Resenha - When Seconds Count - Survivor

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo
Enviar Correções  


Bom, parece que a troca de vocalista realmente foi positiva para a banda, pois Vital Signs foi um estrondoso sucesso de público e crítica, agradando a todos com uma fórmula mais acessível ao grande público, e até mesmo aos fãs de mente aberta, porque não dizer? Dave Bickler fica impossibilitado de retornar à banda por alguns problemas vocais, porém parece que isso não abalou tanto a banda, que acabou redirecionando não somente seu sou com Jimi Jamison, como também, transitaram do visual "tough guy", empregado na era Bickler para o visual mais "Miami Vice". E é exatamente da mesma forma que o Survivor resolve emplacar outro lançamento em 1986, dois anos após Vital Signs, o ótimo When Seconds Count. Mais uma vez, esse disco apresenta o redirecionamento mais pop utilizado pela banda no disco anterior, incluíndo as baladas meladas, porém sem perder a veia roqueira que a consagrou.

publicidade

O disco já começa bem com "How Much Love", repetindo a fórmula de "I Can't Hold Back" Os sintentizadores fazem a festa (afinal, ainda estamos nos anos 80) assim como as guitarras lado a lado com eles, com passagens simples de solos, porém eficientes e colocadas na hora certa. A seguir ouvimos a bela intro de piano de "Keep It Right Here", bela composição, muito bem feita, com um ótimo solo de guitarra. As linhas melódicas de piano aqui ficaram muito bem colocadas, e os backings completam a colcha melódica dessa belíssima canção. "Is This Love" mantém a pulsação da anterior e consegue ir até mais além, com linhas melódicas de sinths e guitarras matadoras e um belo solo. E a seguir... sim amigos... lá vamos nós com outra melação, "Man Against The World", porém, para as pessoas de mente aberta, não podemos deixar de reconhecer que é uma belíssima canção, com uma letra realmente inspirada e magnífica. É incrível como após a entrada de Jamison, os sinths ganharam força total, pois "Rebel Son" começa justamente com uma belíssima linha de piano, e segue forte, compassada, rápida e realmente empolgante. Vai ganhando força e chega a empolgar e emocionar, de tão bonita. É uma das melhores músicas já feitas pela banda, na minha humilde opinião. Os backings estão impecáveis no refrão, e o inevitável solo de guitarra faz levantar vôo alto o que a muito já tinha decolado. Excelente é pouco! Clássico da banda!

publicidade

A seguir temos "Oceans", outra belíssima música com sinths e guitarras fazendo a festa, e cheia de passagens memoráveis, incluindo o belíssimo refrão e o ótimo solo de guitarra. Realmente, o Survivor é uma imensa coleção de belas canções com belos riffs e solos, um melhor que o outro, e enchem seus olhos cada vez que são executados. A seguir vem a faixa título, "When Seconds Count", sem muita coisa de novo, apenas mantendo a boa qualidade da banda com outra bela canção e outro belo solo, seguida de "Backstreet Love Affair" e mais uma melação, "In Good Faith", porém muito bonita, com orquestração nota 10 nos sinths. Para fechar, a ótima "Can't Let You Go", com uma intro de guitarras matadora, lembrando as bandas de rock arena e uma melodia cativante.

publicidade

Pois é, assim termina mais um excelente trabalho dessa banda, que prova mais uma vez que pode reinventar seu som sem perder suas raízes nem a qualidade musical. Essa seria a última vez que o Survivor tocaria com a formação completa, pois mais tarde, Stephan Ellis e Marc Droubay resolveriam abandonar o barco, por não concordarem com os rumos musicais que a banda tomara. Pena, porque ao meu ver, a banda se superou a cada novo lançamento.

publicidade

FRANKIE SULLIVAN(G, Back Vo)
JIM PETERIK(G, Key, BackVo)
JIMI JAMISON(Lead Vo)
STEPHAN ELLIS(B)
MARC DROUBAY(Dr)




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Watchmojo: os 10 clipes mais ridículos dos 80'sWatchmojo
Os 10 clipes mais ridículos dos 80's

Survivor: a história por trás da música Burning HeartSurvivor
A história por trás da música "Burning Heart"


Love God's Way: grupo religioso lista bandas e artistas GayLove God's Way
Grupo religioso lista bandas e artistas "Gay"

Separados no nascimento: Dave Mustaine e Mika HakkinenSeparados no nascimento
Dave Mustaine e Mika Hakkinen


Sobre Ricardo

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin