Resenha - King of Fools - Edguy

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Clóvis Eduardo
Enviar correções  |  Ver Acessos


A galera comandada pelo já experiente vocalista Tobias Sammet está ficando cada vez melhor. Para superar a forte expectativa do novo álbum Hellfire Club, O EP King Of Fools é um bom começo. Músicas diretas, legais e sem muita firula (apesar de terminar mal), já que é uma dessas características que me deixaram um pouco longe dos cds mais antigos do Edguy. Claro que EP é coisa de fã assíduo, pois não vejo outra função senão de caça níqueis. Mesmo assim nem sei como consegui me arriscar entre os inconfundíveis gritos de introdução de Tobias, que para minha feliz surpresa, não estão lá.

Woodstock: som ruim, gente demais e cheiro de fezes e urinaMetal: as bandas e sub-gêneros mais odiados pelos metalheads

A música King Of Fools - me perdoem - mas merecia estar no lugar de pelo menos quatro ou cinco faixas do álbum Mandrake. Que refrão meu amigo. Com certeza vai repetir muitas vezes na vitrola de muita gente. New Age Messiah começa e você diz: ah, lá vem aquelas baladinhas denovo! E o rufar do caixa de Felix Bohnke diz que você está precipitado. Aleluia! Bom senso até mesmo num EP não poderia ser melhor. Seu andamento demonstra uma boa música. Solo bem feito e harmonia do início ao fim.

The Savage Union tem um riff poderoso e rápido. Faz você voltar a algumas antigas músicas pelo seu refrão. Nada de novo. Mas tem coesão e cozinha feroz pela união entre Bohnke e Tobias Exxel que com competência comanda as quatro cordas. Dirk Sauer e Jens Ludwig dividem a tarefa mais árdua e não menos merecedora de elogios do presente trabalho. Os riffs, que não são lá originais, mas tem timbragem diferente, o que os torna mais pesados e empolgantes. Dando um real destaque e ansiedade para por as mãos em Hellfire Club o mais depressa possível. Holy Water é a melhor do cd. Música com andamento inteligente e um refrão grandioso de arrepiar.

Life And Times Of A Bonus Track é chata. Se terminasse por Holy Water já estaria acampado em frente à loja de cds para pegar Hellfire, mas esta música esfria as coisas. É o típico Edguy de novo, com piano e a voz de Tobias. Não é uma balada triste. Mas é o refresco que a maioria não queria. A impressão final do EP é muito boa, e que o cd novo teve um preview inigualável.

Obs.: Ao ver o clipe de King Of Fools, a lembrança dos vídeos de Perfect Gentlemen do Helloween e Needled 24/7 do Children of Bodom será rápida. Assim como os detalhes finais lembram Warriors of The World United do Manowar.

01 - King Of Fools
02 - New Age Messiah
03 - The Savage Union
04 - Holy Water
05 - Life And Times Of A Bonus Track


Outras resenhas de King of Fools - Edguy

Resenha - King of Fools - Edguy




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Edguy"


Kai Hansen: escolhendo as dez maiores bandas de metal da AlemanhaKai Hansen
Escolhendo as dez maiores bandas de metal da Alemanha

Avantasia: Andre Matos devolve os elogios de Tobias SammetAvantasia
Andre Matos devolve os elogios de Tobias Sammet


Woodstock: som ruim, gente demais e cheiro de fezes e urinaWoodstock
Som ruim, gente demais e cheiro de fezes e urina

Metal: as bandas e sub-gêneros mais odiados pelos metalheadsMetal
As bandas e sub-gêneros mais odiados pelos metalheads


Sobre Clóvis Eduardo

Clóvis Eduardo Cuco é catarinense, jornalista e metaleiro.

Mais matérias de Clóvis Eduardo no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336