Resenha - Do I Go Wrong - Ritual

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9

Do I Go Wrong (Ritual)
Site Oficial - http://www.ritual.nu

"Do I Go Wrong" é o nome do primeiro single lançado pela banda sueca, Ritual. São 4 músicas, sendo que a última, "Breathing", é demo de 1997.
Estes suecos têm um estilo bem único e são surpreendentes. Sabem como 'levar' as músicas e os estilos presentes em cada uma delas, muito bem. Estão sempre colocando o rock progressivo em suas composições. Porém, é um rock progressivo diferente, que varia bastante, devido às diversas influências que têm de músicos de outros estilos. Em alguns momentos lembram os mais tradicionais do progressivo, como o Yes, por exemplo. Em outros chegam a me lembrar do Radiohead, com um som bem 'melancólico', mais 'calmo'. Na música "Sadly Unspoken" conseguem se enquadrar perfeitamente naquele estilo das extraordinárias 'acústicas' do Led Zeppelin... e assim vão os suecos, variando e surpreendendo a cada composição.
Os músicos são bons e têm, na criatividade, o seu ponto mais forte. O destaque vai para Patrik Lundström, um excelente vocalista, bem versátil, dono de uma voz no MÍNIMO muito agradável.
Esse single é perfeito para quem quer saber mais sobre a banda, mas não quer se 'arriscar', comprando, logo de cara, o primeiro CD. É uma ótima demonstração do que eles são capazes de fazer. Extremamente indicado para pessoas que estão sempre a procura de 'novos' estilos e idéias.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Ritual"


Drogas e Álcool: protagonistas nos piores shows de grandes astrosDrogas e Álcool
Protagonistas nos piores shows de grandes astros

Freddy Frenzzy: O vocal que trocou Hard Rock por forró ostentaçãoFreddy Frenzzy
O vocal que trocou Hard Rock por forró ostentação

Eddie Van Halen: falando sobre o solo de Beat ItEddie Van Halen
Falando sobre o solo de "Beat It"

Demonstrações de afeto: fotos de rockstars que já se beijaramDemonstrações de afeto
Fotos de rockstars que já se beijaram

Freedom of Expression: o tema do Globo RepórterFreedom of Expression
O tema do Globo Repórter

Kevin Shirley: detido por causa de calote do Slayer em 2004Kevin Shirley
Detido por causa de calote do Slayer em 2004

Rolling Stone: revista elege melhores faixas de álbuns ruinsRolling Stone
Revista elege melhores faixas de álbuns ruins


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.