Matérias Mais Lidas

imagemPaul Di'Anno detona Regis Tadeu após vídeo em que critica seu encontro com Iron Maiden

imagem"A ingenuidade do fã do Iron Maiden é um negócio que beira o patético", diz Regis Tadeu

imagemA dura crítica de Angus Young a Led Zeppelin, Jeff Beck e Rolling Stones em 1977

imagemStjepan Juras retruca comentário de Regis Tadeu sobre reencontro de Di'Anno e Harris

imagemFãs protestam contra Claustrofobia após banda fazer versão de música do Pantera

imagemNovo álbum do Krisiun será lançado em julho; veja capa e tracklist

imagemGeezer Butler, Heavy Metal e a clássica canção do Black Sabbath inspirada por Jesus

imagemMichael Anthony diz que "Van Halen III" foi "a coisa mais louca que a banda já fez"

imagemComo foram os últimos meses de Renato Russo e a causa da sua morte

imagemTobias Forge, do Ghost, diz que ABBA deveria receber um Prêmio Nobel

imagemBlind Guardian divulga vídeo oficial de "Blood Of The Elves"; veja aqui

imagemComo era a problemática relação do Angra no "Aurora Consurgens", segundo produtor

imagemA banda de forró que uniu Nenhum de Nós, Legião, Titãs e Paralamas na mesma música

imagemZakk Wylde relembra ídolo: "tão relevante quanto Bach, Beethoven e Mozart"

imagemMorre Andy Fletcher, tecladista e membro fundador da banda Depeche Mode


Stamp

Resenha - Forbidden Fruit - Elegy

Por André Toral
Em 21/01/01

Nota: 7

O Elegy chega ao seu sexto álbum, o que prova que a banda vem tendo uma boa resposta por parte de seus apreciadores, principalmente os europeus. "Forbidden Fruit" tem um som cristalino e muito bem produzido, como é uma característica sempre presente. Outro forte destaque é o vocal maravilhoso de Ian Parry, que fica entre o melódico e agressivo, sem contar o instrumental correto e os teclados muito bem arranjados.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Existem algumas partes repetitivas nas bases rítmicas, além do que, deixa de agregar coisas novas ao estilo. Assim mesmo, dentro do que o Elegy vem fazendo desde "Labirinth of Dreams", a banda se porta bem . "Icehouse" é contagiante e possui uma levada que mescla progressivo e power metal; é a melhor do álbum. "Force Majeure" é mais rápida e fica exatamente dentro do heavy melódico, além de "Behind the Tears" que é mais lenta, até soar mais rápida e incorporar uma linda melodia vocal.

Com certa dose de arranjos obscuros e sonoridades experimentalistas, tudo num clima de progressividade, tem-se "The Great Charade" e "Masquerade". Por último, a faixa-título apresenta uma estrutura bem variada e com quebras. Certamente é um álbum que pode cansar aqueles que exigem coisas novas dentro do heavy metal, mas se você pouco se importa com isso, tente.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre André Toral

Formado em Administração de Empresas. Curte Hard clássico dos anos 70 e início dos 80; Heavy Metal é sua religião.

Mais matérias de André Toral.