Matérias Mais Lidas

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemSentado em cadeira de rodas, Paul Di'Anno faz primeiro show em sete anos

imagemRoger Daltrey revela a música "amaldiçoada" que o The Who não toca mais ao vivo

imagemSystem of a Down: por que Serj Tankian não joga mais nenhum vídeo game?

imagemOzzy Osbourne diz que está bem aos 73 anos, mas sabe que sua hora vai chegar

imagemAndre Matos sempre foi de esquerda e reprovaria governo atual, diz irmão do maestro

imagemDo Ozzy ao Slayer: veja os momentos mais metal do desenho South Park

imagemAngra: Quantos shows seguidos a voz aguenta sem restrições? Fabio Lione responde

imagemSyd Barrett em 1967 analisando os principais singles lançados em julho

imagemLars Ulrich diz que shows do Metallica na América do Sul foram incríveis

imagemA visão de Arnaldo Antunes sobre sua timidez no período da adolescência

imagemDaniel Cavanagh, do Anathema, sobrevive a tentativa de suicídio

imagemOzzy Osbourne dá sua opinião sobre o streaming e dispara contra Spotify; "É uma piada"

imagemComo CDs e MP3s decepcionaram Jimmy Page

imagemKiko Loureiro defende surgimento de banda que seria "Greta Van Fleet do Iron Maiden"


Stamp

Resenha - Every Picture Tells a Story - Rod Stewart

Por Daniel Queiroz
Em 07/09/03

Esse disco é realmente um dos grandes Clássicos do Rock and Roll, mas antes de falarmos dele não é demais lembrarmos que o escocês Rod stewart nessa época, tinha paralelamente a carreira solo e a carreira junto ao Faces, e que o Faces era a banda de apoio na sua carreira solo. Nos shows do Faces ele apresentava músicas dos discos com a banda como também músicas dos discos solo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Neste quarto disco solo, nota-se uma levada de rock and roll básico, como também influências de folk e blues. É bom lembrar que a carreira de Rod Stewart até 1974 nada tem a ver com o caminho pop que ele trilhou nos anos posteriores.

O disco abre com a faixa título, "Every Picture Tells a Story", onde se destaca a guitarra de Ron Wood e a voz inconfundivelmente roqueira de Rod. Ao ouvirmos essa faixa podemos entender de onde o Black Crowes tirou inspiração para seus riffs. Essa faixa logo virou tema obrigatório nos Shows. Nos anos 90 Rod lembrou-a no acústico.

A segunda faixa é um belíssimo blues, "Seems like a Long Time", onde mais uma vez Ron Wood detona. Depois vem "That´s All Right", a canção de Arthur Crudup, imortalizada por Elvis. Nessa versão ela recebeu um tratamento mais folk/rock, com um slide destruidor de Ron.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

"Tomorrow a Long Time" é a terceira faixa. Trata-se da canção de Bob Dylan, que recebeu até uma versão em português do pernambucano Geraldo Azevedo. Mais uma vez uma interpretação belíssima de Rod Stewart.

A quinta faixa é "Maggie May", que dispensa apresentações, pois se tornou um clássico, um verdadeiro hit, tema obrigatório nos shows de Rod até hoje. Um excelente Rock, uma interpretação competente e um solo marcante, além de uma levada de bateria cheia de "felling". Um dos pontos altos do disco.

"Mandolin Wind" é outro arranjo belíssimo também relembrado no acústico. Aliás, todo esse disco foi base do acústico. Essa musica se destaca não so pela beleza do seu arranjo como também pela levada meio folk.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

A sétima Faixa é "(I Know) I´m Losing You". Começa com uma base contagiante de Ron, uma levada bem "black", que nos lembra um pouco o som de Taj Mahal. É na verdade um cover da banda Temptations.

O disco fecha com a belíssima "Reason to Belive", que lembra um pouco a levada de "Dead Flowers" dos Stones.

Quem já ouviu esse disco sabe que esse é realmente um dos grandes clássicos do rock. Conta com a participação de Ron Wood, Ian Maclagan e Mandeline Bell. É uma pena que anos depois Rod Stewart tenha abandonado o rock and roll e caido no caminho do Pop.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Kiss: como Rod Stewart influenciou na criação de "Hard Luck Woman"



Sobre Daniel Queiroz

Colaborador sem descrição cadastrada.

Mais matérias de Daniel Queiroz.