Ramos Hugo: álbum de deixar os amantes do AOR doidos

Resenha - Dream - Ramos Hugo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Durr Campos
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Ainda fico boquiaberto quando escuto este disco. Sem exageros, trata-se até agora do meu disco favorito do ano, disparado. Mas como poderia ser diferente quando, num mesmo grupo, junta-se Josh Ramos e Hugo. Este projeto de nome RAMOS/HUGO parece que foi criado em alguma conversa do tipo “ei, que tal fazermos um álbum daqueles de deixar os amantes do AOR doidos?!”. Se assim o foi, conseguiram porque tudo está no lugar aqui: as canções são perfeitas, as letras idem, a produção é fora do comum e a execução da coisa toda é estelar!
5000 acessosCrianças: veja como cresceram as de "Nevermind", "War" e outras5000 acessosMetallica: prejudicando as finanças da Igreja Universal

Josh Ramos é o guitarrista original do excelente grupo de melodic rock The Storm e também do Two Fires, além de atualmente estar tocando no Hardline. Quando ele procurava um vocalista para as músicas que tinha em mãos, parece que os céus lhe sopraram aos ouvidos “Hugo” e a partir do convite aceito o negócio foi posto em prática.

Hugo é um artista bastante conhecido entre os fãs de AOR, hard rock e melodic rock (Valentine, Open Skyz e StreetTalk apenas para ficarmos nestes). O cara é a cara de Steve Perry (eterno Journey), tem a voz igual também e ainda possui uma presença sem igual. Sua criatividade elevou este “The Dream” ao que o próprio título denota.

Josh e Hugo contaram com as mãos preciosas de Fabrizio Grossi na produção (que também tocou baixo no álbum), Eric Ragno no teclado (ex-Takara e China Blue) e John Macaluso (Riot, Malmsteen, Starbreaker, Arketc, etc.) na bateria. A mixagem ficou a cargo do renomado e talentosíssimo Dennis Ward (baixista do Pink Cream 69 e famoso produtor/vocalista/compositor que já trabalhou com Angra, Khymera, Place Vendome, etc), feita em seu estúdio em Kalrsdorf, na Alemanha.

O resultado não poderia ser melhor senhoras e senhores: um massacrante álbum de melodic rock/AOR/hard rock na veia do Journey, mas também trazendo algo das bandas de Ramos (Two Fires) e Hugo (Valentine), especialmente do primeiros disco de ambas. Repito: o melhor disco do ano!

Ramos/Hugo - The Dream - 2008

Faixas:
· You're Not Alone
· All That I Wanted
· The Dream
· Fool's Game
· Bring Back This Love
· I Don't Wanna Say Goodbye
· When You Get Lonely
· In The City
· Tomorrow
· If I Can Take You

Ficha técnica

· Produção: Fabrizio Grossi
· Duração: 53:51
· Estilo básico: AOR
· Gravadora: Frontiers

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Ramos/Hugo"

CriançasCrianças
Como cresceram as de "Nevermind", "War" e outras

MetallicaMetallica
Prejudicando as finanças da Igreja Universal

Collectors RoomCollectors Room
Uma das maiores coleções sobre o Queen está no Brasil

5000 acessosGhost: Nergal revelou a identidade de Papa Emeritus II?5000 acessosSlipknot: "pastor" detecta mensagens subliminares nas capas5000 acessosNo alto do castelo há uma linda princesa...5000 acessosIron Maiden: "Eddie precisa de um quiroprático"5000 acessosThe Voice Brasil: candidato arrebenta com Queen e vai pra final5000 acessosHistória do Rock

Sobre Durr Campos

Graduado em Jornalismo, o autor já atuou em diversos segmentos de sua área, mas a paixão pela música que tanto ama sempre falou mais alto e lá foi ele se aventurar pela Europa, onde reside atualmente e possui família. Lendo seus diversos artigos, reviews e traduções publicados aqui no site, pode-se ter uma ideia do leque de estilos que fazem sua cabeça. Como costuma dizer, não vê problema algum em colocar para tocar Napalm Death, seguido de algo do New Order ou Depeche Mode, daí viajar com Deep Purple, bailar com Journey, dar um tapa na Bay Area e finalizar o dia com alguma coisa do ABBA ou Impetigo.

Mais matérias de Durr Campos no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online