RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemO hit da Legião Urbana que traz crítica contra "Escolinha do Professor Raimundo"

imagemBanda cancela show porque perdeu laptops e Sebastian Bach alfineta; "Isso é uma piada?"

imagemDigão diz a Jão que não quer treta mas não tem sangue de barata

imagemSe Kiko voltar, o Angra vai imitar o Iron Maiden e ter três guitarristas?

imagemO músico incrível que foi induzido três vezes ao Hall da Fama do Rock

imagemMustaine revela os critérios avaliados na hora de escolher um integrante do Megadeth

imagemJão, do Ratos de Porão, chama Digão para resolver as diferenças em um ringue

imagemO hit regravado pelo Jota Quest que na época derrubou Roberto Carlos do 1º lugar

imagemO músico que desprezou a Rainha no Live Aid e jamais iria ao funeral da Rainha

imagemBlack Sabbath: A opinião de Dio sobre "Heaven & Hell" e "Mob Rules"

imagemMais uma vez! Confira os 5 artistas que mais tocaram no Rock in Rio

imagemA banda que desbancava Roberto Carlos na época da Jovem Guarda, segundo Miguel Plopschi

imagemComo um amigo cego inspirou o hit "Sound Of Silence", de Simon & Garfunkel

imagemA curiosa analogia de Kiko Loureiro sobre Uber e F1 para explicar importância da prática

imagemNovo produtor do Slipknot esperava mais do grupo, afirma guitarrista


Stamp

Radiohead: resgate de show anterior a "The Bends"

Resenha - Astoria London Live 27/05/94 - Radiohead

Por Rodrigo Simas
Fonte: Radiohead - Site Oficial
Em 15/07/07

Nota: 8

Lançado em 2005, "The Astoria London Live" é uma viagem no tempo. Gravado, como o nome já diz, no famoso Astoria, em Londres, em 1994 (treze anos atrás), a banda ainda estava há alguns meses do lançamento do clássico "The Bends", que iria provar a qualidade de Thom Yorke & Cia e catapultá-los para o sucesso internacional.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

O show ainda era da turnê do debut "Pablo Honey" e a banda já mostrava que não era apenas mais uma dentro do cenário da música inglesa da época – mesmo que sua divulgação inicial tenha se dado ao sucesso do single "Creep".

Na ocasião, músicas do primeiro CD foram intercaladas com as "novas" (e introduzidas como "new songs" por Thom Yorke) "Bones", "Black Star", "The Bends", "My Iron Lung", "Fake Plastic Trees", "Just" e "Street Spirit (Fade Out)" – ainda não lançadas na época – e os b-sides "Maquiladora" e "Pop Is Dead". O som está excelente, com a guitarra de Greenwood bem destacada e todos os instrumentos bem equalizados, a edição é boa e a imagem é bastante satisfatória.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

A energia dos cinco ao vivo é arrebatadora. Desde o ínicio com "You", enquanto a cozinha de Colin Greenwood (baixo) e Phil Selway (bateria) parece em transe, Jonny Greenwood (enlouquecido – sempre um dos maiores destaques - guitarra), Ed O’Brien (guitarra) e Thom Yorke (voz e guitarra) empolgam o público e mostram total controle das suas performances individuais, dominando o palco como poucos.

As músicas da fase "Pablo Honey" têm boas versões ao vivo e conseguem ser melhores que as originais – incluindo aí "Creep", no auge de seu sucesso, com a platéia cantando junto (vale ainda mais o registro se pensarmos que o Radiohead não toca mais a música ao vivo há anos). Mas são mesmo as faixas do vindouro (na época) "The Bends" que fazem a diferença. Impossível não se emocionar com as lindas interpretações de "Black Star", "Fake Plastic Trees" ou "My Iron Lung" ou se empolgar com "Just" e "The Bends". É interessante notar a resposta do público para as músicas que provavelmente eles ouviram pela primeira vez e que iriam em pouco tempo se tornar hinos da banda. Logicamente Thom Yorke tem papel fundamental no resultado final, com sua presença hipnotizante (e na época ainda mais "afetada" que o normal) e seus trejeitos no mínimo estranhos.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

"The Astoria London Live" pode não ser o DVD dos sonhos pedido pelos fãs do Radiohead principalmente a partir da obra-prima "Ok Computer", mas até o momento é o único show oficial da banda lançado nesse formato - dos outros dois DVDs, "7 Television Commercials" e "Meeting People Is Easy", o primeiro era apenas de clipes e o segundo, um documentário – fazendo deste um registro obrigatório para todos que gostam do grupo.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

NFL Steve Harris


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Thom Yorke em 1992: "Tenho um desprezo patológico por Jim Morrison"

Slipknot busca influência no Radiohead e Beatles pra inovar sempre

Thom Yorke confessa não entender quem faz sexo ouvindo Radiohead

Amy Lee surpreende ao escolher os melhores cantores (e cantoras) de todos os tempos

Amy Lee surpreende ao escolher os melhores cantores (e cantoras) de todos os tempos

Fear Factory: o dia que a banda mandou um belo "fuck you" para o Radiohead

Radiohead: 10 das melhores letras de Thom Yorke, segundo a Far Out Magazine

Fotos de Infância: Gene Simmons, do Kiss

Marilyn Manson: ele removeu costelas para praticar autofelação?


Sobre Rodrigo Simas

Designer, carioca e tricolor. Começou a ouvir música aos 11 anos, com Iron Maiden, Metallica e Rush. Tem como hobby quase profissional, a música. Além de produzir shows e eventos, trabalhou por 5 anos em loja especializada em Heavy Metal, e já escreveu para alguns sites e revistas de música. Hoje escuta de tudo um pouco, e cada vez mais descobre que existem apenas dois tipos de música: a boa e a ruim, independente do estilo. Bandas e artistas favoritos: Dave Matthews Band, Peter Gabriel, Rush, Iron Maiden, Led Zeppelin, Ben Harper, Radiohead, System of a Down... e a lista continua...

Mais informações sobre

Mais matérias de Rodrigo Simas.