Resenha - Anthems Of Rebellion - Arch Enemy

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando De Santis
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Após uma espera considerável, a banda de Death Metal melódico Arch Enemy colocou no mercado o surpreendente "Anthems Of Rebellion". O segundo disco com Angela Gossow nos vocais é a prova definitiva de que a mulher está a cada dia mais entrosada com o grupo e cada vez mais "nervosa".

Arch Enemy: Jeff Loomis fala qual a primeira música que aprendeu a tocarMetallica: James Hetfield explica suas tatuagens preferidas

Produzido e mixado pelo famoso produtor Andy Sneap, esse disco é porrada do começo ao fim. O timbre das guitarras de Michael Amott e Christopher Amott está perfeito e o som da "cozinha" está muito bem definido.

Após a rápida introdução "Tear Down The Walls", o disco começa com a impressionante "Silent Wars" que tem uma introdução arrasadora! É impossível escutar sem se empolgar. "Silent Wars" é mais cadenciada (se é que podemos considera-la cadenciada) e tem bastante intervenção de teclados, criando um clima muito interessante. "Dead Eyes See No Future" é outra faixa que chama muita atenção, com um riff introdutório bem heavy e um ótimo dueto dos Amotts.

"Instinct" se destaca pelo refrão cativante e pelo ótimo trabalho do baterista Daniel Erlandsson, enquanto em "Leader Of The Rats" e "Exist To Exit", os méritos ficam para Angela e seu vocal versátil que em alguns momentos soa bem gutural e em outros momentos, é mais sussurrado. O disco ainda conta com duas faixas instrumentais: a belíssima "Marching On a Dead End Road" no violão e "Anthem" que lembra até composições mais melódicas de Steve Vai, porém, não tão virtuosa. Também merecem destaque as pesadíssimas "Despicable Heroes" e "Saint And Sinners". A versão nacional, distribuída pela Century Media vem com um CD bônus, gravado ao vivo com três faixas: "Lament Of A Mortal Soul", "Behind The Smile" e "Diva Satânica".

Não tem como não recomendar "Anthems Of Rebellion". Ótima produção, riffs bem elaborados, porrada do começo ao fim e é claro, Angela cantando mais do que nunca... coloque o som bem alto e prepare o pescoço!

Track-List
01. Tear Down The Walls
02. Silent Wars
03. We Will Rise
04. Dead Eyes See No Future
05. Instinct
06. Leader Of The Rats
07. Exist To Exit
08. Marching On A Dead End Road
09. Despicable Heroes
10. End Of The Line
11. Dehumanization
12. Anthem
13. Saints And Sinners

CD bônus (versão nacional)
01. Lament Of A Mortal Soul
02. Behind The Smile
03. Diva Satanica


Outras resenhas de Anthems Of Rebellion - Arch Enemy

Resenha - Anthems of Rebellion - Arch Enemy




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Arch Enemy"


Arch Enemy: Jeff Loomis fala qual a primeira música que aprendeu a tocarNevermore: "Impossível voltar sem Warrel Dane", diz Jeff Loomis

Metal: blog elege o melhor de 2014 em cinco belas cançõesMetal
Blog elege o melhor de 2014 em cinco belas canções

Arch Enemy: Sou grata por ter o apoio do Brasil, diz AlissaArch Enemy
"Sou grata por ter o apoio do Brasil", diz Alissa


Metallica: James Hetfield explica suas tatuagens preferidasMetallica
James Hetfield explica suas tatuagens preferidas

Black Sabbath: Tony Iommi explica como tocar ParanoidBlack Sabbath
Tony Iommi explica como tocar "Paranoid"


Sobre Fernando De Santis

Paulistano, nascido em 1979, Fernando De Santis passa grande parte do seu tempo viajando entre São Paulo, Santos e Curitiba. Nas horas de viagens dentro de ônibus ou aviões, costuma ouvir Hard Rock, Heavy Metal e demos de qualquer estilo. Atualmente trabalha como webdesigner para o Estado de São Paulo. Mantém o site "We Burn", dedicado ao Helloween desde 1998, que nunca lhe trouxe nenhum dinheiro, mas rendeu muito amigos.

Mais informações sobre Fernando De Santis

Mais matérias de Fernando De Santis no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336