou filme

O comovente significado da cruz da capa de Appetite for Destruction, segundo Axl RoseO comovente significado da cruz da capa de "Appetite for Destruction", segundo Axl Rose

Måneskin: Victoria De Angelis posta foto nua na cama e fãs elogiamMåneskin: Victoria De Angelis posta foto nua na cama e fãs elogiam

Black Sabbath: Tony Martin achou que fosse apanhar de Dio no primeiro (e único) encontroBlack Sabbath: Tony Martin achou que fosse apanhar de Dio no primeiro (e único) encontro

John Lennon: como Simone conseguiu autorização de Yoko Ono para gravar Então é NatalJohn Lennon: como Simone conseguiu autorização de Yoko Ono para gravar "Então é Natal"

Nirvana: como foi o encontro de Kurt com Duff McKagan, dias antes do suicídioNirvana: como foi o encontro de Kurt com Duff McKagan, dias antes do suicídio

Capital Inicial: o surpreendente motivo pelo qual Dinho Ouro Preto começou a usar drogasCapital Inicial: o surpreendente motivo pelo qual Dinho Ouro Preto começou a usar drogas

Machine Gun Kelly deu anel de noivado com espinhos para Megan Fox: amor é dorMachine Gun Kelly deu anel de noivado com espinhos para Megan Fox: "amor é dor"

A sensata opinião de Clemente Tadeu sobre o movimento punk no BrasilA sensata opinião de Clemente Tadeu sobre o movimento punk no Brasil

Ghost: novo álbum será lançado em março; confira capa, tracklist e singleGhost: novo álbum será lançado em março; confira capa, tracklist e single

Metallica: banda dá bateria de presente para músico de rua que havia sido roubadoMetallica: banda dá bateria de presente para músico de rua que havia sido roubado


Stamp

Cangaço: Em busca da identidade do heavy metal nordestino

Resenha - Positivo - Cangaço

Por Thiago Pimentel
Fonte: Hangover Music
Em 28/04/11

Nota: 9

"SIVUCA, MORBID ANGEL, ZÉ RAMALHO e DEATH". Para uma mente mais fechada - ou pouco criativa - tais nomes não poderiam andar lado a lado, porém essas são algumas das influências do trio de heavy metal pernambucano "CANGAÇO".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

No EP intitulado "Positivo", o primeiro lançamento oficial - levando em consideração que o anteriores haviam sido demos -, quem acompanha o trabalho da banda irá se surpreender: apenas uma composição desse trabalho possui seu conteúdo lírico em inglês ("The Second Hour") - idioma que havia sido usado em todas as outras letras do "CANGAÇO".

É sábido que o grupo - formado por Magno Lima (baixo e vocais), Rafael Cadena (guitarras e vocais) e, estreiando, André Lira (bateria) - já havia quebrado algumas barreiras em suas duas primeiros demos. Sim, refiro-me a incrível e inesperada fusão entre a música regional nordestina e o death metal que, além da competência técnica, certamente contribuiu para o trio, cujo tempo de estrada não chega aos dois anos, já ter participado de festivais como o "Wacken" e, mais recentemente, o "Abril Pro Rock".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A faixa-título abre o EP exibindo os riffs (experimente contá-los) já característicos do grupo, ou seja, com influência de melodias regionais e uma pegada bem pesada característica. Os caras conseguiram aqui, em menos de três minutos, uma ótima síntese do trabalho da banda.

"Positivo" é uma faixa bem orgânica, que mesmo com tantas variações pode soar simples (para os desavisados) pela naturalidade em que flui. O que é um bom sinal: o virtuosismo dos três não soa forçado. A letra é bem interessante: difere do comum por parecer, de fato, um poema (repente talvez? Haha). Desde que a presenciei em um show essa composição me mostrou o quanto os caras estão amadurecendo e desenvolvendo bem o próprio estilo. Ótimo cartão de visitas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Na sequência vem a já citada composição em inglês ("The Second Hour") que, inicialmente, exibe uma veia mais tradicional, pesada e técnica. Porém segue com contornos mais "regionais" - ouça o interlúdio acústico. O violão duetado com a guitarra distorcida na introdução é um recurso bem interessante e que pode tornar-se marca da banda. Aliás o trabalho de guitarra de Rafael amadureceu muito - incorporar acordes mais abertos, na guitarra ainda distorcida, sem necessariamente usá-la limpa ou com o uso violões deixou seus riffs ainda mais característicos. Aliás, seu solo aqui é bem insano, caótico. Arrisco dizer que deixaria Trey Azagthoth (MORBID ANGEL) orgulhoso.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A terceira composição (de acordo com o encarte: "Sete Orelhas") inicia com uma linha de baixo que me fez achá-la prima - irmã, talvez - de "Ghost of Blood" (da primeira demo). O baixo domina bastante essa faixa, preenchendo (bem) várias lacunas. Já André Lira exibe umas ótimas linhas na bateria: soam mais percussivas, regionais - algo que senti falta até então. A música também chama bastante atenção pelas linhas vocais empolgantes, duetadas agressivamente por Rafael e Magno. Talvez fossem as melhores linhas vocais do EP se a última faixa ("Deserto do Real") não existisse.

"Al-Rasif" já mostra as referências desde seu título: significa - mais ou menos - o nome da capital pernambucana (Recife) em árabe. As letras são ácidas, críticas e bem feitas. Chamo atenção para as sessões instrumentais: são as mais insanas, jazzísticas e progressivas do EP. Tal canção mostra, de vez, a dedicação dos caras em criar arte e honrar a proposta do grupo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A última faixa de "Positivo" é justamente a melhor: "Deserto do Real" tem ótimas linhas vocais duetadas e possui uma excelente letra como apoio. Filosófica e regional ao mesmo tempo. Algo com a qualidade que um "Zé Ramalho" escreveria, arrisco. Sua conclusão é uma das parte mais empolgantes do disco soando totalmente death metal. Essa faixa merece estar presente no setlist dos caras, com toda certeza!

Enfim, o fato das letras de "Positivo" serem, em sua maioria, em português é apenas mais uma barreira quebrada pelo grupo. Não sei se "Positivo" foi um experimento isolado, mas acredito que mesclar os idiomas entre as composições, tal como as bandas de folk européias fazem em seus discos, seja uma excelente opção para os caras. As composições em si estão ótimas, a execução excelente e as letras possuem uma qualidade rara. Todavia, senti falta de refrões mais grudentos, como o de "Devices of Astral" ou "Corpus Alienum", por exemplo. A produção está ótima e limpa. O cuidado na confecção da arte do EP também deve ser mencionado: tudo bem pensado para te transportar para o clima. Parafraseando Magno: "sempre em busca da identidade do heavy metal nordestino". Parabéns a banda por mais um (grande) passo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Dica: experimente ouvir lendo as letras (o arquivo possui scans dos encartes, e pode ser baixado em Hangover Music.

Formação:

Magno Lima (baixo e vocal)
Rafael Cadena (guitarra e vocal)
André Lira (bateria)

Tracklist (de acordo com o encarte):

01 - Positivo
02 - The Second Hour
03 - Sete Orelhas
04 - Al Rasif
05 - Deserto do Real

Mais informações (e demos para download):
http://www.myspace.com/cangacometal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Metallica, Guns, Slipknot, Kiss: tombos, erros e fatos engraçadosMetallica, Guns, Slipknot, Kiss
Tombos, erros e fatos engraçados

Heavy Metal: os maiores álbuns da história para os gregosHeavy Metal
Os maiores álbuns da história para os gregos


Sobre Thiago Pimentel

Tenta, desde meados de 2010, escrever textos que abordem as vertentes da mais peculiar - em seu ponto de vista - manifestação artística do ser humano, a música. Para tal, criou o blog Hangover-Music e contribui no Whiplash.Net. Além disso, é estudante de jornalismo, guitarrista e acredita que se algum dia o Deus metal existira, ele morreu em 13/12/2001.

Mais matérias de Thiago Pimentel.