Matérias Mais Lidas

imagemRegis Tadeu e os cinco grandes vocalistas que o mundo do Rock não dá valor

imagemA música do Metallica que James não queria apresentar aos outros integrantes

imagemFãs detonam produção do Knotfest após anúncio do Pantera

imagemDez músicas de outros estilos que ganharam ótimas versões rock/metal - Parte I

imagemA melhor música de heavy metal lançada a cada ano desde 1970, em lista do Loudwire

imagemO carinhoso jeito de Axl Rose se desculpar com sua equipe pelo seu jeito imprevisível

imagemAngra e Shaman, Edu Falaschi fala sobre a treta que havia entre as bandas

imagemAmy Lee surpreende ao escolher os melhores cantores (e cantoras) de todos os tempos

imagemJô Soares comprou uma obra de arte do Rock por causa do Regis Tadeu

imagemA música do Raul Seixas com erro gramatical que parece um plágio mas é uma homenagem

imagemBruno Sutter explica semelhança problemática entre Ayrton Senna e Fausto Fanti

imagemFrank Zappa surpreende ao eleger seus dez álbuns favoritos

imagemPor que som do Angra não era novidade em 1993, segundo Alex Holzwarth

imagemSamuel Rosa chama guitarrista do Pearl Jam de "menino mimado" por quebrar instrumentos

imagemOzzy Osbourne revela que Lemmy Kilmister era um leitor voraz


2022/07/09
2022/08/18

Resenha - Days Of Rising Doom - Aina

Por Thiago Sarkis
Em 10/08/04

Nota: 9

O retorno do rock progressivo, numa vertente mais pesada, o metal, e Arjen Lucassen e seus projetos com vários convidados especiais, personagens, vocalistas, são certamente os elementos principais para o aumento do número de álbuns conceituais e rock óperas. O impressionante é a qualidade de compositores e regentes dos músicos criadores destes discos. No caso do Aina, uma equipe foi necessária para colocar todos os detalhes em ordem e produzir uma grande peça musical.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Os mentores Sascha Paeth, Robert Hunecke-Rizzo, Amanda Somerville e Miro contaram com as vozes de Glenn Hughes, André Matos (Shaman), Michael Kiske (ex-Helloween), Damian Wilson (ex-Threshold), Tobias Sammet (Edguy, Avantasia) , Sass Jordan, Candice Night (Blackmore’s Night), Marko Hietala (Nightwish), Simone Simons (Epica), entre muitos outros. E eles dão um show, com texturas espetaculares, variações e duetos belíssimos.

No instrumental o apoio de Thomas Youngblood (Kamelot), Emppu Vuorinen (Nightwish), T.M. Stevens (Steve Vai) e o trio matador de tecladistas formado por Jens Johansson (Stratovarius), Derek Sherinian (Planet X, Solo, ex-Dream Theater) e Erik Norlander. Um espetáculo na execução de solos, levadas, melodias. Tudo apoiado por incríveis arranjos orquestrais. Suntuoso!

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

As composições são ricas e tanto podem seguir um metal melódico, como passar para uma linha de speed, power metal, baladas. São muitos elementos e particularmente creio que a obra num todo transcende o rótulo "metal". Talvez more aí a razão de tantas críticas, as quais são incabíveis considerados termos técnicos!

A riqueza das músicas, todavia, nem sempre se convertem em melodias marcantes, detalhe a ser melhorado num próximo disco. De qualquer maneira, escutado por ouvidos não bitolados pelo "The METAL Opera" do título, Aina dá praticamente garantia de agrado e uma deleitável audição.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Site Oficial – http://www.thestoryofaina.nl

Material cedido por:
Hellion Records – http://www.hellionrecords.com
Rua 24 de Maio, 62 – Lojas 280 / 282 / 308 – Centro.
São Paulo – SP – BRASIL
CEP: 01041-900
Tel: (11) 5083-2727 / 5083-9797 / 5539-7415
Fax: (11) 5549-0083
Email: [email protected]

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

2022/07/09



Guns N' Roses: a versão de Axl Rose sobre a separação

Metal: 16 músicas dos anos 80 para se escutar durante o treino


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis.