Resenha - And Then It Got Ugly - Rhino Bucket

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fábio Cavalcanti
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


E o Rhino Bucket está de volta! Depois de um hiato de doze anos, a banda retomou as atividades e lançou seu mais novo álbum "And Then It Got Ugly" (2006). Para quem já conhecia essa banda, que sempre teve uma proposta simples e cara de pau (no bom sentido) de copiar o estilo do AC/DC, aqui vai a boa notícia: eles não mudaram nada! E ainda por cima, conseguiram lançar um álbum claramente superior aos três primeiros.

Rob Halford: 11 coisas que você não sabia sobre eleRoqueiro poser: 100 regras essenciais para se tornar um

História rápida: fundado em 1987 pelo vocalista Georg Dolivo, o Rhino Bucket lançou 3 álbuns: "Rhino Bucket" (1990), "Get Used To It" (1992) e "Pain" (1994). Devido ao pouco sucesso, críticas negativas ao seu estilo "Bon Scott's AC/DC" e problemas internos, a banda encerrou as atividades. Em 2001, os integrantes resolveram ressuscitar o Rhino Bucket, e em 2006 lançaram o álbum "And Then It Got Ugly", o qual é objeto desta resenha.

As músicas são bem simples, e trazem de volta aquele velho rock 'n' roll que está em falta hoje em dia. O riff inicial da faixa de abertura "Welcome to Hell" chega a emocionar, mostrando que Georg Dolivo e Brian Forsythe aprenderam muito bem as lições passadas pelos irmãos Young nos últimos 30 anos.

Seguindo no mesmo estilo, mas sem nunca soar cansativo, temos "Don't Bring Her Down", "Monkey Boy Highway" (que traz uma gaita bem bacana no refrão) "Smile", "Hammer & Nail", "Invisible", "She Rides", e a nervosa "Blood, Sweat & Beers", single que faz parte da trilha sonora do filme The Outdoorsmen. E a melhor faixa do álbum é "Dead & Well", que tem um refrão mais melódico e uma letra grudenta ("I'm Dead and Well... Living in Texas"), que não vai sair da sua cabeça por vários dias.

E pra não dizer que o Rhino Bucket não é capaz de experimentas sons "diferentes", temos o blues pesado "Word" e a versão acústica da música "I Was Told" (lançada originalmente no álbum "Pain"). Será que esse é o início de uma fase de evolução no estilo da banda? Desde que isso não afete a sua essência, até que pode ser uma boa hora para diversificar um pouco. Mas isso apenas o próximo álbum poderá confirmar.

Músicas:
1. Welcome to Hell
2. Dead & Well
3. Don't Bring Her Down
4. Monkey Boy Highway
5. Smile
6. Word
7. Hammer & Nail
8. Invisible
9. She Rides
10. Blood, Sweat & Beers
11. I Was Told (acoustic)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Rhino Bucket"


AC/DC: bandas similares, algumas mais, outras menosAC/DC
Bandas similares, algumas mais, outras menos

AC/DC: 7 bandas e cantores que tentam a fórmula da bandaAC/DC
7 bandas e cantores que tentam a fórmula da banda


Rob Halford: 11 coisas que você não sabia sobre eleRob Halford
11 coisas que você não sabia sobre ele

Roqueiro poser: 100 regras essenciais para se tornar umRoqueiro poser
100 regras essenciais para se tornar um

Ultimate Guitar: as 28 canções mais sombrias de todos os temposUltimate Guitar
As 28 canções mais sombrias de todos os tempos

Metalhead: as mulheres mais sexys do Heavy MetalMetalhead
As mulheres mais sexys do Heavy Metal

Slipknot: como são os membros da banda sem as máscaras?Slipknot
Como são os membros da banda sem as máscaras?

Metallica: o que James Hetfield pensa de música eletrônica e hip-hop?Metallica
O que James Hetfield pensa de música eletrônica e hip-hop?

Metallica: Jason Newsted é melhor que Cliff Burton, mas Lars e James ferraram eleMetallica
Jason Newsted é melhor que Cliff Burton, mas Lars e James ferraram ele


Sobre Fábio Cavalcanti

Baiano, sempre morou em Salvador. Trabalha na área de Informática e ¨brinca¨ na bateria em momentos vagos, sem maiores pretensões. Além disso, procura conhecer novas - e antigas - bandas dos mais variados subgêneros do rock. Por fim, luta para divulgar, sempre que possível, o pouco conhecido cenário rocker da tão sofrida ¨Terra do Axé¨.

Mais matérias de Fábio Cavalcanti no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336