Resenha - AC/DC - In The Beginning

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcos A. M. Cruz
Enviar correções  |  Ver Acessos


Conversando outro dia destes, aventou-se aqui entre a equipe do Whiplash! a possibilidade de serem feitas resenhas de bootlegs, e ficou decidido que sim, seria interessante, mas como ninguém postou nada até o momento, aqui vou eu dar o pontapé inicial...

Sucesso: gráfico em vídeo mostra artistas mais vendidos de 1969 a 2019Os Simpsons: bandas de Rock na versão amarela

Antes de tudo, é preciso deixar claro que os critérios para a avaliação de um bootleg são diferentes de um disco oficial, pois o que conta aqui é principalmente o ineditismo da coisa, haja visto muito material interessantíssimo ser encontrado somente em edições extra-oficiais, até pelo fato de muitas vezes a qualidade da gravação não ser das melhores.

É o que infelizmente ocorre aqui neste "In The Beginning", dois LPs recém-lançados (dizem que a tiragem é de apenas 200 cópias) retratando uma apresentação do AC/DC no Hampton Court Hotel de Sydney no mês de março de 1974, ou seja, três meses após sua estréia ao vivo, ocorrida na virada do Ano Novo, e que chegou a ser alardeado por parte da imprensa como um lançamento "oficial", mas que devido à péssima qualidade sonora funciona apenas como um registro histórico, que interessará somente aos arqueólogos roqueiros ou aos fanáticos pelo banda.

Na época o AC/DC era formado pelos irmãos Angus e Malcolm Young nas guitarras, Neil Smith no baixo, Noel Tylor na bateria e Dave Evans no vocal, sendo que dos arquivos deste último é que foi extraída esta gravação, e em seu site oficial há inclusive uma foto desta formação, registrada no mesmíssimo mês.

Dave, que está na ativa até hoje, chegou a gravar com o AC/DC um compacto raríssimo, lançado poucos meses após este show e até hoje não relançado (oficialmente) em edição digital, trazendo as canções "Can I Sit Next To You Girl" e "Rocking In The Parlour".

Curiosamente "Can I Sit..." não consta do repertório deste show, que traz um AC/DC bem diferente daquele que passaria para a posteridade, por dois motivos: em primeiro lugar pela presença de Dave, que possui um vocal que não têm nada a ver com o de Bon Scott e Brian Johnson; em segundo, Angus, apesar de já usar o famoso uniforme colegial, ainda não havia lapidado o estilo que o tornaria famoso, e seus solos estão bem mais contidos do que estamos acostumados a ouvir.

Por outro lado, é interessante ouvir o AC/DC levando basicamente covers, principalmente de canções dos Stones, além da versão embrionária de "Soul Stripper", uma das poucas faixas que já trazem um bocado da rifferama que caracterizaria o som do grupo.

Porém, conforme já disse, infelizmente a qualidade do registro não é boa, pois se trata de uma gravação amadora feita provavelmente por alguém na platéia (comenta-se que teria sido o próprio Dave Evans, mas esta informação pode não ser verídica), sendo que muitas músicas estão cortadas, o baixo está praticamente soterrado pela bateria e guitarras, e o vocal em um tom mais baixo que os instrumentos, sendo quase impossível entender o que Dave canta.

Duas versões deste show estão circulando: uma com a gravação original, supostamente copiada diretamente dos arquivos de Dave, que inclusive está disponível em um site de torrents - mas atenção: estes arquivos estão em formato .flac e ocupam 490MB, e para fazer o download é necessário ser cadastrado no site.

A outra versão é oriunda do CDR que vêm junto com os LPs, que se diz "remasterizado", e de fato o som é um pouco mais alto e nítido, além dos "cortes" nas músicas terem sido amenizados (em alguns casos, foram aplicados pequenos "fade in/out"), porém fica claro que não se trata de uma remasterização propriamente dita, mas sim uma reequalização com algum software, coisa que muitos "colecionadores" abominam totalmente, mas aí fica a critério de cada um.... algumas faixas em MP3 desta versão podem ser conferidas no acdc-archives.

Faixas:

- Soul Stripper
- No Particular Place To Go
- Stay For A While
- Carol
- It's All Over Now
- Jumpin' Jack Flash
- Rock & Roll Singer
- medley: Blue Suede Shoes > Shake Rattle & Roll > Tutti Frutti
- Rockin' In The Parlour
- Bye Bye Johnny
- Lucille
- All Right Now
- Baby Please Don't Go
- Honky Tonk Women

Duração: 1:16:55

Formação:
Angus Young (guitarra)
Malcolm Young (guitarra)
Dave Evans (vocal)
Neil Smith (baixo)
Noel Tylor (bateria)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "AC/DC"


Sucesso: gráfico em vídeo mostra artistas mais vendidos de 1969 a 2019Clube da Música: 10 bandas de Rock/Metal mais acessadas do YouTube (vídeo)

Rush e AC/DC: poucos sabem as verdadeiras formações originaisRush e AC/DC
Poucos sabem as verdadeiras formações originais

Cinema: 5 filmes clássicos do Rock e seus títulos em versão brasileiraCinema
5 filmes clássicos do Rock e seus títulos em "versão brasileira"

AC/DC: a primeira reação de Brian Johnson ao saber de problema de audiçãoAC/DC
A primeira reação de Brian Johnson ao saber de problema de audição

Anthrax: após realizar sonho no Rock in Rio, banda recria foto do AC/DC em 1985Anthrax
Após realizar sonho no Rock in Rio, banda recria foto do AC/DC em 1985

Karl Golden: AC/DC, riffs e solos essenciais da bandaRock In Rio 1985: História & Bastidores - Parte 1 (vídeo)Entrevista: Martin Popoff, a máquina de escrever do rock/metal

AC/DC: algumas coisas boas às vezes retornam, diz post misteriosoAC/DC
Algumas coisas boas às vezes retornam, diz post misterioso

AC/DC: polícia utiliza música da banda para espantar bisão nos EUAAC/DC
Polícia utiliza música da banda para espantar bisão nos EUA

David Coverdale: Em 1974, o Deep Purple Expulsou o ACDC do palcoDavid Coverdale
Em 1974, o Deep Purple Expulsou o ACDC do palco

AC/DC: as 10 melhores músicas da banda com Bon ScottAC/DC
As 10 melhores músicas da banda com Bon Scott

AC/DC: Regis Tadeu conta tudo que você não sabe sobre a bandaAC/DC
Regis Tadeu conta tudo que você não sabe sobre a banda


Os Simpsons: bandas de Rock na versão amarelaOs Simpsons
Bandas de Rock na versão amarela

Iron Maiden: Tenho inveja dos fogos do Slipknot,diz BruceIron Maiden
"Tenho inveja dos fogos do Slipknot",diz Bruce

Cenografia: os pedestais mais bizarros do Rock e MetalCenografia
Os pedestais mais bizarros do Rock e Metal

Buckethead: uma rara imagem do guitarrista sem a máscaraBuckethead
Uma rara imagem do guitarrista sem a máscara

Dane-se Bruce Dickinson: Simone Simons no metrô é muito melhorDane-se Bruce Dickinson
Simone Simons no metrô é muito melhor

Musculação: os músicos mais bombados do heavy metalMusculação
Os músicos mais bombados do heavy metal

Capas de álbuns: versão cultura pop de capas famosasCapas de álbuns
Versão "cultura pop" de capas famosas


Sobre Marcos A. M. Cruz

Editor do Whiplash.Net.

Mais matérias de Marcos A. M. Cruz no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336