Resenha - Alive Again - Nuclear Assault

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10


Após um hiato de oito anos, os americanos do Nuclear Assault resolveram se reunir para uma turnê especial e para continuar o brilhante caminho desta banda, importante nome do trash/hardcore mundial, que encerrou seus trabalhos em 1994. Vários shows foram feitos, incluindo uma brilhante participação no festival "Wacken" de 2002, e alguns shows foram gravados visando um lançamento ao vivo, que só não saiu antes por problemas com gravadoras. Mas tudo foi devidamente resolvido e "Alive Again" chega as lojas mostrando que a banda voltou com tudo e não esqueceu de nada (quem sabe não esquece).

Queen: Perguntas e respostas e curiosidades diversasMilhões: Os eventos com maior público da história da música

Porradas como "Rise from the Ashes" e "Braiwashed" são matadoras, com os riffs agressivos de John Connelly e Anthony Bramante (que sairia da banda logo depois do festival "Wacken") e a bateria agressiva de "Gleen Evans". "F#" vem em seguida e continua com o massacre, sendo um speed de altíssima qualidade, com os vocais de Connelly bem colocados e o auxílio de Danny nos backings. Depois é um desfile de pancadaria "New Song" (que guitarras, quase uma aula para as bandas death atuais) a mais cadenciadas "Critical Mass", "Radiation Sickness" e as velocíssimas "Sin" (com uma bateria massacrante) e a quase hardcore"Game Over".

Toda a banda mostra uma forma de arrepiar. John canta com agressividade e toca igualmente, Danny é um monstro do baixo (e um multi-bandas assumido) e Gleen e Anthony detonam tudo, principlamente em clássicos como "Butt-F*ck" (a famosa zoação a Vince Neil, vocal do Motley Crue), com seu início lento e sua continuação super-rápida (os dois bumbos chegam a assustar pela velocidade) e o clássico maior, "Hang the Pope", que fecha o cd em alto estilo.

Um ótimo cd ao vivo para detonar pescoços e provocar torcicolos, e uma volta triunfal que aconteceu pela música, e para a música, graças a Deus. Que venha o próximo trabalho de estúdio, programado para 2004. Detalhe: em 39 minutos de pura pancadaria, o Nuclear Assault fez o que muita banda que se diz pesada levaria 80 para conseguir... é mole????

Site oficial: http://www.nuclearassualt.us

Lançado pela SPV/Stealhammer Records em 2003 no exterior.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Nuclear Assault"


Metal: dez álbuns provam que 1986 foi o ano do ThrashMetal
Dez álbuns provam que 1986 foi o ano do Thrash

1988: 99 discos de rock e metal lançados há 30 anos1988
99 discos de rock e metal lançados há 30 anos


Queen: Perguntas e respostas e curiosidades diversasQueen
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Milhões: Os eventos com maior público da história da músicaMilhões
Os eventos com maior público da história da música


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336