Resenha - Now And Forever - Meduza

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Paulo Finatto Jr
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Que bom que hoje, as gravadoras nacionais (como a Hellion) estão lançando no mercado diversos títulos de bandas que ainda não são famosas no exterior, como o caso aqui do Meduza. Praticantes de um estilo que em alta já esteve, e hoje está repleto de repetições, o Meduza - banda sueca – consegue trazer ao metal melódico uma nova cara, com a inclusão da música barroca no seu som, inclusive com um vocalista que não está nem um pouco preocupado com uma voz fina e músicas repletas de agudos. Por ser diferente e ainda ter bom gosto nesta, digamos “criatividade”, o Meduza tem em “Now and Forever” um forte álbum, para quem sabe, ser o antecessor ou o próprio disco que colocará a banda na linha dos grandes deste estilo.
5000 acessosRolling Stone: os 100 melhores álbuns dos anos 905000 acessosMMA: os lutadores que curtem Rock e Heavy Metal

Realmente, o mais interessante no trabalho do Meduza é o vocalista, Apollo Papathanasio, um grego com um timbre que pode ser facilmente classificado como algo entre Blaze Bayley (Blaze, ex-Iron Maiden) e Chris Boltendahl (Grave Digger), porém sem perder as suas próprias características, e não possuir uma voz tão rasgada como este último intérprete. Também não se pode falar no Meduza sem citar o seu “cérebro”, o guitarrista Stefen Berg, que além de ser o responsável por todas músicas, ainda assinou a produção completa de “Now em Forever”. A produção está de uma maneira muito boa, com um bom destaque para as partes do teclado, sem encher todas as músicas com estas partes mais progressivas, o que deixa o som do Meduza bem pesado e rápido, com algumas semelhanças do metal tradicional.

Musicalmente, este ‘debut’ está muito bem representado, contendo músicas rápidas, algumas outras mais cadenciadas e até uma interessante faixa instrumental. Quanto as músicas rápidas, podemos citar “Shed no Tears” (com um refrão com algumas vozes, fazendo um coro bem interessante para os futuros shows da banda), “Now and Forever” (com uma ótima interpretação do vocalista, com um refrão mais cadenciado, mas uma verdadeira composição do metal melódico), “Land of Forgotten Dreams” (esta música possui um clima mais progressivo, mas todos os riffs de guitarra colocam esta faixa dentro do metal mais tradicional) e por fim “Burn in Hell” (esta música um pouco mais “dark”, com levadas de guitarra muito mais pesadas e cadenciadas, por isso uma interessante música, e forte candidata a melhor do álbum). Dentro das músicas chamadas “baladas”, temos “Sleep” (com um show de interpretação do vocalista Apollo, e ainda com refrão bem melodioso) e “Twilight of My Mind” (esta é outra música com climas “arrastados de guitarra”, por ser diferente, uma composição muito interessante). Para finalizar citando quais são as melhores músicas, temos a longa e épica “Curse of Pharaoh” (uma música que mistura todos os climas presentes ao decorrer deste álbum: passagens progressivas, melódicas, cadenciadas e rápidas), e também, a já citada música instrumental - que é um bônus para a versão nacional do álbum – “Farwell (I Miss You)” (música claramente composta para mostrar toda a virtuose do guitarrista Stefan, e realmente mostra toda a sua potencialidade como músico).

Em suma, “Now and Forever” serve para confirmar que o Meduza é uma promessa no cenário mundial metálico. Se a banda continuar seguindo esta mesma meta do seu metal melódico, com certeza, teremos mais uma nova grande banda. Esperamos que em um próximo trabalho, o grupo continue apresentando novas influências como complemento a este estilo já saturado, mas sem perder a classe, como ocorreu neste seu primeiro álbum. É para ver, que não é à toa, toda a boa resenha que a banda vem obtendo quanto à mídia especializada brasileira.

Formação:
Apollo Papathanasio (vocal);
Stefan Berg (guitarra);
Jonas Edström (baixo);
Jan Larsson (teclado);
Ola Grönlund (bateria).

Site oficial: www.intromental.com/meduza

Track-list:
01. “Shed No Tears” (4:35)
02. “I Will Rise” (3:22)
03. “Now and Forever” (3:55)
04. “Sleep” (5:58)
05. “Touch the Sky” (4:08)
06. “Hounds of Hell” (3:54)
07. “Twilihgt of my Mind” (5:23)
08. “Holy Ground” (3:41)
09. “Curse of Pharaoh” (6:43)
10. “Land of Forgotten Dreams” (3:09)
11. “Burn in Hell” (7:28)
12. “Farwell (I Miss You)” (3:00)

Tempo total: 55:18

Material cedido por:
Hellion Records – http://www.hellionrecords.com
Rua 24 de Maio, 62 – Lojas 280 / 282 / 308 – Centro.
São Paulo – SP – BRASIL
CEP: 01041-900
Tel: (11) 5083-2727 / 5083-9797 / 5539-7415
Fax: (11) 5549-0083
Email: hellion@uol.com.br

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Meduza"

Rolling StoneRolling Stone
Revista lista os 100 melhores álbuns dos anos 90

MMAMMA
Os lutadores que curtem Rock e Heavy Metal

Music RadarMusic Radar
Os maiores frontmen de todos os tempos

5000 acessosPearl Jam: banda tenta tocar Rush em homenagem a Geddy Lee mas desiste5000 acessosRatos de Porão: O elogio de João Gordo aos garotos do Restart5000 acessosBehemoth: Nergal mitando em foto no Aeroporto de Guarulhos5000 acessosDire Straits: Sultans Of Swing, ainda irretocável décadas depois4838 acessosIron Maiden: Nicko acha que a banda deve ser "egoísta" no palco5000 acessosMarilyn Manson: produtor fala sobre como é trabalhar com ele

Sobre Paulo Finatto Jr

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Paulo Finatto Jr no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online