Resenha - Resistance - Folklord

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Finatto Jr.
Enviar Correções  

8


A banda Folklord teve o seu início em 1995, mas foi realizar o seu primeiro show apenas em 1998, e sua primeira demo somente em 2000. "Raise the Opus 1" precedeu o lançamento da segunda demo, "Pagan Twilight" (de 2002) e este seu primeiro disco, "Resistance", de 2004. F. Acácio Ferreira (vocal e baixo), L. Gustavo Robi (guitarra), Guilherme Penteado (guitarra) e Márcio Tadeu Silva (bateria) conseguiram um contrato com a gravadora Somber Music para realizar esta bela produção.

publicidade

Musicalmente falando, a banda até certo ponto é inovadora. Isto por trazer algumas influências diversificadas no seu black metal, que vão desde a música folk, como passagens acústicas, música clássica e barroca além daquela áura de guerras e batalhas. Ainda não inovadora para você? Se isto não bastasse, a banda ainda utiliza artifícios pouco comuns para o estilo, como a presença de um instrumento inusitado, a flauta. E ainda, letras em português e espanhol além de narrações. Tudo isto em uma produção digna de elogios, tanto sonoramente como graficamente. Guitarras arrastadas e um vocal rasgado são as duas marcas principais do Folklord. Assim como as passagens acústicas, que fogem completamente ao extremismo que o som deveria ter.

publicidade

Tantas variações são perceptíveis desde a primeira faixa, "The Secret of Steel Part I", com os climas arrastados, inserções acústicas e até narrações no seu interior. Como também a faixa "Sons of War", ao contrário de "Os Doentes", que nada mais é do que um poema de Augusto dos Anjos com uma música acústica (barroca) e medieval de acompanhamento. Um interessante momento do disco, que segue com a sua primeira faixa extrema, "A Warrior and His Battle", que só deixa de lado o peso para uma narração, novamente, no seu interior. Outro ponto a ser destacado dentro do disco. Já na mesma linha de "Os Doentes" está "Pagan Ritual", diferente da extrema "Resistência Pagana", trazendo aqui, algumas passagens em espanhol. A épica "The Cursed Egyptian Saga" traz todas estas características em apenas uma faixa, voltando a mais música acústica/folk a instrumental "Hail Nature!" E fechando o CD, a arrastada "The Secret of Steel Part II".

publicidade

Para mim, um disco de difícil digestão para a maioria das pessoas. Para cair ao agrado precisará de uma grande quantidade de execuções até a assimilação total de tantas influências e partes diversificadas no instrumental da banda. Mas de qualquer maneira um disco que preza por muitas qualidades, isto é fato.

Line-up:
F. Acácio Ferreira (vocal/baixo);
L. Gustavo Robi (guitarra);
Guilherme Penteado (guitarra);
Márcio Tadeu Silva (bateria).

publicidade

Track-list:
01. The Secret of Steel Part I
02. Sons of War
03. Os Doentes
04. A Warrior and His Battle
05. Pagan Ritual
06. Resistência Pagana
07. The Cursed Egyptian Saga
08. Hail to Nature!
09. The Secret of Steel Part II

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Slipknot: Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy MetalSlipknot
Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy Metal

Freedom of Expression: o tema do Globo RepórterFreedom of Expression
O tema do Globo Repórter


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre Paulo Finatto Jr.

Mais matérias de Paulo Finatto Jr. no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin