Matérias Mais Lidas

imagemA música do Raul Seixas com erro gramatical que parece um plágio mas é uma homenagem

imagemTestament está confirmado na edição brasileira do Summer Breeze, segundo jornalista

imagemRick Wakeman relembra época em que o Yes abria show para o Black Sabbath

imagemRolling Stones: Keith Richards compara tocar com Brian Jones, Mick Taylor e Ron Wood

imagemA dura bronca dos Titãs em Nando Reis durante gravação de "Titanomaquia"

imagemShow do Dream Theater em São Paulo não será mais realizado no Pavilhão Pacaembu

imagem4 hits do Deep Purple cujos riffs Ritchie Blackmore já confessou ter copiado

imagemO arrependimento que David Bowie carregava em relação a Elvis Presley

imagemA reação de Stevie Ray Vaughan ao ouvir Jimi Hendrix pela primeira vez

imagemThin Lizzy e o álbum picareta de covers do Deep Purple que garantiu sua sobrevivência

imagemO hit dos Engenheiros sobre Humberto não querer ser guru dos jovens igual Renato Russo

imagemRoger Waters sobre tocar Pink Floyd sem David Gilmour: "Não tenho problema algum"

imagemConheça o guitarrista brasileiro de 16 anos que estará no próximo clipe do Megadeth

imagemBeatles: A música que Paul McCartney compôs para calar a boca de Pete Townshend

imagemPor que o processo de composição da Legião Urbana e Engenheiros era tão diferente?


Wilco: dom de massagear a alma no ponto certo

Resenha - Sky Blue Sky - Wilco

Por Maurício Gomes Angelo
Em 25/09/07

Nota: 9

Sabe aquela "coisa" que acontece quando você ouve álbuns das décadas de 60 e 70, principalmente? Aquele "elemento" estranho que, mesmo com opções técnicas muito inferiores e gravações às vezes até toscas, trazem um certo clima especial que torna a audição uma experiência muito mais viva e interessante que boa parte da produção atual?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Pois é. O Wilco tem muito disso. A intenção, no caso, não é celebrar a nostalgia, glorificar uma sonoridade "datada", subestimar o que é feito atualmente ou coisa do gênero. Não sou do tipo. Quem diz que a música – seja "pop", "rock", "eletrônica" ou o que for – morreu, no mínimo é surdo, burro, incompetente ou idiota. Talvez todas as opções anteriores e um pouco mais.

Problema que verificamos em 95% das produções de hoje, no entanto, é fazer aquela coisa estalada, plástica, no maior volume possível, como se tudo fosse urgente, ultrasônico e precisasse ocupar cada camada disponível no CD. "Sky Blue Sky", ao contrário, sussurra no seu ouvido: vai te conquistando, uma melodia aqui, uma textura irresistível de guitarra acolá, um vocal que dialoga contigo.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Jeff Tweedy. Aliás. Jeff Tweedy. Um dos principais responsáveis por isso. Os termos "orgânico" e "fluído" deveriam ser usados com muito mais cuidado do que são. Por mim, inclusive. Tweedy cria novos parâmetros para eles. Suas letras, extremamente íntimas e passionais, sempre se entrelaçam em perfeita harmonia com o instrumental. Nada sobra, está fora do lugar ou é colocado apenas para ocupar espaço. O lirismo é parte fundamental da experiência oferecida. E isso acontece porque, além de viver e sentir, efetivamente, o que escreve, Tweedy consegue passar isso com uma interpretação absolutamente única e irresistível. Descontado os aspectos técnicos, ele é uma espécie da continuação do legado de Jeff Buckley. O tipo raro de vocalista que, mais do que simplesmente abrir a boca, só o faz com extrema consciência do que está fazendo, e tem a capacidade de achar a construção pop perfeita, suscitando o sentimento que quiser no ouvinte.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

"Sky Blue Sky" é, de longe, um dos lançamentos mais tocantes e sublimes do ano – a começar pela capa, premiada fotografia de Manuel Presti. Sim, ela é real! E, fácil, a mais bela do Wilco.

A riqueza das construções melódicas e harmônicas do grupo são absurdas. Contudo, não apostam numa demasiada diversidade e muito experimentalismo. O que se torna ainda mais impressionante. Fazem o "simples" com intensa competência e acuro musical. As canções respiram, conversam, absorvendo-o para dentro delas. Este é um disco para se ouvir de olhos fechados e fone de ouvido, saboreando cada vibração.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Na metade de "Either Way", com os instrumentos em crescendo, já estarás totalmente anestesiado. E ainda virão "You Are My Face", "Impossible Germany", "Side With The Seeds", "Hate It Here" e "On And On And On", todas de uma beleza inefável. As texturas ganharam novos tons, formas, gostos e características. A já citada, e absolutamente estupenda "Impossible Germany", por exemplo, seria impossível sem a entrada de Neils Cline (de um bem vindo acento jazzístico) e Pat Sansone, que adicionam uma dimensão extra às composições e à guitarra de Tweedy.

A predominância da melancolia e sutileza não impede que eles explorem um sem número de camadas permeáveis à sua música, que está mais contida e equilibrada, sem dúvida, e justo por isso profundamente marcante e memorável. Os solos, deliciosos, adentram diretamente na corrente sanguínea.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Sendo muito exigente, ainda não dá pra dizer que o Wilco fez o seu disco perfeito. Como qualquer um é capaz de observar, "Sky Blue Sky" traz características intrínsecas a tudo que eles já apresentaram. Mas exprime uma inspiração e sensibilidade sem par atualmente. O considero, desde já, o melhor introdutor para alguém que desconhece o universo da banda. Como também o mais consistente e admirável em sua completude – e olhe que eu sou um profundo entusiasta de experimentalismos e explorações.

Quanto à nota aí acima, não dê muito valor a ela, é apenas um adendo ao ofício. O que está expresso nos 51 minutos desta bolachinha supera, em muito, o que eu ou qualquer outro poderia dizer a você.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

No fundo, o álbum tem o dom de massagear a alma: ora com intensidade, outras com delicadeza, mas sempre no ponto certo.

Deguste por conta própria. E agradeça.

Site Oficial: http://www.wilcoworld.net/


Outras resenhas de Sky Blue Sky - Wilco

Resenha - Sky Blue Sky - Wilco

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Pra ouvir e discutir: os melhores discos lançados em 2002

Pra ouvir e discutir: os melhores discos lançados em 1996

Kiss: como foi demitir Eric Carr em seu leito de morte

O Whiplash.Net protege algumas bandas e prejudica outras?


Sobre Maurício Gomes Angelo

Jornalista. Escreve sobre cultura pop (e não pop), política, economia, literatura e artigos em várias áreas desde 2003. Fundador da Revista Movin' Up (www.revistamovinup.com) e da revrbr (www.revrbr.com), agência de comunicação digital. Começou a escrever para o Whiplash! em 2004 e passou também pela revista Roadie Crew.

Mais matérias de Maurício Gomes Angelo.