Resenha - Halflife - Lacuna Coil

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Augusto Pereira
Enviar Correções  

9


O que esperar de uma banda que, em seus trabalhos anteriores nos presenteou com pérolas do heavy contemporâneo tais quais "The Secret..", "Soul Into Hades", "Cold" , "In A Reverie" e tantas outras? Chega a ser covardia citar essa ou aquela música em "Halflife" novo trabalho dos Italianos do Lacuna Coil

publicidade

O EP reúne o que há de melhor na sonoridade da banda e traz ainda algumas inovações, o que o torna mais precioso para o fã e até mesmo para novos ouvintes. Permanecer impassível à belíssima voz (da igualmente belíssima) Cristina Scabbia continua sendo tarefa para monge budista ; não há como negar que ela é o diferencial que separa o Lacuna Coil de dezenas de novas formações que vem apostando no uso de dois vocalistas; muito embora Andrea Ferro desempenhe seu papel com sobriedade, os demais membros ; Marco Zelati (baixista e principal compositor), Cristiano Migliore (guitarra) ,Marco Biazzi (novo guitarrista) e Cristiano Mozzati (bateria) tem performances discretas.

publicidade

Como de costume; produção, capa e letras sensacionais, nada contra dragões e elfos, mas convenhamos que está se tornando um tanto repetitivo nos depararmos com bandas dessa região que usam e abusam desta temática.

Para quem andava reclamando da falta de originalidade musical que assola grande parte das bandas da terra da pizza, "Senzafine" (que é precedida por uma breve vinheta) é uma faixa que não será esquecida tão cedo, pelo simples fato de ser cantada em italiano! "Peraí, e isso fica bom?"

publicidade

Ah meu (minha) amigo(a), não se supreenda se depois de algumas audições você começar a ensaiar algumas frases na língua da velha bota.

"Hyperfast" (talvez a melhor do ep) e "Halflife" encaixam-se perfeitamente na proposta da banda: músicas com riffs de guitarra bastante simplórios e cadenciados; amparados por passagens de teclado climáticas (especialmente em "Hyperfast") e a sensualíssima interpretação de Cristina, que está cada vez melhor (se é que isso é possível).

publicidade

Pela primeira vez a banda se aventura no perigoso campo das coverizações, e confesso que não conheço a versão original de "Stars" (originalmente da banda Dubstars), mas fica difícil imaginar que esta seja melhor do que a versão aqui apresentada (com um refrão que é sem dúvida o mais grudento de todo o ep).

Prematuro afirmar que estamos diante do ep do ano? Tsc , de modo algum! Se o próximo disco for tão bom quanto este ep, o Lacuna Coil corre o risco de abocanhar também o título de melhor álbum de 2000. E é por todos esses motivos (e alguns outros puramente passionais) que "Halflife" é o típico trabalho que dá vontade de deixar no repeat depois de um longo e cansativo dia de trabalho...

publicidade

Formação
Cristina Scabbia - Vocal
Andrea Ferro - Vocal
Cristiano Migliore - Guitarra
Marco Biazzi - Guitarra
Marco Coti Zelati - Baixo
Cristiano Mozzati - Bateria




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Cristina Scabbia: Black Album é o álbum que define o Heavy MetalCristina Scabbia
"Black Album" é o álbum que define o Heavy Metal


Cristina Scabbia: Black Album é o álbum que define o Heavy MetalCristina Scabbia
"Black Album" é o álbum que define o Heavy Metal

Musas do Metal: confira as 10 mais lindas atualmenteMusas do Metal
Confira as 10 mais lindas atualmente


Megadeth: O recadinho provocante da vocalista do HuntressMegadeth
O recadinho provocante da vocalista do Huntress

Slayer: assista Ivete Sangalo cantando Dead Skin MaskSlayer
Assista Ivete Sangalo cantando "Dead Skin Mask"


Sobre Augusto Pereira

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin