The Force: vivem do passado e não dão a mínima

Resenha - Old School Metal Onslaught - Force

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar Correções  


Inglaterra, 1976, surge o The Clash. Praticamente nas mesmas época e região, inicia-se um fortíssimo movimento chamado de NWOBHM (New Wave Of British Heavy Metal). Auburn, Estados Unidos, 1982, o Manowar debuta com "Battle Hymns". Califórnia, 1983, o Metallica estrea com "Kill 'Em All", lança "Ride The Lightning" um ano depois, e impulsiona a explosão do Thrash Metal. Paraguai, 2007, nasce o The Force, filho bastardo de um encontro surubótico das bandas supracitadas.

Você acha que eles se sentem ofendidos com isso? De maneira alguma. Logo na primeira faixa, "Thrash Til We Die", o grupo, oriundo do findado Overlord, manda recado àqueles que disseram, dizem, e dirão que eles vivem do passado. Eles vivem mesmo, e não vão dar a mínima aos que se opuserem a isso.

publicidade

A proposta dos paraguaios - de contrato assinado com a gravadora brasileira Kill Again Records - é declarada no título da Demo, "Old School Metal Onslaught", e se mostra razoavelmente eficaz.

Exceto pelo tema principal de "Heathen's Attack", totalmente extraído da NWOBHM, o que nossos vizinhos fazem é simples: Thrash Metal da velha guarda com letras à la Manowar e um vocal que pode até buscar inspirações em seus ídolos do Metal da década de oitenta, mas que soa como Joe Strummer.

publicidade

Afora a dedicação a tudo que começou a ser praticado há vinte, vinte e cinco atrás, o The Force não apresenta qualquer direcionamento que consiga organizar suas idéias, tampouco demonstra estar totalmente acertado em qualquer vertente pela qual se aventure.

O quarteto compõe dentro daquilo que se propõe e se sai bem. Além disso, tem potencial, falha pouco nas execuções e até supera audíveis dificuldades de gravação e limitações de equipamentos e instrumentos que utiliza. Precisa melhorar para um CD completo? Muito. Todavia, ainda que, por vezes, tropece nas próprias pernas, a banda agrada e diverte nestes quinze minutos de sua primeira Demo.

publicidade

Formação:
Mike Martínez (vocais e guitarra)
Sebass Román (baixo)
César Ferreira (bateria)
Carlos Carvalho (bateria)

The Force – Old School Metal Onslaught
01. Thrash Til We Die
02. Storm Of Steel
03. Evil Word
04. Heathen's Attack

Contatos: [email protected]
Site Oficial: www.myspace.com/theforcethrash

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Nirvana: quem é o bebê da capa de Nevermind?Nirvana
Quem é o bebê da capa de Nevermind?

Bruce Dickinson: punks não sabem tocar e tem inveja do metalBruce Dickinson
Punks não sabem tocar e tem inveja do metal


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin