Shaman: ritual continua, diferente, mas continua

Resenha - Immortal - Shaman

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

8


Desculpas pelo trocadilho infame, mas uma nova era começou para o Shaman. Após a separação, que fez com que Andre Matos, Hugo Mariutti e Luis Mariutti deixassem a banda, o batera e membro remanescente Ricardo Confessori re-montou o grupo, chamando Thiago Bianchi (Karma) para o vocal, Leo Mancini para a guitarra e Fernando Quesada para o baixo, deixando (como era de costume na formação antiga) o posto de tecladista para um membro convidado, no caso Fabrizio Di Sarno. Com este time, a banda lança agora seu novo CD, "Immortal", cujo título não deixa dúvidas: o ritual continua, de outra maneira, mas continua.

Porém sejamos honestos, não estamos diante de um CD novo ou revolucionário. "Renovatti" é bonita e marcante, mas "intros" como estas são comuns em CDs de metal, enquanto que "Inside Chains" e "Tribal By Blood" mantém o nível dos trabalhos de Ricardo em frente ao Angra e ao Shaman, ou seja: guitarras cortantes, vocais melódicos (confesso que a performance de Thiago surpreende) e uma bateria bem colocada. "Immortal" é marcada por ritmos mais cadenciados (um Xaman legítmo do Equador participa na faixa) e alguns exageros de Thiago no vocal (não me levem a mal, ele está mostrando uma nova faceta, mais agressiva, mas ainda precisa evoluir nos tons altos), enquanto que "One Life" resgata o flerte com percussões e ritmos brasileiros mesclados ao metal melódico.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Fica claro que neste primeiro CD a banda optou por manter-se ligada ao estilo que consagrou seus músicos, ou seja, metal melódico: "In The Dark" é uma boa balada, enquanto que "Strenght" e "Freedom" respondem pelos momentos mais "speed" do CD, assim como a ótima "Never Yeld!" (a melhor do CD, na opinião deste). O flerte com ritmos latinos volta na boa "Yellow Brick Road", porém neste caso a mesma soa muito como uma faixa que sobrou das sessões de gravação de "Holy Land", do Angra.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por mais que se fale em falta de originalidade neste CD, é inegável que o Shaman conseguiu manter-se ativo e relevante musicalmente, no que pese a ruptura extrema pela qual a banda passou. Parte desta manutenção deve-se ao talento dos músicos que hoje compõem a banda, pilares fundamentais para tal processo. Não acho que seja útil comparar este CD aos seus antecessores, já que é o primeiro da nova formação, e 99% dos CDs que marcam renovações como é o caso deste são trabalhos de transição. Um bom CD, promessa de bons shows, e uma promessa ainda maior para trabalhos futuros.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Shaman – Immortal
2007 – Thurbo Music – NAC

Faixas:
Renovatti
Inside Chains
Tribal By Blood
Immortal
One Life
In The Dark
Strenght
Freedom
Never Yeld!
The Yellow Brick Road

Site Oficial: http://www.shamanimmortal.com


Outras resenhas de Immortal - Shaman

Shaman: mais que gritos agudos e solos intermináveis

Shaman: identidade original com idéia do renascimento

Shaman: ter mudado de nome teria sido melhor solução?

Shaman: após as indefinições, brigas e incerrtezas


Cli336 Cli336 Cli336