Soulfly: vontade de se recuperar após sequência infeliz

Resenha - Omen - Soulfly

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Finatto Jr.
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Desde que deixou o SEPULTURA, Max Cavalera construiu uma carreira de pouco brilho sob o nome SOULFLY. A banda, que transitava em meio ao new metal com distintas influências tribais, dividiu fãs em discos como "Soulfly" (1998) e "3" (2002). No entanto, com o seu sétimo álbum - intitulado "Omen" - o quarteto liderado por Max mostra uma vontade de se recuperar após a sequência infeliz de registros de qualidade abaixo da média.

Sepultura: Max Cavalera quer tocar Chaos A.D. na íntegra em turnêHeavy Metal: "um conforto para os jovens brilhantes"

É verdade que Max Cavalera nunca conseguiu repetir o sucesso do SEPULTURA com o SOULFLY. A banda - que surgiu em 1997 - sempre tentou repetir a fórmula de inserir ao thrash metal influências da world music, sobretudo da música tribal presente em "Roots" (1996). Entretanto, a postura musical mais próxima ao new metal - com guitarras em afinação baixa - se tornou o ápice da discórdia entre Max e fãs brasileiros. Em 2000, o álbum "Primitive" colocou a banda em evidência nos Estados Unidos. No Brasil, por outro lado, o SOULFLY enfrentava duras críticas pela tendência não muito bem vista entre os headbangers mais tradicionais.

De qualquer modo, "Omen" não traz as modernidades musicais do passado. O disco, diferente de todos os seus seis antecessores, mostra uma banda mais preocupada em executar um metal agressivo e direto do que em buscar uma diferenciação a partir de influências inusitadas. Max Cavalera (vocal/guitarra), Marc Rizzo (guitarra), Bobby Burns (baixo) - que foi substituído ainda em 2010 por Johny Chow - e Joe Nunez (bateria) conseguiram recuperar a carreira do SOUFLY em um álbum que remete a sonoridade do quarto à década de oitenta do SEPULTURA.

Com a produção de Logan Mader (ex-guitarrista do SOULFLY e produtor de bandas como MACHINE HEAD e CAVALERA CONSPIRACY), "Omen" faz uma interessante variação entre músicas rápidas e agressivas com outras de maior elaboração e características mais arrastadas. De qualquer forma, a preocupação de construir um disco esteticamente bem trabalhado é evidente desde a primeira composição, "Bloodbath & Beyond". Embora possa lembrar a simplicidade do SEPULTURA fase "Morbid Visions" (1986), essa faixa se desenrola ao longo de dois minutos com variações de andamento até então pouco exploradas pelo estilo thrash mais direito. Não há dúvidas que a proposta funciona muitíssimo bem.

"Rise the Fallen" - que conta com a participação especial do vocalista Greg Puciato (THE DILINGER ESCAPE PLAN) - mostra claramente que a proposta do SOULFLY em explorar menos a velocidade para construir riffs mais densos funciona da mesma maneira satisfatória. Com a repetição dessas características, "Lethal Injection" - que traz a voz convidada de Tommy Victor (PRONG) - possivelmente pode ser indicada a melhor composição do álbum. Embora possua uma agressividade marcante, faixas como "Kingdom" e "Off with Their Heads", por outro lado, acabam pecando pela ausência do instrumental caprichado presente no restante de "Omen". O disco, mesmo que exiba inegáveis qualidades, conta com momentos de pouca inspiração - mas que não chegam a comprometer o caráter redentor do material.

Com a união perfeita entre o que há de mais agressivo com os momentos mais cadenciados do álbum, "Vulture Culture" é outro possível destaque. De outro lado, "Mega-Doom" e "Counter Sabotage" repetem as mesmas fórmulas do restante de "Omen" - porém sem a mesma maestria das primeiras composições do disco - que encerra com a fraca e instrumental "Soulfly VII". Embora perca um pouco da força com o passar de quarenta minutos, o novo CD do SOULFLY possui momentos interessantes ao ponto de ser indicado como um dos melhores registros da banda. A bagunça sonora de "Conquer" (2008) ficou enterrada no passado.

A versão 'deluxe' de "Omen" conta ainda com duas faixas extras: em "Refuse/Resist" (cover do SEPULTURA), Zyon Cavalera (filho de Max) assume a bateria do SOULFLY. No outro cover - "Your Life, My Life" (da extinta banda de thrash/hardcore EXCEL) - Igor Cavalera (outro filho de Max, não confundir com Iggor) assina as baquetas. De qualquer modo, a ascensão do CAVALERA CONSPIRACY deixa dúvidas sobre o futuro do SOULFLY. Uma pena - porque a banda parece ter encontrado o caminho certo em "Omen" - apesar dos poucos ajustes que precisam ser feitos em um disco seguinte.

Track-list:
01. Bloodbath & Beyond
02. Rise of the Fallen
03. Great Depression
04. Lethal Injection
05. Kingdom
06. Jeffrey Dahmer
07. Off with Their Heads
08. Vulture Culture
09. Mega-Doom
10. Counter Sabotage
11. Soulfly VII


Outras resenhas de Omen - Soulfly

Soulfly: "Omen" é uma pedrada do início ao fim




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Soulfly"Todas as matérias sobre "Sepultura"


Sepultura: Max Cavalera quer tocar Chaos A.D. na íntegra em turnêSepultura
Max Cavalera quer tocar Chaos A.D. na íntegra em turnê

Curiosidade: 5 músicos mais novos que as bandas em que tocamCuriosidade
5 músicos mais novos que as bandas em que tocam

Sepultura: banda divulga clipe de Isolation gravado no Rock in RioSepultura
Banda divulga clipe de "Isolation" gravado no Rock in Rio

Luis Mariutti: Andreas Kisser e convidados em clássicos do metal com violões

Max Cavalera: seu disco menos Metal preferidoMax Cavalera
Seu disco "menos Metal" preferido

Mike Portnoy: assistindo a jogo do Atlético-MG com músicos brasileirosMike Portnoy
Assistindo a jogo do Atlético-MG com músicos brasileiros

Sepultura: duas drum cam de Eloy Casagrande no Rock in Rio

Sepultura: novo álbum Quadra é conceitual e Andreas Kisser explica ideiaSepultura
Novo álbum Quadra é conceitual e Andreas Kisser explica ideia

Sepultura: banda mostrou a capa do álbum Quadra durante show no Rock in RioSepultura
Banda mostrou a capa do álbum Quadra durante show no Rock in Rio

Sepultura: no Rock in Rio, música nova e homenagem a Andre Matos; vídeosSepultura
No Rock in Rio, música nova e homenagem a Andre Matos; vídeos

Rock in Rio 2019: horários do dia do metal passam por pequena alteraçãoRock in Rio 2019
Horários do "dia do metal" passam por pequena alteração

Sepultura: Amilcar Christófaro substitui Eloy Casagrande durante show em festivalSepultura
Amilcar Christófaro substitui Eloy Casagrande durante show em festival

Sepultura: gravações do novo álbum já foram concluídas pela bandaSepultura
Gravações do novo álbum já foram concluídas pela banda

Sepultura: Faleceu pai de Eloy Casagrande

Cavalera Conspiracy: Opiniões de Max e Igor sobre a decadência da cena metalCavalera Conspiracy
Opiniões de Max e Igor sobre a decadência da cena metal

Sepultura: Andreas Kisser estranha irmãos Cavalera tocando RootsSepultura
Andreas Kisser estranha irmãos Cavalera tocando Roots

Sepultura: demo rara com Andreas Kisser no vocalSepultura
Demo rara com Andreas Kisser no vocal


Heavy Metal: um conforto para os jovens brilhantesHeavy Metal
"um conforto para os jovens brilhantes"

Iron Maiden: A tour de Powerslave quase acabou com a bandaIron Maiden
A tour de Powerslave quase acabou com a banda

Pink Floyd: o maior concerto de rock já produzidoPink Floyd
O maior concerto de rock já produzido

Lars Ulrich: jucando no camarim do Guns N' RosesLars Ulrich
Jucando no camarim do Guns N' Roses

AC/DC: a história do nome e a idéia do uniforme de AngusAC/DC
A história do nome e a idéia do uniforme de Angus

Judas Priest: as melhores segundo a Ultimate Classic RockJudas Priest
As melhores segundo a Ultimate Classic Rock

Angra: veja Rafael Bittencourt ensinando Bruno Valverde a tocar bateriaAngra
Veja Rafael Bittencourt "ensinando" Bruno Valverde a tocar bateria


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre Paulo Finatto Jr.

Mais matérias de Paulo Finatto Jr. no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336