Resenha - Boxset - Kiss

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

7


10,0 – para apresentação e acabamento

publicidade

94 faixas, 30 inéditas, takes ao vivo, 5 cd’s, um livreto de 120 páginas com fotos, caderno de merchandise oficial, comentários sobre cada faixa, line-ups de cada faixa comentados, fotos nunca dantes divulgadas, embalagem em veludo ou em forma de case de guitarra... UFA!!!! ISSO É KISS!!! KISS!!! Como tudo que cerca a banda, com luxo pompa e circunstância. Para o KISS não existe coisa pequena. Tudo tem que ser grandioso, luxo total.

publicidade

Esta caixa estava prometida desde a Reunion Tour em 1996, e várias especulações foram feitas ao seu respeito. Primeiro seria apenas uma caixa com faixas inéditas, que não entraram nos álbuns da banda, incluindo o CD Carnival Of Souls, que acabaria sendo lançado oficialmente logo depois, cortesia da agilidade dos piratas de plantão. Depois informou-se que a mesma seria uma ampla caixa para comemorar os 30 anos da banda..... afinal, eis que em novembro de 2001 sai o prometido BOX SET. Na verdade, um grande apanhado da carreira do KISS, com algumas faixas inéditas, poucos takes ao vivo, e uma, apenas uma música do finado ( será ? ) ALIVE 4. A qualidade do produto é inquestionável, assim como a força da música do KISS, mas será que é necessário um exagero tão grande? Os 5 cd’s abrangem as várias fases da carreira do KISS, abaixo segue um comentário sobre cada cd com seus destaques:

CD1 – de 1966 a 1975 – o primeiro cd abrange desde a época das primeiras bandas de Gene Simmons e Paul Stanley, até o cd Dressed to Kill. É muito interessante ouvir LEETA, uma música que GENE gravou antes do Wicked Lester, um rock tipo beatles, diretamente inspirado por estes, assim como é muito legal ouvir músicas do KISS tocadas pelo Wicked Lester, que tinha uma pegada mais rock anos 60, como SHE e LOVE HER ALL I CAN. O resto do cd se resume a um best of dessa época, com músicas dos 3 primeiros discos do Kiss. Sinceramente, esperava-se mais desse primeiro cd, afinal, poderia dar-se uma ênfase maior ao período pré Kiss de todos os integrantes, assim como apresentar mais material inédito.

publicidade

CD2 – de 1975 a 1977 – o período de Rock and Roll all Lover até Love Gun, passando pelo super clássico ALIVE I. O grande destaque desse cd é a demo de God of Thunder, cantada por Paul , num ritmo mais rock do que a obscura e agressiva versão original, causando até um certo choque. Como a música era diferente. No mais, demos interessantes como MAD DOG e MR SPEED, mas esse cd ainda fica devendo, pois peca no mesmo erro do primeiro cd. Porque trazer faixas do ALIVE? Poderiam muito bem ser incluídas faixas não aproveitadas nesse cd.

publicidade

CD3 – de 1976 a 1982 – desde o clássico e mágico Destroyer até o ultra pesado CREATURES OF THE NIGHT. Esse cd marca também uma fase tumultuada no Kiss, que culminaria com as saídas de Ace Frehley e Peter Criss, fatos comentados no livro de maneira bem contida por Paul Stanley. Grandes momentos são ouvidos nesse cd, apesar de tudo. A demo de Radioactive, do disco solo de Gene, a mágica You’re all that i want, You’re all that i need, o take ao vivo de TALK TO ME, uma das melhores músicas do Unmasked, e duas grandes músicas do injustiçado THE ELDER: THE OATH ( uma das mais fortes músicas daquele álbum ) e a emotiva WORLD WITHOUT HEROES. Um fato interessante são os comentários do livro. Afinal, quem imaginaria que o sucesso SHANDI só teve Paul Stanley do Kiss na gravação. Um bom cd, mas com mais material inédito ficaria nota 10!

publicidade

CD4 – de 1983 a 1989 – a grande injustiça do BOX SET. Um período muito interessante do KISS, sem maquiagem , foi documentado apenas com 16 músicas.... de LICK IT UP até HOT IN THE SHADE. E apenas 2 inéditas. A demo de TIME TRAVELER, e AIN’T THAT PECULIAR, cantada por Eric Carr, que acabaria se transformando em LITTLE CEASAR, do cd Hot In the Shade. Destaques? As obrigatórias LICK IT UP, HEAVENS ON FIRE, TEARS ARE FALLING, CRAZY CRAZY NIGHTS, HIDE YOUR HEART, e o supersucesso FOREVER…… como foram injustos ao deixar de lado tanto material inédito ou takes ao vivo. Muito mal aproveitado esse cd, embora contenha grandes músicas.

publicidade

CD5 – de 1992 a 1999 – Um bom cd, tentando compensar a falta cometida no anterior. Abre com a já clássica GOD GAVE ROCK AND ROLL TO YOU II, último registro de Eric Carr com a banda. Traz 3 faixas do ultra pesadíssimo Revenge, como UNHOLY ( a melhor música que GENE escreveu nesse período ). Peca apenas pelo exagero de faixas do Unplugged MTV, porque colocar 5 faixas? Poderiam ser colocadas mais demos de Revenge, já que na época se comentava que foram gravadas apenas 40 faixas para esse cd. O multi-pirateado CARNIVAL OF SOULS aparece com 2 faixas, I WILL BE THERE e CHILDHOOD’S END. Então chegamos à fase da Reunion Tour e nenhum TAKE AO VIVO FOI INCLUíDO!!! Incrível, mas pelo menos boas músicas de Psycho Circus foram colocadas, como A Faixa título e WITHIN. Além do grande destaque do CD, a mágica IT’S MY LIFE, que jamais poderia ter ficado de fora de Psycho Circus. Com uma pegada rock anos 80 e vocais divididos entre Gene e Ace, seria uma música a fazer sucesso se fosse lançada na época. Um cd nota 7, mas falta coisa nova... cadê as músicas não gravadas de PSYCHO CIRCUS????

publicidade

Em resumo: um bom apanhado de tudo o que o KISS fez, mas porém, fica a sensação de mais um produto para fazer dinheiro, já que a banda optou por se garantir com o feijão de arroz de sempre ao inovar, podendo mostrar coisas obscuras, que quem sabe um dia veremos.... quem é fã vai adorar e se deliciar com os comentários do livreto, e quem não é fã.... se estiver a fim de desembolsar uma graninha, terá bastante material para ouvir. Se bem que o DOUBLE PLATINUM é bem mais barato......... mas vale conferir.

publicidade


WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin