Kalmah: saindo dos rígidos padrões do Melodic Death

Resenha - 12 Gauge - Kalmah

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Felipe Kahan Bonato
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


O KALMAH é um grupo finlandês de death metal melódico, sendo uma das grandes bandas ao lado de CHILDREN OF BODOM e NORTHER, por exemplo. Em 2010, lançam seu sexto álbum em praticamente uma década de história - sem contar a época sob o nome de ANCESTOR. E mais do que lançar muitos discos, os nórdicos o fazem com muita qualidade.

Punk Rock: seja feio, beba muito, e nunca penteie o cabeloPrimórdios: O Rock Brasileiro da década de 50

Mais uma vez, o KALMAH investe em faixas tipicamente pesadas e rápidas, por vezes com alguma influência do thrash metal, além do vocal potente e gutural que marca o estilo. O lado mais thrasher já é mostrado na abertura, "Rust Never Sleeps". A banda parece também muito à vontade com suas composições, mantendo-se equilibrada e sem se concentrar apenas em dado instrumento. Um dos grandes diferenciais do grupo é a boa dosagem dos teclados em suas músicas, como mostrado na épica "Better Not To Tell", com um instrumental mais melódico e cadenciado e com o título da faixa sussurrado potente e lentamente, e na bela e sofrida "Sacramentum".

"Swampwar" é outra que merece destaque, sendo uma das melhores faixas, incluindo vários elementos da música do KALMAH, como ótimos solos, backing vocals e um vocal mais contido e profundo. Em "Hook The Monster", tudo está perfeitamente encaixado, com cada integrante dando seu melhor, dos harmônicos das guitarras ao refrão de vozes muito bem trabalhadas. A agressividade permanece em "Bullet Are Blind" e em "Godeye", que é a aquela que melhor funde o lado épico com o caos raivoso do grupo. A faixa título, por sua vez, traz ótimo vocal, mas perto das demais acaba sendo relativamente convencional, mesmo com o início meio folk. Ainda tem-se, na versão japonesa, a ótima e engraçada "Cold Sweat", cover de THIN LIZZY - como de costume dos finlandeses, que já lançaram também "Skin O' My Teeth", do MEGADETH.

Nesse disco, o KALMAH consegue dar brilho a suas músicas, tornando-as envolventes e memoráveis, sem perder o peso. Além disso, são trazidos traços de outros estilos, enriquecendo ainda mais seu som e levando o death metal melódico a outro patamar. Apesar da evolução natural, tem-se um único e grande ponto negativo: a curta duração do disco, que deixa aquela vontade de "quero mais". Grande álbum!

Integrantes:
Pekka Kokko - Vocais, guitarra
Antti Kokko - Guitarra
Marco Sneck - Teclados
Timo Lehtinen - Baixo
Janne Kusmin - Bateria

Faixas:
1. Rust Never Sleeps
2. One Of Fail
3. Bullets Are Blind
4. Swampwar
5. Better Not To Tell
6. Hook The Monster
7. Godeye
8. 12 Gauge
9. Sacramentum

Bônus:
10. Cold Sweat

Gravadora: Spinefarm Records

Site oficial: kalmah.com




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Kalmah"


Punk Rock: seja feio, beba muito, e nunca penteie o cabeloPunk Rock
Seja feio, beba muito, e nunca penteie o cabelo

Primórdios: O Rock Brasileiro da década de 50Primórdios
O Rock Brasileiro da década de 50

Dave Mustaine: Maroon 5 o deixou boquiabertoDave Mustaine
Maroon 5 o deixou boquiaberto

MMA: os lutadores que curtem Rock e Heavy MetalMMA
Os lutadores que curtem Rock e Heavy Metal

Roadrunner: os álbuns mais desprezados de todos os temposRoadrunner
Os álbuns mais desprezados de todos os tempos

Baseado em fatos: 5 músicas que contam histórias reais, tristes e macabras - parte 2Baseado em fatos
5 músicas que contam histórias reais, tristes e macabras - parte 2

Metallica e Lady Gaga: o único dueto que faz sentidoMetallica e Lady Gaga
O único dueto que faz sentido


Sobre Felipe Kahan Bonato

Felipe Kahan Bonato: Nascido em 88, há mais de 10 anos - por enquanto - escuta praticamente qualquer subgênero de rock e metal, explorando principalmente bandas mais desconhecidas. Teve contato tardio com a guitarra, seu instrumento preferido, optando então em seguir a carreira de Engenheiro de Produção e em contribuir esporadicamente com resenhas no Whiplash.

Mais matérias de Felipe Kahan Bonato no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336