Resenha - At Sixes and Sevens - Sirenia

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

9


Após deixar o Tristania em 2001, Morten Veland, guitarrista, vocalista e compositor da banda resolveu montar seu próprio projeto. Enquanto o Tristania lançava o excelente "World of Glass", Veland compunha o que viria a ser seu novo projeto: O Sirenia. Uma continuação do que o Tristania fez em "Beyond the Veil", mas com uma aproximação muito maior ao heavy tradicional e com um clima bem menos deprê que sua banda original.

publicidade

"At Sixes and Sevens" é antes de tudo um cd de gothic-metal. Estão presentes todos os elementos do estilo: o clima atmosférico, a alternância de vocais limpos e urrados, com vocais femininos, e o uso de teclados e cordas para aumentar o clima das músicas. Mas o que faz o Sirenia para ser diferente nesse ponto?

A primeira música "Meridian", já dá pistas diretas de tal fato: riffs cortantes de guitarra, entre coros e teclados, levam a música a um pique bem heavy tradicional, próximo ao que fazem atualmente bandas como Children of Bodom e In Flames. Morten está cantando como nunca, e o fato de usar 3 vocalistas masculinos e uma vocalista de extremo talento (Fabienne Gondamin), permite à banda soar extremamente diversificada, sem se prender a uma fórmula quanto aos vocais. O mesmo se repete em "Sister Nightfall" e "Onthe Wayne", que possuem ótimas levadas, e a habilidade no uso dos teclados e vozes as fazem verdadeiramente empolgantes. Ao vivo soará matador.

publicidade

Essa é a tônica do cd. Apesar de encontrarmos uma faixa bem mais diferenciada, como a balada "In Sumerian Haze", o cd prima por faixas de gothic com uma pegada bem metal, sendo inovador nesse estilo, embora o próprio Tristania tenha feito experimentos nesse sentido em "World of Glass".

Destaque para as magníficas "In a Manica" e "Lethargica", que de tão heavy que soam, chegam a parecer fora do contexto gótico. Veland pareceu querer resgatar os primórdios do Death e do Doom, fazendo aproximações perfeitas entre esses estilos, o metal tradicional e o lado mais gótico.

publicidade

Um ótimo cd, que se diferencia dos demais pela diversidade de estilos aliada a uma qualidade inquestionável. Recomendável! Agora sim um cd real de GOTHIC AND METAL!

Formação:
Morten Veland – Guitarras, Vocais
Pete Johansen – Violinos
Fabienne Gondamin – Vocais femininos
Kristian Gundersen – Teclado e Vocais
Jan Kenneth Barkved – Vocais Limpos
Hans Henrik - Teclado

publicidade

Material Cedido pela:
Hellion Records
http://www.hellionrecords.com

Licenciado pela Napalm Records.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Symphonic Metal: As dez cantoras mais influentes e impressionantesSymphonic Metal
As dez cantoras mais influentes e impressionantes

Metalhead: as mulheres mais sexys do Heavy MetalMetalhead
As mulheres mais sexys do Heavy Metal


Max Cavalera: Não dou a mínima para o que pensa o pessoal do Korn ou qualquer outro!Max Cavalera
"Não dou a mínima para o que pensa o pessoal do Korn ou qualquer outro!"

Guns N' Roses: Qual o patrimônio dos músicos da banda?Guns N' Roses
Qual o patrimônio dos músicos da banda?


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin