Resenha - X Dark Years - Dark Avenger

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Finatto Jr.
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Em comemoração aos seus dez anos de estrada, o maior expoente da cena brasiliense de metal, o Dark Avenger, realizou um grande show em São Paulo em dezembro de 2003, que contou com presença de uma orquestra e que em breve será transformado em um CD ao vivo. E para o público que compareceu a este show, a produtora Heavy Melody fez uma prensagem limitada e exclusiva deste EP (mil cópias), contendo cinco músicas.

Musas do Metal Nacional: combo de talento e sensualidadeGorgoroth: As orientações sexuais e políticas de Gaahl

Mário Linhares (vocal), Hugo Santiago e Marcus Valls (guitarras), G Zus Magalhães (baixo), Thomaz Galuf (teclado) e Rafael Dantas (bateria) que hoje respondem pelo nome Dark Avenger, e de cara neste EP já apresentam a conhecida música "Dark Avenger", de autoria da banda, lançada no álbum 'debut' homônimo de 1996. Esta música recebeu um novo arranjo, mais peso nos riffs e boas doses extras de orquestrações e momentos sinfônicos. Com uma produção bem superior a que vemos no primeiro disco do grupo, o que também se destaca aqui é o estilo do ótimo vocalista Mário Linhares, bem mais próximo das linhas vocálicas apresentadas no segundo álbum do conjunto, "Tales of Avalon". E por falar em "Tales of Avalon", é deste álbum que vem a música seguinte, "Symphonic Caladvwch", também em uma versão nova. Teoricamente a composição manteve o mesmo andamento e arranjo, porém novamente vemos a presença marcante de orquestrações e sinfonias - que deixam essa balada muito bonita.

Após estas duas regravações o que temos são duas novas músicas da banda. A primeira, "Utther Evil" é dividida em duas partes: na sua primeira, acredito, "Delirius", seja composta apenas por uma grande introdução de piano. Já a segunda, "Tragedy", deve ser mesmo a música propriamente heavy metal que traz bons riffs quebrados de guitarra e um vocal bem diversificado de Mário Linhares, contando com partes agressivas e outras extremamente melodiosas. O nível de qualidade desta música é elevado, e ainda merece destaque pelo ótimo solo de teclado - dando a composição uma cara bem progressiva. A outra nova faixa é "Unleash Hell", sem tanto diferencial e que provavelmente se encaixaria bem entre as composições do primeiro disco do grupo. Fechando o material há uma versão para "Dark Avenger" (desta vez, a música homônima do Manowar) presente no tributo "Revenge... A Tribute to Manowar", lançado pela Megahard Records. Ótima versão.

Parece que ao lançar este disco ao vivo o Dark Avenger ficará mais reconhecido no Brasil, o que obviamente já deveria ter acontecido antes. Mas de qualquer forma, são estes pequenos detalhes (como este EP) que fazem destes dez anos de estrada da banda uma carreira um tanto quanto bem sucedida.

Line-up:
Mário Linhares (vocal);
Hugo Santiago (guitarra);
Marcus Valls (guitarra);
G Zus Magalhães (baixo);
Thomaz Galuf (teclado);
Rafael Dantas (bateria).

Site oficial: www.darkavenger.com.br

Track-list:
01. Dark Avenger 2003
02. Symphonic Caladvwch
03. Utther Evil
04. Unleash Hell
05. Dark Avenger

Tempo total: 35:27


Outras resenhas de X Dark Years - Dark Avenger

Resenha - X Dark Years - Dark Avenger




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Dark Avenger"


Covers: quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributoCovers
Quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributo

Mario Linhares: Obrigado Carlinhos Brown, você se tornou um giganteMario Linhares
"Obrigado Carlinhos Brown, você se tornou um gigante"


Musas do Metal Nacional: combo de talento e sensualidadeMusas do Metal Nacional
Combo de talento e sensualidade

Gorgoroth: As orientações sexuais e políticas de GaahlGorgoroth
As orientações sexuais e políticas de Gaahl


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre Paulo Finatto Jr.

Mais matérias de Paulo Finatto Jr. no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336