Resenha - By The Grace of Evil - Drowned

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Clóvis Eduardo
Enviar correções  |  Ver Acessos


Fugiremos daquela premissa de puxa-saquismo: "O metal brasileiro está se consolidando, na força das poucas (e boas) bandas". Vamos parar com este discurso bairrista, na tentativa de elevar o nosso potencial. Ninguém precisa falar porra nenhuma. Basta ouvir uns cds novos, que já da pra sentir que qualidade e reconhecimento nascem naturalmente, e não devido a esforços de mídia propagandista. O fato é que a banda batalha por um bom cd, e ele está aí.

Drowned feat. Kell Hell: ouça versão de "Hell Patrol", do Judas PriestSlayer: "Raining Blood" é brutal, mesmo com a bateria da Barbie

O nome é Drowned, conhece? Sim? E "By The Grace of Evil", já ouviu? Se não, sai dessa e corre pra loja. A mistura do quinteto formado pelo vocalista Fernando Lima, os guitarristas Marcos Amorim e Kerley Ribeiro, o baterista Beto Loureiro e o baixista Rodrigo Nunes está fantástica. Fervorosos pelo estilo Death e Thrash, ganham mais cadência e influências. O Metal tradicional vira e meche desponta em belas composições.

Como a gravação e mixagem superaram as expectativas, este cd torna-se um artigo de extrema qualidade para a discografia do grupo. E quem agradece muito somos nós os fãs. Ao iniciar com "XIII Chapter (Nothing Stops the Killing)", que consiste uma pequena introdução instrumental seguida de muita pancadaria e vocais habilidosos, percebemos o quanto vale este novo trabalho. Viradas interessantes na bateria, além de muita energia em riffs e refrãos são a fórmula na maioria das músicas. Destacam-se também, "Hell March", "...only A Business" (bumbos fortes e rápidos), "Godless Field" e "Kill The Lambs". A surpresa ficou também em "AK-47", com inserção de violão. O acréscimo dá nova nuance as composições, e torna o trabalho menos cansativo.

Toda a banda está de parabéns pelo trabalho, mas individualmente, o vocalista Fernando mostra uma excelente apresentação principalmente em "Poke Your Lands", onde a alteração de velocidade e tom do vocal é invejável. Agora, em se tratando de inveja, o encarte deste cd está muito legal. A própria capa (A gárgula foi desenhada por Marcus Ravelli) já diz muito, mas a maneira de que foram dispostas as letras das músicas e as fotos dos integrantes da banda, demonstra um exímio capricho pelo próprio vocalista e artista Fernando Lima.

Oposição aos valores religiosos indiferente de quais sejam? Regido pela graça do mal e ainda por cima doido por Thrash e Death metal brasileiro de qualidade internacional? Já sabes muito bem o que deves procurar.

Cogumelo Records - 2004

01 - XIII Chapter (Nothing Stops the Killing)
02 - Hell March
03 - No God for Apes
04 - ...Only a Business
05 - AK-47
06 - The Son Will Not Return
07 - Godless Field
08 - Kill the Lambs
09 - Poke Your Wounds
10 - All Will Be Fine... (if we all are dead!!!)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Drowned"


Drowned feat. Kell Hell: ouça versão de "Hell Patrol", do Judas Priest

Drowned: liberada versão de Poison Heart, do RamonesDrowned
Liberada versão de "Poison Heart", do Ramones

Death Metal: 5 álbuns nacionais que não se pode deixar de escutarDeath Metal
5 álbuns nacionais que não se pode deixar de escutar


Slayer: Raining Blood é brutal, mesmo com a bateria da BarbieSlayer
"Raining Blood" é brutal, mesmo com a bateria da Barbie

Bruce: Olhei para Di'Anno e pensei que deveria estar lá!Bruce
"Olhei para Di'Anno e pensei que deveria estar lá!"

Jason Newsted: revelando porque ele deixou o MetallicaJason Newsted
Revelando porque ele deixou o Metallica

Motörhead: Amy Lee no colo de Lemmy KilmisterMotörhead
Amy Lee no colo de Lemmy Kilmister

Rock Progressivo: as 25 melhores músicas de todos os temposRock Progressivo
As 25 melhores músicas de todos os tempos

Slash: falando sobre Adele, Guns N' Roses, filhos e maisSlash
Falando sobre Adele, Guns N' Roses, filhos e mais

System Of A Down: brasileira de cinco anos toca música na bateriaSystem Of A Down
Brasileira de cinco anos toca música na bateria


Sobre Clóvis Eduardo

Clóvis Eduardo Cuco é catarinense, jornalista e metaleiro.

Mais matérias de Clóvis Eduardo no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336