Resenha - Fall - Shakra

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Otávio Augusto Juliano
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Em time que está ganhando não se mexe. Este velho jargão do futebol brasileiro serve perfeitamente para definir mais um trabalho de destaque do Shakra, que segue a mesma linha do anterior (o muito elogiado "Rising"), trazendo alguns elementos novos e composições ainda mais interessantes, mostrando o progresso e a maturidade desta banda suíça.

Vanusa e Black Sabbath: a notável coincidência nos riffsGaleria de fotos: 13 motivos para gostar de Rock N Roll

Quinto álbum de estúdio e o segundo com o competente vocalista Mark Fox, este disco é daqueles que grudam no cd player logo na primeira audição. Mark se mostra muito bem à frente do vocal da banda, destacando-se a química existente entre sua voz rouca e o instrumental das músicas, com ótimos riffs e solos por parte dos guitarristas Thomas Muster e Thom Blunier.

O álbum anterior teve muito destaque na mídia musical, com ótimas críticas, sendo certo que a banda virá a se firmar ainda mais com este atual trabalho, que é forte candidato a um dos melhores álbuns do ano de 2005 no gênero Hard Rock.

Músicas como She`s My Ecstasy, que nos faz lembrar os áureos tempos do Hard Rock oitentista, Nightlife, com uma introdução arrasadora das guitarras de Thomas e Thom e Do You Know, com certeza serão repetidas seguidamente pelo ouvinte.

Além das três faixas citadas, a acelerada Out Of Control, a cadenciada All Or Nothing, a balada Immortal e a faixa-título também se sobressaem. Destaque também para Take Me Now, uma das melhores do álbum, mostrando muita energia por parte dos músicos e a pesada Walk On Water, esta última deixando claro que o Shakra sabe também fazer música mais voltada para o Metal.

O ponto negativo fica por conta do encarte (na versão do cd nacional), que mistura cores mais escuras, dificultando demais a leitura de algumas das letras e dos agradecimentos.

Mesmo quem não é muito fã de Hard Rock vai se espantar (positivamente) com o som tirado pela banda, restando apenas aplaudir o mercado nacional por mais este lançamento (o álbum anterior também foi lançado no Brasil, pela Big Rock Music).

Em resumo, "Fall" é totalmente indicado. Compre e prepare o "repeat" do aparelho de som.

Laser Company/Rock Brigade Records




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Shakra"


Vanusa e Black Sabbath: a notável coincidência nos riffsVanusa e Black Sabbath
A notável coincidência nos riffs

Galeria de fotos: 13 motivos para gostar de Rock N RollGaleria de fotos
13 motivos para gostar de Rock N Roll

Cristina Scabbia: Símbolo sexual? Fico surpresa com isto!Cristina Scabbia
"Símbolo sexual? Fico surpresa com isto!"

Epica: belas fotos da bela vocalista Simone SimonsEpica
Belas fotos da bela vocalista Simone Simons

Courtney Love: Parei com drogas e transei como um coelhoCourtney Love
"Parei com drogas e transei como um coelho"

Tool: as crianças que farão você voltar a ter esperança na bandaTool
As crianças que farão você voltar a ter esperança na banda

Metallica: ouça Nothing Else Matters em escala maiorMetallica
Ouça "Nothing Else Matters" em escala maior


Sobre Otávio Augusto Juliano

Otávio é paulistano, tem 29 anos e faz algo nada a ver com o Rock: é advogado. Por gostar muito de música e não possuir talento algum para tocar instrumentos musicais, tornou-se um comprador compulsivo de cds. Sempre interessado em leitura ligada ao Rock e Metal, começou a enviar algumas pequenas colaborações para a Whiplash e hoje contribui principalmente com textos relacionados ao Hard Rock, estilo musical de sua preferência. De qualquer forma, é eclético e não dispensa álbuns de todas as demais vertentes do Metal, sendo fã incondicional de W.A.S.P., Mötley Crüe e dos trabalhos do guitarrista Steve Stevens.

Mais matérias de Otávio Augusto Juliano no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336