Resenha - Reapeiron - Psychoparadox

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar Correções  

7


Atualmente é difícil pensarmos na Iugoslávia e não associarmo-la imediatamente a conflitos, aos problemas de Kosovo, guerras, o sofrimento na Bósnia, etc. O país europeu é integrante de uma região realmente devastada, a qual, para muitos, acaba aparecendo no mapa só quando o Brasil leva uns ‘sapecas’ no vôlei, e em outros esportes.

publicidade

Lamentavelmente o ‘ocidente vivo’ - que está mais para ‘acidente’ nos últimos tempos - ignora sua parte dada por ‘morta’, a qual na verdade, debaixo dos escombros, leva uma cultura admirável e é impulsionada por movimentos preciosos. No caso que vamos tratar, o rock seria uma dessas turbinas, principalmente para a juventude, havendo um belo destaque ao metal extremo.

publicidade

O Psychoparadox surpreende aqueles que sabem da vivacidade do local, imagino o que não irá fazer com os que ignoram a sobrevivência iugoslava. Death técnico de primeira categoria, lembrando muito Sadus, Atheist e as composições de Chuck Schuldiner na Era "Individual Thought Patterns".

Os temas impressionam e algumas idéias são de fato diferenciadas. Músicos de alta técnica, variando bastante, e com um evidente conhecimento sobre o estilo que tocam.

publicidade

As fraquezas do conjunto aparecem acerca do melódico que surge vez ou outra. Não soa legal e quando introduzem um vocal limpo então, piora. Porém, essas passagens são parcas, especialmente no que diz respeito às vocalizações citadas.

A produção é fraca. Faixas como "Apeiron" e "In The Halls Of Fame" mostram o quanto ela deixa a desejar. Contudo, na mão de uma boa gravadora e rolando um certo investimento, o Psychoparadox se torna certeza absoluta de estrondo no mundo metálico. Talvez seja hora de reassumir e dar possibilidades ao sobrevivente sobre o qual estão sete palmos de terra.

publicidade

Site Oficial – http://www.rockexpress.org/eindex.html

Formação:
Srdan Brankovic (Vocais - Guitarras)
Miroslav Brankovic (Guitarras – Backing Vocals)
Branislav Dabic (Teclados)
Ivan Cvetkovic (Baixo)
Damir Adzic (Bateria)

Material cedido por:
Rock Express Records – http://www.rockexpress.org/eindex.html
P.O. Box 666, 11000
Belgrade, YUGOSLAVIA
Tel.: +381 11 657-416
Fax: +381 11 656-356
Email: [email protected]

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


King Diamond: ele é satanista, e não meramente marqueteiroKing Diamond
Ele é satanista, e não meramente marqueteiro

Cannibal Corpse: Flea, do Red Hot, pira ao descobrir a banda e ex-vocalista respondeCannibal Corpse
Flea, do Red Hot, pira ao descobrir a banda e ex-vocalista responde


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin