Sebastian Bach: de volta ao hard que o consagrou

Resenha - Angel Down - Sebastian Bach

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar correções  |  Ver Acessos


Desde que saiu do Skid Row em 1996/1997, Sebastian Bach estava devendo um CD à altura dos trabalhos de qualidade que fazia em sua ex-banda. Excetuando a boa participação na segunda parte do projeto Frameshift, o CD "Bring'em Bach Alive" e o projeto "The Last Hard Men" não acrescentaram em nada à discografia de Bach. Sua participação no musical "Jesus Christ Superstar" e turnês constantes tendo a banda Painmuseum como suporte já davam a tônica de que Bach estava cantando demais e com um time de primeríssima (basta dizer que Metal Mike, ex-Halford, era um de seus guitarristas). Eis que quase no fim de 2007 chega às lojas via EMI "Angel Down", o trabalho solo mais consistente de Bach, e a prova viva de que ele continua um dos melhores vocalistas da atualidade.

Guitarra: os melhores solos da história segundo a Guitar WorldPower Metal: 10 álbuns essenciais segundo About.com

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Angel Down", a faixa título, surpreende pela pegada pesada, quase modernosa, e os vocais rasgados de Bach, contrastando com o ritmo heavy metal da sensacional "You Don't Understand", com solos inspiradíssimos de Metal Mike e Johnny Chromatic. Bach conseguiu até tirar Axl Rose das intermináveis gravações do novo CD do Guns para a excelente versão de "Back In The Saddle" (Aerosmith), aonde os dois levam um belo dueto. Axl aparece também, só que mais contido na hard "Love Is A Bitchslap" e na pesada "Stuck Inside". Vale lembrar que Bach se supera e muito neste CD, com vocais que vão do melódico ao rasgado com extrema facilidade. Ouso dizer que nem no Skid Row ele estava cantando tão bem.
Ainda há espaço para a re-gravação de "American Metalhead" (do Painmuseum), que a banda já executava ao vivo, a pesada "Live & Die", as hard-rocks "Our Love Is Mine" e "Stabbin'Daggers", além de momentos mais agressivos como a ótima "You Bring Me Down" (aonde Bach usa o recurso de vozes dobradas).

Quem sente falta das baladas que eternizaram o trabalho de Sebastian irá se deliciar com a bonita "By Your Side" e a pop "Falling Into You", com verdadeiros shows vocais e instrumentais (que banda fenomenal o cara arrumou).

Pois é meus caros, enquanto o Skid Row parte para flertes com o punk-rock e tenta se re-erguer, Bach volta com tudo ao hard/heavy que sempre o consagrou e do qual ele nunca deveria ter saído. Obrigatório.

Sebastian Bach - Angel Down
2007 - EMI (Nacional)

Formação:
Sebastian Bach - Vocais
Metal Mike - Guitarras
Johnny Chromatic - Guitarras
Steve Di Giorgio - Baixo
Bobby Jarzombek - Bateria

Faixas:
Angel Down
You Don't Understand
Back In The Saddle
Love Is a Bitchslap
Stuck Inside
American Metalhead
Negative Light
Live & Die
Our Love Is A Lie
Take You Down With Me
Stabbin'Daggers
You Bring Me Down
Falling Into You

Site Oficial: http://www.sebastianbach.com


Outras resenhas de Angel Down - Sebastian Bach

Sebastian Bach: um clássico em sua carreiraSebastian Bach: paulada metálica tradicionalSebastian Bach: ainda muito para oferecer ao públicoSebastian Bach: o álbum mais pesado da carreiraResenha - Angel Down - Sebastian Bach




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Sebastian Bach"


Sebastian Bach: Guns N' Roses são como os Beatles ou Stones!Sebastian Bach
"Guns N' Roses são como os Beatles ou Stones!"

Sebastian Bach: voando em classe econômica para a América LatinaSebastian Bach
Voando em classe econômica para a América Latina


Guitarra: os melhores solos da história segundo a Guitar WorldGuitarra
Os melhores solos da história segundo a Guitar World

Power Metal: 10 álbuns essenciais segundo About.comPower Metal
10 álbuns essenciais segundo About.com


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

adGoo336