Resenha - Worlds Apart - Silent Force

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando De Santis
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Após os dois primeiros discos não tão marcantes, a banda Silent Force, que é conhecida por ter DC Cooper (Royal Hunt) nos vocais, lança seu terceiro álbum, intitulado "Worlds Apart" e dessa vez acerta em cheio, sendo disparado o álbum mais bacana da discografia deles.

Pantera: o surreal e constrangedor funeral de Dimebag DarrellPoeira: Rockstars e as bandas que eles sonhavam fazer parte

Além de contar com DC Cooper, a banda é formada por Alexander Beyrodt (guitarra), Jürgen Steinmetz (baixo), Torsten Röhre (teclado) e André Hilgers (bateria). A produção do álbum é impecável, aliás, nenhuma novidade, afinal o trabalho ficou por conta de Dennis Ward (baixista do Pink Cream 69, mas que também produziu os últimos álbuns do Angra). Com um começo meio "oriental", a faixa "Ride The Storm" abre o disco, já mostrando toda a habilidade do baterista Andre Hilgers. No vocal, DC Cooper mostra estar em sua melhor forma, totalmente versátil e convincente. As composições são aqueles típicos "metais" que agradam em cheio, com boas intervenções de teclado (e felizmente não exageradas), riffs marcantes e refrões inspirados. "Hold On" tem um começo bem ao estilo de Deep Purple e alguns cacoetes orientais podem ser identificados em alguns trechos dessa composição mais cadenciada.

"Once Again", a quarta faixa, se destaca pelo ótimo trabalho em conjunto entre a guitarra de Alex Beyrodt e o teclado de Torsten Röhre e principalmente pelo ótimo refrão, desses que ficam na cabeça e demoram para sair. Outras composições merecem destaque pelos ótimos riffs e pelo grande trabalho de DC nos vocais: "Master Of Destiny", com um riff ao estilão Primal Fear na introdução, "Merry Minstrel" com ótimo trabalho de bateria e a empolgante "Hear Attack". O álbum ainda conta com uma balada, "Spread Your Wings", onde DC Cooper emociona ao cantar o refrão acompanhado de uma base de "piano".

Demorou para o Silent Force fazer um disco convincente. E em "Words Apart", DC Cooper e cia. acertaram a mão e fizeram um álbum que irá agradar, com certeza. Vale a pena conferir esse ótimo trabalho dessa banda alemã!


Outras resenhas de Worlds Apart - Silent Force

Resenha - Worlds Apart - Silent Force




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Silent Force"


Pantera: o surreal e constrangedor funeral de Dimebag DarrellPantera
O surreal e constrangedor funeral de Dimebag Darrell

Poeira: Rockstars e as bandas que eles sonhavam fazer partePoeira
Rockstars e as bandas que eles sonhavam fazer parte

Capas de álbuns: as mais obscuras e marcantes da históriaCapas de álbuns
As mais obscuras e marcantes da história

Motorhead: a opinião de Lemmy sobre Viagra, Hendrix e velhiceMotorhead
A opinião de Lemmy sobre Viagra, Hendrix e velhice

Metal Sucks: os melhores álbuns de metal do século 21Metal Sucks
Os melhores álbuns de metal do século 21

Guns N' Roses: conheça as tattoos de Steven AdlerGuns N' Roses
Conheça as tattoos de Steven Adler

Axl Rose: vídeo compila tretas em shows de 1988 a 1993Axl Rose
Vídeo compila tretas em shows de 1988 a 1993


Sobre Fernando De Santis

Paulistano, nascido em 1979, Fernando De Santis passa grande parte do seu tempo viajando entre São Paulo, Santos e Curitiba. Nas horas de viagens dentro de ônibus ou aviões, costuma ouvir Hard Rock, Heavy Metal e demos de qualquer estilo. Atualmente trabalha como webdesigner para o Estado de São Paulo. Mantém o site "We Burn", dedicado ao Helloween desde 1998, que nunca lhe trouxe nenhum dinheiro, mas rendeu muito amigos.

Mais informações sobre Fernando De Santis

Mais matérias de Fernando De Santis no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336