Resenha - Fourth Dimension - Stratovarius

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Finatto Jr.
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Ao longo destes últimos treze anos, o heavy metal mundial recebeu mais uma grande banda, em um estilo que esteve tomando forma até o seu auge. O Stratovarius, banda finlandesa de metal melódico, lançou entre 1989 e 1994 três álbuns que serviram para a banda ganhar uma consolidação na cena européia, e foi em 1995 que Timo Tolkki (guitarrista, e maior compositor das músicas do grupo), Antti Ikonen (teclado), Jarí Kainulainen (baixo) e Tumo Lassila (bateria) recruturam o vocalista Timo Kotipelto, que estreou no álbum "Fourth Dimension", e graças a ele, o trabalho do Stratovarius ficou conhecido internacionalmente. Como se pode perceber, "Fourth Dimension" é sim um dos principais trabalho da banda, juntamente com "Episode" (de 1996) e "Destiny" (de 1998).

Stratovarius: Entrevista com o vocalista brasileiro da banda de Timo TolkkiMascotes de bandas: GigWise elege os 14 mais famosos

"Fourth Dimension" é caracterizado pela forte influência do power metal à lá Helloween - da fase Michael Kiske - juntamente com alguns momentos remetidos aos primeiros álbuns do Yngwie Malmsteen's Rising Force. As influências de Malmsteen estão presentes nas duas músicas instrumentais do álbum, principalmente na faixa "Stratovarius", onde são encontradas ótimas melodias compostas por Tolkki, e também, grandiosos solos. Como não poderia deixar de acontecer em bandas de metal melódico, as músicas mais rápidas são aquelas que melhor representam o disco em um todo. "Against the Wind" é a faixa que abre o CD, é bem rápida e apresenta um refrão contagiante para os shows da banda. Na mesma linha há também "Lord of Wasteland", que mesmo tendo momentos "quebrados" na guitarra torna-se grandiosa pela belíssima interpretação de Kotipelto. Outras músicas sem tanta velocidade também merecem destaque, tanto pela originalidade, quanto pela ótima desenvoltura do Stratovarius: "Distant Skies" (aqui temos um ótimo refrão novamente, e poucos riffs rápidos e em seqüência); "Galaxies" (uma faixa bem diferente, onde o teclado mais aparece e possui um andamento mais concentrado no baixo) e por fim a balada "Nightfall" (onde quem realmente "detona" é o vocalista). Finalizando o álbum, temos novamente outra faixa que merece destaque, é "Twlight Symphony"; onde aparece violinos, teclados, um ótimo solo de guitarra e possui uma característica muito mais progressiva do que melódica.

Sem sombra de dúvidas, este "Forth Dimenson" é um álbum altamente indicado para os fãs da banda, pois se trata de um trabalho do mais alto gabarito. Não só para os fãs do Stratovarius, mas para todos os amantes do heavy metal (principalmente da vertente power/melódica), já que temas nesta linha aqui não faltam, ainda com esta boa produção que ficou a cargo do próprio Timo Tolkki... Comprem! Afinal, "Forth Dimension" já pode ser encontrado em versão nacional aqui no Brasil, lançado pela Century Media.

Músicas:
01. "Against the Wind" (3:48)
02. "Distant Skies" (4:10)
03. "Galaxies" (5:01)
04. "Winter" (6:32)
05. "Stratovarius" (6:22)
06. "Lord of the Wasteland" (6:10)
07. "030366" (5:47)
08. "Nightfall" (5:09)
09. "We Hold the Key" (7:53)
10. "Twilight Symphony" (7:00)
11. "Call of the Wilderness" (1:30)

Line-up:
Timo Kotipelto (vocal);
Timo Tolkki (guitarra);
Jari Kainulainen (baixo);
Tumo Lassila (bateria).

Material cedido por:
Century Media Records Brasil
http://www.centurymedia.com.br
Caixa Postal 1340 - CEP: 01059-970
São Paulo - SP


Outras resenhas de Fourth Dimension - Stratovarius

Stratovarius: em 1994, realmente foi tudo isso?




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Stratovarius"


Stratovarius: Entrevista com o vocalista brasileiro da banda de Timo TolkkiResenha - Infinite - StratovariusTimo Tolkki: Músico se apresenta ao vivo com a banda Chaos MagicTimo Tolkki: vídeos da turnê latino-americana

Stratovarius: dois shows no Brasil em novembroStratovarius
Dois shows no Brasil em novembro

Stratovarius: baixista animando São Paulo com o hit Que Porra!Stratovarius
Baixista animando São Paulo com o hit "Que Porra!"

Power Metal: 10 álbuns essenciais segundo About.comPower Metal
10 álbuns essenciais segundo About.com

Stratovarius: por onde anda o ex-baterista Jorg Michael?Stratovarius
Por onde anda o ex-baterista Jorg Michael?


Mascotes de bandas: GigWise elege os 14 mais famososMascotes de bandas
GigWise elege os 14 mais famosos

Zakk Wylde e Dave Grohl: A treta por causa de canções para OzzyZakk Wylde e Dave Grohl
A treta por causa de canções para Ozzy

Iron Maiden: em 1985, show secreto com Adrian no vocalIron Maiden
Em 1985, show "secreto" com Adrian no vocal

Astros mortos: como estariam alguns se ainda estivessem vivos?Astros mortos
Como estariam alguns se ainda estivessem vivos?

Nirvana: Kurt Cobain era meio pau no cu, diz produtorNirvana
"Kurt Cobain era meio pau no cu", diz produtor

Velvet Revolver: Slash detalha seu período nas drogasVelvet Revolver
Slash detalha seu período nas drogas

Dream Theater: John Myung explica porque usa um baixo de seis cordasDream Theater
John Myung explica porque usa um baixo de seis cordas


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre Paulo Finatto Jr.

Mais matérias de Paulo Finatto Jr. no Whiplash.Net.

adClioIL