Resenha - Anthrology: No Hit Wonders (1985-1991) - Anthrax

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Rodrigo Simas
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Junto da série de lançamentos surgidos com a reunião da formação clássica da banda, "Anthrology: No Hit Wonders" é mais um ítem obrigatório para os fãs. Caça-níqueis? Talvez, mas serve como um registro importante, reunindo todos os clipes da fase Belladona. A grande maioria das músicas, se não sua totalidade, são clássicos absolutos da época e servem para, no mínimo, uma coletânea digna do Anthrax.
1820 acessosManowar, Joan Jett e outros: gravando Rap antes do New Metal?5000 acessosDerek Riggs: "Eddie vende mais do que Mickey Mouse"

Se a fama de “engraçadinhos” já era notória, os clipes, o visual (as bermudas e bonés, contrariando totalmente a indumentária heavy metal) e o comportamento dos músicos não deixa dúvidas: eles tinham esse diferencial e levavam isso a sério. Mesmo que muitas vezes beirassem o ridículo.

Os clipes começam com uma versão ao vivo de “Metal Trashing Mad” (com Belladona nos vocais logicamente) na Alemanha, passando pelo bizarro “Madhouse”, “Indians” (já bem mais produzido – com a banda alcançando relativo sucesso depois do lançamento de “Among The Living”), “Armed and Dangerous”, “Among The Living” e Caught In a Mosh (as três gravadas no mesmo show, em Londres – já mostrava a frenética performance de todos os integrantes, principalmente os insanos Frank Bello e Scott Ian), “I am The Law” (gravada na turnê do disco “State Of Euphoria”), a divertidíssima “I’m The Man” (gravada no mesmo show de Londres, mas com som de estúdio), a socialmente politizada “Who Cares Wins”, “Belly Of The Beast” (nessa época, Scott Ian já com a cabeça raspada), “Got The Time”, “In My World” e “Bring Tha Noize” (com o Public Enemy).

Nos extras, comentários da banda, mais versões de “Madhouse” e “I’m The Man” e o excelente “personal playlist” onde você pode alterar a ordem dos clipes e assistí-los da maneira que quiser. O som, com opção de 5.1 e DTS, varia muito, principalmente nas músicas ao vivo. A imagem também não é das melhores, mas vale pela raridade dos vídeos e pelo documento da fase clássica de uma das melhores bandas de metal de todos os tempos.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Manowar, Joan Jett e outrosManowar, Joan Jett e outros
Gravando Rap antes do New Metal?

2050 acessosLoudwire: as 10 melhores bandas americanas de Metal0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Anthrax"

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
Joey Belladonna e Jackie Chan

MetallicaMetallica
Banda planejou demitir Lars após a turnê de Master

Heavy MetalHeavy Metal
Os 10 melhores EPs de todos os tempos

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Anthrax"

Derek RiggsDerek Riggs
A história por trás do mascote da Donzela de Ferro

Feias que me perdoemFeias que me perdoem
Musas do Rock e Heavy Metal

PoeiraPoeira
A fúria de Ian Anderson pra cima do Led Zeppelin

5000 acessosLuxúria: uma lista de alguns dos clipes mais sexys da história5000 acessosMetal: 101 motivos para perceber que você ouve há muito tempo5000 acessosLars Ulrich: "Eu era o maior fã do Iron Maiden"5000 acessosNirvana: 20 coisas que você não sabia sobre "Nevermind"5000 acessosFotos: blog elege o Top 10 das mais emblemáticas do Rock5000 acessosPink Floyd: os álbuns da banda, do pior para o melhor, pela UCR

Sobre Rodrigo Simas

Designer, carioca e tricolor. Começou a ouvir música aos 11 anos, com Iron Maiden, Metallica e Rush. Tem como hobby quase profissional, a música. Além de produzir shows e eventos, trabalhou por 5 anos em loja especializada em Heavy Metal, e já escreveu para alguns sites e revistas de música. Hoje escuta de tudo um pouco, e cada vez mais descobre que existem apenas dois tipos de música: a boa e a ruim, independente do estilo. Bandas e artistas favoritos: Dave Matthews Band, Peter Gabriel, Rush, Iron Maiden, Led Zeppelin, Ben Harper, Radiohead, System of a Down... e a lista continua…

Mais informações sobre Rodrigo Simas

Mais matérias de Rodrigo Simas no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online