Resenha - Consign to Oblivion - Epica

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Carlos Eduardo Garrido
Enviar correções  |  Ver Acessos


A banda foi formada em 2002 pelo guitarrista holandês Mark Jansen, logo apos ele deixar o After Forever (para ver como eles se saíram sem o Mark, clique AQUI), grupo do qual era um dos fundadores e principal compositor, e depois do aclamado debut The Phantom Agony lançam agora o sensacional Consign to Oblivion, que é um álbum semi-conceitual, tendo como tema de varias músicas a cultura Maia.

Iron Maiden: versões pesadas para clássicos do RockMike Portnoy: a reação ao ouvir garoto de 8 anos tocando cover do Dream Theater

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Review publicado originalmente no site
www.fromheretoeternity.zip.net

Rotular o som da banda como 'Gothic Metal' é limitar muito os horizontes desses holandeses, que nesse novo álbum estão muito mais bombásticos. As orquestrações estão ainda mais bonitas e em maior quantidade. Os coros estão perfeitos, e muitas vezes nos remetem aqueles usados pelo Rhapsody no CD Rain of a Thousand Flames. O vocal de Simone Simons é uma das coisas mais agradáveis que já ouvi. E a banda como um todo evoluiu muito nesse segundo álbum. Para situar melhor o leitor que não está familiarizado com o estilo, basta dizer que som do grupo se assemelha bastante a trilhas sonoras de filmes épicos.

Todas as músicas são bastante uniformes e bem compostas, mas podemos citar como destaques: "Dance of Fate", "The Last Crusade", "Another In Lack' Ech", a belíssima e primeiro single "Solitary Ground" e a pesada faixa - titulo. E se por um lado às composições da banda não enveredam muito pelo lado mais pesado do Metal, contraditoriamente elas também estão longe de serem acessíveis ao grande publico.

Resumindo a ópera, este é um álbum que deverá agradar aos fãs da ex-banda de Mark, assim como também conquistará muitos novos fãs, não só de 'Gothic', mas de metal e boa música em geral.

Set-List:
01. Hunab K'u - A New Age Dawns (Prologue)
02. Dance Of Fate
03. The Last Crusade - A New Age Dawns - I
04. Solitary Ground
05. Blank Infinity
06. Force Of The Shore
07. Quietus
08. Mother Of Light - A New Age Dawns - II
09. Trois Vierges
10. Another Me "In Lack'ech"
11. Consign to Oblivion - A New Age Dawns - III

Line Up:
Simone Simons (Vocal)
Mark Jansen (Guitarra e Vocal Urrado)
Ad Sluijter (Guitarra)
Coen Janssen (Teclado)
Yves Huts (Baixo)
Jeroen Simons (Bateria e Percurssão)


Outras resenhas de Consign to Oblivion - Epica

Resenha - Consign To Oblivion - EpicaResenha - Consign To Oblivion - Epica



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Epica"


Epica: Eu e Simone não encaixávamos, trabalhamos melhor hoje, diz Mark JensenEpica
"Eu e Simone não encaixávamos, trabalhamos melhor hoje", diz Mark Jensen

Musas do Metal: as bandas que elas ouvem quando estão em casaMusas do Metal
As bandas que elas ouvem quando estão em casa


Iron Maiden: versões pesadas para clássicos do RockIron Maiden
Versões pesadas para clássicos do Rock

Mike Portnoy: a reação ao ouvir garoto de 8 anos tocando cover do Dream TheaterMike Portnoy
A reação ao ouvir garoto de 8 anos tocando cover do Dream Theater


Sobre Carlos Eduardo Garrido

Jornalista formado. Descobriu o Heavy Metal aos 15 anos de idade e desde então, não vive mais sem esse estilo de música. Suas bandas preferidas são Metallica, Iron Maiden, Savatage, Angra, Blind Guardian, dentre muitas outras. Através do jornalismo conseguiu unir suas duas paixões: escrita e música. Além de colaborar com o Whiplash, mantém o blog ociocomcafe.blogspot.com.

Mais matérias de Carlos Eduardo Garrido no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor