Shaman: após as indefinições, brigas e incerrtezas

Resenha - Immortal - Shaman

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Clóvis Eduardo
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Após um tempo de indefinição, brigas e incertezas, o Shaman dissolveu-se, sendo que da primeira formação do grupo que já era um "aglutinado" do Angra, ficou ainda mais reduzido. Depois do lançamento de "Reason", apenas o baterista Ricardo Confessori continua no barco.

Sepultura: no Rock in Rio, música nova e homenagem a Andre Matos; vídeosLynyrd Skynyrd: a história da espetacular "Simple Man"

A decisão de reformular todo o grupo foi a melhor solução encontrada para Confessori continuar fazendo o que mais gosta e animando os fãs com novos lançamentos. André Matos e os irmãos Luis e Hugo Mariutti deixaram a banda depois de controvérsias e encrencas. Mas o Shaman teria de continuar vivo, já que o sucesso alcançado em um curto espaço de tempo desde o nascimento era justificado pela qualidade dos trabalhos lançados anteriormente.

E para provar que a banda está viva, "Immortal", dá continuidade ao trabalho já desenvolvido e dá a entender que o Shaman está inabalável momentaneamente. Confessori foi muito esperto. Chamou o talentoso vocalista da banda Karma, Thiago Bianchi, para assumir o posto deixado por um dos maiores ídolos do metal nacional. E o cara não decepciona e até faz esquecer um pouco o passado pouco distante da banda. Thiago é muito bom, com um tom de voz agradável, que não deixa a desejar nos refrãos mais agudos. Típico vocalista para bandas melódicas ou de power metal, lembrando em alguns momentos, o alemão Tobias Sammet (Edguy/Avantasia).

Destaques do disco para a faixa de introdução "Renovatti". São dois minutos de uma bela composição clássica, cheia de orquestrações e que a cada segundo te coloca a pensar como deverá começar a nova fase do Shaman. "Inside Chains" é engatada logo em seguida, música calcada no Heavy Metal tradicional, onde Thiago Bianchi já começa a se mostrar um excelente vocalista. A faixa tem muitas passagens de teclado, solos extensos e pesados amarrados a uma cozinha marcante com o baixista Fernando Quesada e a tradicional precisão de Ricardo Confessori. Aliás, o baterista deu um jeito de dar ainda mais destaque ao instrumento, seja na mixagem mais reveladora, ou até mesmo na forma de tocar, abusando dos bumbos duplos.

"Trial By Blood" já trás Bianchi mais virtuosos, com variações na impostação da voz e até com gritos estridentes. A guitarra é bem alimentada, pela técnica de Leo Mancini e pela harmonia de teclado, muito mais utilizada do que nos primeiros discos do Shaman. Para dizer a verdade, "Immortal" é uma outra banda, que pouco lembra o velho grupo: menos pretensioso e seguidor de uma linha tradicional sem ousadia, mas de reconhecido talento.

A faixa título é outra que exige ainda mais de Bianchi, seguro e ágil. Já "In The Dark" é uma semi-balada com um refrão muito bonito, solos rápidos e difíceis, e a melodia lembra inclusive um pouco do velho Angra. A música "Freedom" também lembra muito a tradicional banda brasileira, que até o final dos anos 90, levava ao lado do Sepultura a grande capacidade do Metal brasileiro.

É bom ver o Shaman em ação, principalmente com uma figura muito querida no cenário Heavy Metal no Brasil como Ricardo Confessori. "Immortal" está aí como um divisor de águas na discografia da banda. No entanto, resta apenas saber até quando ele será lembrado como a "cria" que nasceu depois de tanto sangramento e intrigas entre Confessori, Matos e os irmãos Mariutti no passado.


Outras resenhas de Immortal - Shaman

Shaman: mais que gritos agudos e solos intermináveisShaman: identidade original com idéia do renascimentoShaman: ter mudado de nome teria sido melhor solução?Shaman: ritual continua, diferente, mas continua




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Shaman"


Sepultura: no Rock in Rio, música nova e homenagem a Andre Matos; vídeosSepultura
No Rock in Rio, música nova e homenagem a Andre Matos; vídeos

Shaman: Vídeoclipe destaca Reunion Tour com Andre MatosShaman
Vídeoclipe destaca Reunion Tour com Andre Matos

Shaman: Alírio Netto será o novo vocalista da bandaShaman
Alírio Netto será o novo vocalista da banda

Andre Matos: Theocracy faz homenagem ao vocalista no ProgPower USA; assistaAndre Matos
Theocracy faz homenagem ao vocalista no ProgPower USA; assista

Mariutti e Confessori: Confira vídeo sobre Workshow que terá presença do ShamanShaman: merchandising oficial no workshop de Luis Mariutti e Ricardo ConfessoriViper: mais informações sobre histórico show em São Paulo

Luís Mariutti: pelos fãs e meus filhos eu faria algo com o AngraLuís Mariutti
Pelos fãs e meus filhos eu faria algo com o Angra

Andreas Kisser: Andre Matos tocava Iron Maiden numa época que poucos conseguiamAndreas Kisser
Andre Matos tocava Iron Maiden numa época que poucos conseguiam

Andre Matos: Time To Be Free é sobre a liberdade interiorAndre Matos
"Time To Be Free é sobre a liberdade interior"


Lynyrd Skynyrd: a história da espetacular Simple ManLynyrd Skynyrd
A história da espetacular "Simple Man"

Ódio musical: os artistas mais detestados em lista da SpinnerÓdio musical
Os artistas mais detestados em lista da Spinner

Instagram: as fotos mais legais do perfil de James HetfieldInstagram
As fotos mais legais do perfil de James Hetfield

CD vs Vinil: não diga que o som do vinil é melhor - porque não éCD vs Vinil
Não diga que o som do vinil é melhor - porque não é

Filhas de Rockstars: conheça algumas das mais bonitasFilhas de Rockstars
Conheça algumas das mais bonitas

Capas de discos: agora com ícones da cultura popCapas de discos
Agora com ícones da cultura pop

Massacration: Metal Milf disponibilizada para downloadMassacration
"Metal Milf" disponibilizada para download


Sobre Clóvis Eduardo

Clóvis Eduardo Cuco é catarinense, jornalista e metaleiro.

Mais matérias de Clóvis Eduardo no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336