Resenha - Seven Days Live - Poison

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

8


Em 1993 o Poison vivia uma fase de reciclagem: Bobby Dall (baixo) e CC Deville (Guitarras) passavam por sérios problemas com drogas, o que acarretou na saída de CC. Para substituí-lo, Brett Michaels e Rikki Rockett chamaram Richie Kotzen, um virtuoso das seis cordas, que foi decisivo para o lançamento de "Native Tongue". Odiado por uns, amado por outros, este CD trazia um Poison revigorado, fugindo um pouco de suas raízes hard anos 80 e entrando com uma musicalidade bem intensa, cortesia da guitarra de Kotzen. A turnê deste CD se estendeu por vários países, chegando a aterrisar no Brasil em 1994, para o Hollywood Rock (a banda já não tinha Kotzen, que traçou a esposa de Rockett – talvez sua atitude mais Poison dentro da banda - e foi demitido, mas trouxe o igualmente brilhante Blues Saraceno).

O Poison de "Native Tongue" se mostrava mais focado na musicalidade, e perdia com isso uma de suas grandes características: a agitação e a performance, que eram musicadas por um rock com fortes toques southern e flertes com o punk. Este show em Londres mostra bem tal situação. Se "The Scream", "Strike Up The Band", "Body Talk", o hit "Stand" (uma das melhores músicas da fase Kotzen) e "7 Days Over You" funcionavam muito bem ao vivo, alguns momentos destas não soavam como Poison. Brett parecia parado no palco, enquanto Kotzen se mostrava um urubu fora do ninho (embora fosse um guitarrista muito mais técnico do que CC e um "backing" de primeiríssima).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A coisa ficava mais complicada nos "hits" pré Richie Kotzen. "Ride The Wind", "Look What The Cat Dragged In", "Your Mama Don’t Dance" e "Talk Dirty To Me" soam deslocadas na guitarra de Kotzen (CC era um guitarrista pouco técnico, mas um ótimo riffeiro hard anos 80), que dava novas roupagens bem deslocadas. Faltava a pegada e o som crú do Poison "Fresh And Blood", coisa que viria a ser resgatada com o retorno de CC em 1999.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mas quem acha que falo de um show ruim se engana. A banda ainda mandava muito bem ao vivo, só que numa ótica e ponto de vista bem diferentes do que estávamos acostumados. Esse show, que agora sai em DVD (chegou a ser editado em VHS em 1994), vale tanto para fãs para como aqueles que nunca curtiram o Poison, por trazer uma banda que não teve medo de tentar de novo e se re-inventar. Eu prefiro o original... mas este Poison marcou história no rock.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Faixas:
The Scream
Strike Up The Band
Ride The Wind
Good Love
Body Talk
Something To Believe In
Stand
Fallen Angel
Look What The Cat Dragged In
Until You Suffer Some (Fire & Ice)
7 Days Over You
Unskinny Bop
Talk Dirty To Me
Every Rose Has It’s Thorn
Nothing But A Good Time

Duração: 82 minutos.

Cherry Red – 2006 – (IMPORTADO)

Site Oficial: http://www.poisonweb.com




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Bret Michaels: a pornografia que quase o matouBret Michaels
A pornografia que quase o matou

Bret Michaels: reveja os maiores constrangimentos do vocalistaBret Michaels
Reveja os maiores constrangimentos do vocalista


Heavy Metal: quais as 10 melhores vozes da história?Heavy Metal
Quais as 10 melhores vozes da história?

Meet & Greet: Como os roqueiros de verdade se comportamMeet & Greet
Como os roqueiros de verdade se comportam


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

Cli336 Cli336 Cli336