Matérias Mais Lidas

imagemPaul Di'Anno detona Regis Tadeu após vídeo em que critica seu encontro com Iron Maiden

imagem"A ingenuidade do fã do Iron Maiden é um negócio que beira o patético", diz Regis Tadeu

imagemBruno Valverde diz que preconceito contra ele veio mais da igreja do que dos metaleiros

imagemA dura crítica de Angus Young a Led Zeppelin, Jeff Beck e Rolling Stones em 1977

imagemFãs protestam contra Claustrofobia após banda fazer versão de música do Pantera

imagemStjepan Juras retruca comentário de Regis Tadeu sobre reencontro de Di'Anno e Harris

imagemIggor Cavalera manda ver em "Dead Embryonic Cells" ao vivo; confira drumcam

imagemDavid Coverdale diz que hit "Is This Love" seria gravada por Tina Turner

imagemMichael Anthony diz que "Van Halen III" foi "a coisa mais louca que a banda já fez"

imagemNovo álbum do Krisiun será lançado em julho; veja capa e tracklist

imagemA banda de forró que uniu Nenhum de Nós, Legião, Titãs e Paralamas na mesma música

imagemGeezer Butler, Heavy Metal e a clássica canção do Black Sabbath inspirada por Jesus

imagemComo era a problemática relação do Angra no "Aurora Consurgens", segundo produtor

imagemComo foram os últimos meses de Renato Russo e a causa da sua morte

imagemA apaixonada opinião de Elton John sobre "Nothing Else Matters", clássico do Metallica


Stamp

Resenha - Journey - Khallice

Por Thiago Sarkis
Em 10/06/03

Nota: 9

O metal progressivo brasileiro pode finalmente respirar aliviado. Durante os anos que se passaram e com o estilo em alta, o país sempre teve bons conjuntos, os quais mostravam a direção certa, como os casos de Karma, Sigma 5, Nocet, e outros. Porém, ainda não havia aquele álbum de arrepiar, quebrar barreiras, e alcançar o patamar dos estrangeiros.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"The Journey" é a estréia do Khallice, uma banda com mais de nove anos de história, composta por músicos experientes e já tendo em seu caminho, como ex-vocalista principal, o renomado Mário Linhares (Dark Avenger).

O sucesso do debute acontece na surpresa, no inesperado de opostos correlatos. A referência ao Dream Theater é logo notada, contudo, não passam desapercebidos os toques sombrios do mais alto nível Alice In Chains, e também os teclados soberbos de Bruno Wambier, com sonoridades que nos remetem às vezes ao prog rock setentista, noutras ao Deep Purple, e ainda, em momentos, aos anos oitenta, do peso pesado ao suave das décadas mencionadas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Um espetáculo de variações que recebem um suporte virtuose, especialmente com Marcelo Barbosa, trazendo solos e riffs de guitarra excepcionais, e César Zolhof, cuja acuidade técnica é de dar inveja a muito baterista famoso e premiado mundo afora.

Grande parte dos problemas checados em bandas desta linha ocorre nos vocais. Entretanto, por aqui, Alírio Netto é solução, e mais que perfeita. Um vocalista excepcional trabalhando nas extremidades, mas sem cair em exageros ou sair, em qualquer momento, do limiar pontuado por si próprio. Tecnicamente incrível, sustentando o peso com garra e levando todas as variantes incessantes e frenéticas do instrumental na maior tranqüilidade.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O baixista Michel Marciano é a principal vítima do único ponto que deixa um pouco a desejar, a produção, a única a manter-se no nível daquilo que já ouvimos dos conjuntos brasileiros deste estilo. O resto supera e vai bem além do que fora realizado. "The Journey" ocupa no Brasil, o papel representado por "Images & Words" no prog metal mundial.

Site Oficial – http://www.khallice.com.br

Email - [email protected]

Formação:
Alírio Netto (Vocais)
Marcelo Barbosa (Guitarras)
Bruno Wambier (Teclados)
Michel Marciano (Baixo)
César Zolhof (Bateria)


Outras resenhas de Journey - Khallice

Resenha - Journey - Khallice

Resenha - Journey - Khallice

Resenha - Journey - Khallice

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Garimpeiro das Galáxias: Beldades globais e sua paixão pelo rock


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis.