Resenha - Conflict of Interest - Darkwell

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leandro Testa
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 6


Nem o debute havia sido lançado, cerca de dois meses antes a banda saiu em uma curtíssima turnê com o Tristania e o The Sins of thy Beloved a fim de divulgar seu som fora da Áustria. Porém, foi aí que inusitadamente enfrentaram um primeiro problema no 'line-up': o tecladista Christian Filip não agüentou o ritmo das apresentações, teve alguns problemas emocionais (e dizem, também financeiros) que o impossibilitaram de se dedicar aos ensaios e às iminentes apresentações que se seguiriam. Pouco depois, mais uma baixa: o guitarrista Roman Wienicke decidiu dedicar seu tempo a outros projetos.

Halloween: dez clássicos do Heavy Metal para curtir a dataFotos de Infância: Cliff Burton, do Metallica

Não obstante, a banda continuava a divulgação e disponibilizou um trecho de uma de suas músicas no maior provedor de MP3 da Internet, tendo liderado os downloads do estilo 'gothic metal', na frente de grupos como o Lacuna Coil/Moonspell por volta de seis meses e o índice geral de 'heavy' em cerca de duas semanas (!!!).

E foi em meio a esta cisão e a boa receptividade do excelente Suspiria que o Darkwell trouxe dois novos integrantes, que querendo ou não, também influenciaram o resultado das gravações, mesmo não havendo nada composto por eles neste EP. Prova disso são as duas canções de abertura, com singelos toques progressivos, mais peso, se aproximando um pouco ao estilo do After Forever, do qual se mantinham afastados anteriormente. A faixa-título traz alguns riffs cavalgados, 'bends', e o que me causou um pouco de estranheza: as linhas vocais da jovem Alexandra parecem não se adaptar a essa nova proposta. "Thy Curse" continua nesse patamar, dá uma engrenada no refrão, mas alguém aí pode me informar por qual motivo a palavra "maldito/maldição" é repetida 48 vezes?

Em seguida, um tema que trata da famosíssima Condessa Bathory (mais um!), "Elisabetha", que pode ter a sua seqüência inclusa no próximo álbum, já em estado embrionário. Ela chega bem macabra por conta do teclado e de uma narração masculina, cresce em poderio, alternando partes arrastadas (como no 'bridge') com outras mais velozes, e o coro é um show aparte: muita pujança cadenciada. Tomara que eles realmente façam uma segunda parte dela...

"Crucible" é mais melódica, menos tristonha, ligeira na bateria de Moritz Neuner (Siegfried, ex-Abigor), tem alguns momentos de Rush, outros tradicionais, também utilizados no 'black sinfônico', mas a voz da moça, dobrada no estribilho, infelizmente entra em conflito (de interesse?), talvez por culpa da produção que ficou a cargo do próprio baixista, Roland Wurzer (Siegfried), que poderia ter deixado o apoio menos em evidência (e invariavelmente nos deparamos com alguma falha no decorrer desse MCD).

Por outro lado, a releitura do hit pop "Twist in my Sobriety" ficou maravilhosa, muito melhor que o original e assim, apesar de tudo, somos recompensados com versões ao vivo (também em vídeo-clipe), já com Raphael e Matthias no palco, de "Realm of Darkness" e "TSC II - The Salvation", sendo esta última até mais simpática que a de estúdio devido à ausência do 'backing', que foi um dos poucos empecilhos levantados na minha resenha anterior. Ou seja, dentre altos e baixos, mortos e feridos, compre um suspiro, ou melhor, o Suspiria.

Duração - 32:25 + 8:34 (7 faixas + 2 multimídia)

Website oficial: www.darkwell.org

Material cedido por:
Hellion Records - www.hellionrecords.com
Rua 24 de Maio, 62 - Lojas 280 / 282 / 308 - Centro
CEP: 01041-900 São Paulo - SP - Brasil
Tel: (11) 5083-2727 / 5083-9797 / 5539-7415
Fax: (11) 5549-0083
Email: hellion@hellionrecords.com.br


Outras resenhas de Conflict of Interest - Darkwell

Resenha - Conflict of Interest - Darkwell




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Darkwell"


Halloween: dez clássicos do Heavy Metal para curtir a dataHalloween
Dez clássicos do Heavy Metal para curtir a data

Fotos de Infância: Cliff Burton, do MetallicaFotos de Infância
Cliff Burton, do Metallica

Os mais feios: Gene Simmons, Lemmy Kilmister, Alex Van Halen...Os mais feios
Gene Simmons, Lemmy Kilmister, Alex Van Halen...

Slash: guitarrista fala sobre a origem da sua cartolaSlash
Guitarrista fala sobre a origem da sua cartola

Andre Matos: confira o incrível alcance do vocalistaAndre Matos
Confira o incrível alcance do vocalista

Musical Box: A história do órgão Hammond e das caixas LeslieMusical Box
A história do órgão Hammond e das caixas Leslie

Smashing Pumpkins: Corgan revela o que fazer com tempo que lhe restaSmashing Pumpkins
Corgan revela o que fazer com tempo que lhe resta


Sobre Leandro Testa

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Leandro Testa no Whiplash.Net.