Matérias Mais Lidas

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemMax Cavalera diz quais foram os dois discos mais difíceis que já gravou

imagemO álbum do The Who que Roger Daltrey achou "uma m*rda completa

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemPink Floyd: Suas 10 músicas mais subvalorizadas, segundo a What Culture

imagemAndreas Kisser conta quais os dez álbuns que mudaram a sua vida

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"

imagem"Stranger Things" traz cena com "Master of Puppets", do Metallica

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemAC/DC: Angus Young conta como é para ele o antes, o durante e o depois de um show


Stamp

Resenha - X Dark Years - Dark Avenger

Por Paulo Finatto Jr.
Em 24/02/04

Nota: 9

Em comemoração aos seus dez anos de estrada, o maior expoente da cena brasiliense de metal, o Dark Avenger, realizou um grande show em São Paulo em dezembro de 2003, que contou com presença de uma orquestra e que em breve será transformado em um CD ao vivo. E para o público que compareceu a este show, a produtora Heavy Melody fez uma prensagem limitada e exclusiva deste EP (mil cópias), contendo cinco músicas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mário Linhares (vocal), Hugo Santiago e Marcus Valls (guitarras), G Zus Magalhães (baixo), Thomaz Galuf (teclado) e Rafael Dantas (bateria) que hoje respondem pelo nome Dark Avenger, e de cara neste EP já apresentam a conhecida música "Dark Avenger", de autoria da banda, lançada no álbum ‘debut’ homônimo de 1996. Esta música recebeu um novo arranjo, mais peso nos riffs e boas doses extras de orquestrações e momentos sinfônicos. Com uma produção bem superior a que vemos no primeiro disco do grupo, o que também se destaca aqui é o estilo do ótimo vocalista Mário Linhares, bem mais próximo das linhas vocálicas apresentadas no segundo álbum do conjunto, "Tales of Avalon". E por falar em "Tales of Avalon", é deste álbum que vem a música seguinte, "Symphonic Caladvwch", também em uma versão nova. Teoricamente a composição manteve o mesmo andamento e arranjo, porém novamente vemos a presença marcante de orquestrações e sinfonias – que deixam essa balada muito bonita.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Após estas duas regravações o que temos são duas novas músicas da banda. A primeira, "Utther Evil" é dividida em duas partes: na sua primeira, acredito, "Delirius", seja composta apenas por uma grande introdução de piano. Já a segunda, "Tragedy", deve ser mesmo a música propriamente heavy metal que traz bons riffs quebrados de guitarra e um vocal bem diversificado de Mário Linhares, contando com partes agressivas e outras extremamente melodiosas. O nível de qualidade desta música é elevado, e ainda merece destaque pelo ótimo solo de teclado – dando a composição uma cara bem progressiva. A outra nova faixa é "Unleash Hell", sem tanto diferencial e que provavelmente se encaixaria bem entre as composições do primeiro disco do grupo. Fechando o material há uma versão para "Dark Avenger" (desta vez, a música homônima do Manowar) presente no tributo "Revenge... A Tribute to Manowar", lançado pela Megahard Records. Ótima versão.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Parece que ao lançar este disco ao vivo o Dark Avenger ficará mais reconhecido no Brasil, o que obviamente já deveria ter acontecido antes. Mas de qualquer forma, são estes pequenos detalhes (como este EP) que fazem destes dez anos de estrada da banda uma carreira um tanto quanto bem sucedida.

Line-up:
Mário Linhares (vocal);
Hugo Santiago (guitarra);
Marcus Valls (guitarra);
G Zus Magalhães (baixo);
Thomaz Galuf (teclado);
Rafael Dantas (bateria).

Site oficial: www.darkavenger.com.br

Track-list:
01. Dark Avenger 2003
02. Symphonic Caladvwch
03. Utther Evil
04. Unleash Hell
05. Dark Avenger

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Tempo total: 35:27


Outras resenhas de X Dark Years - Dark Avenger

Resenha - X Dark Years - Dark Avenger

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Airbourne 2022
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Mario Linhares: "Obrigado Carlinhos Brown, você se tornou um gigante"

Covers: quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributo



Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre

Mais matérias de Paulo Finatto Jr..