Resenha - Terror For Sale - Terror 2000

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Clóvis Eduardo
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


O terror está de volta, e a pancadaria também. Não espere outra coisa deste álbum senão bons momentos de vibração, mesmo que formada por músicos que queriam apenas se divertir. O grupo esbanja feeling e muito thrash metal e o que parecia um mero projeto paralelo, tornou-se um dos maiores vícios do momento.

O tempo não para: fotos do antes e depois de alguns rockstarsGuitarristas: você consegue identificar todos nesta imagem?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Seria mentira dizer que apenas agora o Terror 2000 está lançando um trabalho que "vai dar trabalho" para parar de ouvir. "Terror For Sale" é o terceiro capítulo da veloz quebradeira imposta pelo grupo, formado pelo vocalista Bjorn "Speed" Strid (Soilwork), os guitarristas Klas Ideberg (The Defaced, Darkane) e Nick Sword (El Mago), o baixista recém contratado Dan Svensson (Hatelight) e o baterista Erik Thyselius (Construcdead). Mesmo cada um desempenhando grandes funções nos projetos oficiais, parece que é no Terror 2000 que eles trabalham com gosto, ou pelo menos se divertem.

Logo em "Slaughterhouse Supremacy", lançado no ano 2000 e "Faster Disaster", de 2002, era difícil ouvir o som dos caras vindos da Suécia sem ficar de queixo caído. Música atrás de música, pancada atrás de pancada, sem exceção, era uma seqüência de riffs, batidas e gritos de tirar o fôlego.

Em uma canção do novo álbum se resumiria a voracidade do grupo, "Liquor Saved Me From Sports", que é realmente de ficar sem reação. Chega até a ser maçante depois de um tempo ouvir tantas pancadas seguidas de Erik na batera e os riffs velozes da dupla Nick e Klas. Bjorn é um vocalista que mesmo com várias outras bandas no currículo, consegue ser diferenciado aqui e mostra que é capaz de várias entonações.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O tempo passa rápido com 13 músicas curtas e precisas. "Five Star Prison" começa o martírio da bateção de pescoço. E tempo para respirar será difícil, já que "Metal Mosh Massacre", "Cheap Thrills" e "King Kong Song" são de ritmo mais acelerado ainda. Pelo nome das músicas, percebe-se que além de fazer um thrash metal animalesco, os caras querem mesmo é se divertir.

Mixado de uma maneira bem mais caprichada do que os CDs anteriores, este trabalho tem bons momentos de agressão, tortura e violência no conteúdo das letras. Houveram alguns bons pecados em algumas músicas como "Flesh Fever Fiesta", mas no resultado final, "Terror For Sale" é bom a beça para mexer o esqueleto.

Lançamento Nuclear Blast.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Terror 2000"


O tempo não para: fotos do antes e depois de alguns rockstarsO tempo não para
Fotos do antes e depois de alguns rockstars

Guitarristas: você consegue identificar todos nesta imagem?Guitarristas
Você consegue identificar todos nesta imagem?


Sobre Clóvis Eduardo

Clóvis Eduardo Cuco é catarinense, jornalista e metaleiro.

Mais matérias de Clóvis Eduardo no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280