Marduk: muito a ensinar aos novatos

Resenha - Marduk - Rom 5:12

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig
Enviar Correções  

publicidade

9


Ótima notícia para os fãs de metal extremo: os suecos do Marduk estão de disco novo, e o álbum é um dos melhores já lançados pelos caras. "Rom 5:12" honra a carreira do grupo responsável por trabalhos que marcaram a história do Black Metal e da música extrema, como o clássico "Panzer Division Marduk" de 1999 e o polêmico EP "Fuck Me Jesus", lançado em 1991.

Astros do rock: o patrimônio líquido de cada um

Judas Priest: 10 fatos que comprovam que eles são Heavy Metal

O CD tem um início matador. "The Levelling Dust" é uma típica paulada na melhor tradição dos suecos. "Cold Mouth Prayer" é absolutamente destruidora, uma aula de agressividade. "Imago Mortis" dá uma pausa na velocidade e nos blast beats, e vem carregada com um clima bastante épico. Quem curte o típico som dos caras pode ficar tranquilo, porque pedradas como "Through The Belly Of Damnation", "Limbs Of Worship" e "Vanity Of Vanities" mantém a pegada extrema que deu fama ao grupo.

O destaque principal é o vocalista Mortuus, que tem a melhor performance de sua carreira em "Rom 5:12". Ele explora nuances interessantes em sua voz, possibilitando ao Marduk navegar por uma gama maior de possibilidades em seu som. O líder Morgan também estava inspirado, trilhando caminhos soturnos com sua guitarra, mostrando que a banda, apesar de veterana, ainda tem muito o que ensinar aos novatos no som extremo.

Ao lado de "The Apostacy" do Behemoth e de "Ithyphallic" do Nile, "Rom 5:12" é um dos melhores álbuns de metal extremo de 2007, e, provavelmente, o melhor disco de Black Metal do ano.

Altamente recomendável.

Faixas:
1. The Levelling Dust
2. Cold Mouth Prayer
3. Imago Mortis
4. Through The Belly Of Damnation
5. 1651
6. Limbs Of Worship
7. Accuser, Opposer
8. Vanity Of Vanities
9. Womb Of Perishableness
10. Voices From Avignon


adWhipDin adWhipDin