Matérias Mais Lidas

imagemPaul Di'Anno detona Regis Tadeu após vídeo em que critica seu encontro com Iron Maiden

imagem"A ingenuidade do fã do Iron Maiden é um negócio que beira o patético", diz Regis Tadeu

imagemA dura crítica de Angus Young a Led Zeppelin, Jeff Beck e Rolling Stones em 1977

imagemFãs protestam contra Claustrofobia após banda fazer versão de música do Pantera

imagemMorre Andy Fletcher, tecladista e membro fundador da banda Depeche Mode

imagemStjepan Juras retruca comentário de Regis Tadeu sobre reencontro de Di'Anno e Harris

imagemA banda de forró que uniu Nenhum de Nós, Legião, Titãs e Paralamas na mesma música

imagemA apaixonada opinião de Elton John sobre "Nothing Else Matters", clássico do Metallica

imagemJohn Bonham, Keith Moon ou Charlie Watts, quem era o melhor segundo Ginger Baker?

imagemZakk Wylde relembra ídolo: "tão relevante quanto Bach, Beethoven e Mozart"

imagemComo era a problemática relação do Angra no "Aurora Consurgens", segundo produtor

imagemEncontro entre Paul Di'Anno e Steve Harris resultou em "algo que será discutido"

imagemMorre Alan White, baterista do Yes e que gravou a clássica "Imagine", de John Lennon

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemProdutor de "Temple of Shadows" conta problemas que teve com voz de Edu Falaschi


Resenha - Now And Forever - Meduza

Por Paulo Finatto Jr
Em 10/01/03

Nota: 9

Que bom que hoje, as gravadoras nacionais (como a Hellion) estão lançando no mercado diversos títulos de bandas que ainda não são famosas no exterior, como o caso aqui do Meduza. Praticantes de um estilo que em alta já esteve, e hoje está repleto de repetições, o Meduza - banda sueca – consegue trazer ao metal melódico uma nova cara, com a inclusão da música barroca no seu som, inclusive com um vocalista que não está nem um pouco preocupado com uma voz fina e músicas repletas de agudos. Por ser diferente e ainda ter bom gosto nesta, digamos "criatividade", o Meduza tem em "Now and Forever" um forte álbum, para quem sabe, ser o antecessor ou o próprio disco que colocará a banda na linha dos grandes deste estilo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Realmente, o mais interessante no trabalho do Meduza é o vocalista, Apollo Papathanasio, um grego com um timbre que pode ser facilmente classificado como algo entre Blaze Bayley (Blaze, ex-Iron Maiden) e Chris Boltendahl (Grave Digger), porém sem perder as suas próprias características, e não possuir uma voz tão rasgada como este último intérprete. Também não se pode falar no Meduza sem citar o seu "cérebro", o guitarrista Stefen Berg, que além de ser o responsável por todas músicas, ainda assinou a produção completa de "Now em Forever". A produção está de uma maneira muito boa, com um bom destaque para as partes do teclado, sem encher todas as músicas com estas partes mais progressivas, o que deixa o som do Meduza bem pesado e rápido, com algumas semelhanças do metal tradicional.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Musicalmente, este ‘debut’ está muito bem representado, contendo músicas rápidas, algumas outras mais cadenciadas e até uma interessante faixa instrumental. Quanto as músicas rápidas, podemos citar "Shed no Tears" (com um refrão com algumas vozes, fazendo um coro bem interessante para os futuros shows da banda), "Now and Forever" (com uma ótima interpretação do vocalista, com um refrão mais cadenciado, mas uma verdadeira composição do metal melódico), "Land of Forgotten Dreams" (esta música possui um clima mais progressivo, mas todos os riffs de guitarra colocam esta faixa dentro do metal mais tradicional) e por fim "Burn in Hell" (esta música um pouco mais "dark", com levadas de guitarra muito mais pesadas e cadenciadas, por isso uma interessante música, e forte candidata a melhor do álbum). Dentro das músicas chamadas "baladas", temos "Sleep" (com um show de interpretação do vocalista Apollo, e ainda com refrão bem melodioso) e "Twilight of My Mind" (esta é outra música com climas "arrastados de guitarra", por ser diferente, uma composição muito interessante). Para finalizar citando quais são as melhores músicas, temos a longa e épica "Curse of Pharaoh" (uma música que mistura todos os climas presentes ao decorrer deste álbum: passagens progressivas, melódicas, cadenciadas e rápidas), e também, a já citada música instrumental - que é um bônus para a versão nacional do álbum – "Farwell (I Miss You)" (música claramente composta para mostrar toda a virtuose do guitarrista Stefan, e realmente mostra toda a sua potencialidade como músico).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em suma, "Now and Forever" serve para confirmar que o Meduza é uma promessa no cenário mundial metálico. Se a banda continuar seguindo esta mesma meta do seu metal melódico, com certeza, teremos mais uma nova grande banda. Esperamos que em um próximo trabalho, o grupo continue apresentando novas influências como complemento a este estilo já saturado, mas sem perder a classe, como ocorreu neste seu primeiro álbum. É para ver, que não é à toa, toda a boa resenha que a banda vem obtendo quanto à mídia especializada brasileira.

Formação:
Apollo Papathanasio (vocal);
Stefan Berg (guitarra);
Jonas Edström (baixo);
Jan Larsson (teclado);
Ola Grönlund (bateria).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Site oficial: www.intromental.com/meduza

Track-list:
01. "Shed No Tears" (4:35)
02. "I Will Rise" (3:22)
03. "Now and Forever" (3:55)
04. "Sleep" (5:58)
05. "Touch the Sky" (4:08)
06. "Hounds of Hell" (3:54)
07. "Twilihgt of my Mind" (5:23)
08. "Holy Ground" (3:41)
09. "Curse of Pharaoh" (6:43)
10. "Land of Forgotten Dreams" (3:09)
11. "Burn in Hell" (7:28)
12. "Farwell (I Miss You)" (3:00)

Tempo total: 55:18

Material cedido por:
Hellion Records – http://www.hellionrecords.com
Rua 24 de Maio, 62 – Lojas 280 / 282 / 308 – Centro.
São Paulo – SP – BRASIL
CEP: 01041-900
Tel: (11) 5083-2727 / 5083-9797 / 5539-7415
Fax: (11) 5549-0083
Email: [email protected]

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre

Mais matérias de Paulo Finatto Jr..