Matérias Mais Lidas

imagemMarcello Pompeu, em busca de emprego, pede ajuda a seguidores

imagemDavid Gilmour surpreende ao responder se o Pink Floyd pode voltar a fazer shows

imagemGene Simmons faz passagem de som antes de show do Kiss com roupa inusitada

imagemRegis Tadeu explica porque o vinil e o Spotify vão despencar e o CD vai bombar

imagemMax Cavalera e o conselho dado por Ozzy Osbourne: "ambos nos sentimos traídos"

imagemBill Hudson comenta sobre falta de público de Angra e outras bandas nos EUA

imagemPaul McCartney lista os cinco músicos que formariam sua banda dos sonhos

imagemJames Hetfield se emociona profundamente no show de BH e é amparado pelos amigos e fãs

imagemConheça a "melhor banda com as melhores músicas" para Robert Smith, do The Cure

imagemDez grandes músicas do Iron Maiden escritas pelo vocalista Bruce Dickinson

imagemMax Cavalera é criticado por ucranianos pelo apoio a Rússia em 2014

imagemDave Mustaine mostra a forma curiosa como se aquece antes de um show do Megadeth

imagemAbba e a imensa importância do Deep Purple na sonoridade de suas músicas clássicas

Marcello Pompeu: ele conta por que não se posiciona politicamente, apesar de cobranças

imagemBlind Guardian divulga capa, nomes e duração das faixas de seu novo álbum


Stamp

Resenha - Sacrifice - Seventh One

Por Thiago Sarkis
Em 30/01/03

Nota: 8

Que bela estréia destes escandinavos! Formado em 1997 por Christoffer Hermansson e Johannes Losbäck, o Seventh One manda logo de cara, em "Sacrifice", dez boas faixas, algumas inclusive candidatas a hinos para os fãs de heavy tradicional, power metal.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Quase toda a banda é sueca. Somente Rino Fredh, o vocalista, vem da Noruega. E é exatamente ele o principal responsável pelo sucesso do álbum.

As guitarras soam boníssimas, pesadas, fortes. O baixo dá o suporte necessário nas bases e também tem um baita som – a produção é de Lars Ratz, então já era possível prever isso. A bateria igualmente. Ou seja, não há reclamações a fazer e a parte instrumental contém bons arranjos, figurando-se correta no estilo tocado. Contudo, passa longe de encher os olhos. E é aí então que aparece Fredh, e a fórmula se completa.

Você pode dizer que os vocais lembram Blind Guardian e certamente não estará errado em sua afirmação. Todavia, o cara varia constantemente, havendo um dinamismo maior em relação a outros cantores dessa vertente. Ele se distingue bem, abrindo possibilidades mil com uma excelente técnica, e surpreendentes ‘movimentos mutantes’.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

A seqüência "Eternally", "The Fall" e "Remembrance" chama especialmente a atenção, apesar de todo o álbum manter-se num bom nível.

Não vejo qualquer pretensão neles de soarem diferentes, mesmo com as magníficas vocalizações. Porém, esse começo dá a impressão de não ser apenas mais uma banda. Há um ‘q’ de especial por aqui.

Site Oficial - http://www.seventhone.net

Formação:
Rino Fredh (Vocais – Backing Vocals)
Christoffer Hermansson (Guitarras)
Johannes Losbäck (Guitarras – Backing Vocals)
Jörgen Olsen (Baixo)
Tobias R. Kellgren (Bateria)

Material cedido por:
Hellion Records – http://www.hellionrecords.com
Rua 24 de Maio, 62 – Lojas 280 / 282 / 308 – Centro.
São Paulo – SP – BRASIL
CEP: 01041-900
Tel: (11) 5083-2727 / 5083-9797 / 5539-7415
Fax: (11) 5549-0083
Email: [email protected]

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


Outras resenhas de Sacrifice - Seventh One

Resenha - Sacrifice - Seventh One

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis.