Resenha - Shapes of Memory - Ivory Gates

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por André Toral
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Banda formada por Miguel Puppin (vocalista), Veruska Camillo (vocalista), Hugo Mazzotti (baixista), Fabrício Felix (baterista) e Matheus Armelin (guitarrista), o Ivory Gates é paulista e se propõe a tocar um heavy rock progressivo, com muita classe, estilo e textura.

Temperatura Máxima: as atrizes pornôs que incendiaram o cenário RockLed Zeppelin: Perguntas e Respostas sobre a banda

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Antes de mais nada é bom que se esclareça: não há nada de original no som da banda, porém, daquelas que desenvolvem o estilo no Brasil, o Ivory Gates, sem sombra dúvidas, é a melhor.

Um atributo que pode provar isso é a competência dos músicos para com seus instrumentos, e, acima de tudo, para com os arranjos e melodias em geral. E ainda destaca-se o vocal, coisa tão rara em termos de bandas nacionais.

Embora no release do Ivory Gates as influências apontadas sejam Queensryche, Uriah Heep, Rush, Kansas e Symphony X, a banda acaba se aproximando mais ao Dream Theater, inegavelmente! As passagens mais pesadas e com quebras de ritmo são puramente Dream Theater, enquanto que as passagens mais lentas lembram bastante o Rush, mais pelo tom do vocal utilizado. E, sim, existem algumas pitadas de Queensryche aqui e acolá.

Alguns dos maiores destaques do CD são "Unchained", "The Witnnes" (bem na linha do Rush), "Masquerade", "Transcendence" e "What I Believe" (com mais de 10 minutos).

Ainda é bom lembrar que, em se tratando de progressivo, é difícil não encontrar uma banda que soe enjoativa, mas excluamos o Ivory Gates disso, tal o cálculo exato de sua musicalidade.

Quanto à produção, podem estar certos de que até nisso a banda acertou, ainda mais em se tratando de um som progressivo que, sem uma produção decente, não é nada.

Independente do caro leitor curtir ou não o progressivo, uma coisa há de ser consenso: o Ivory Gates é uma banda com muitas qualidades, e "Shapes of Memory" comprova isso.

Para acessar o site da banda: www.ivorygates.hpg.ig.com.br
Para contactar a banda: ivorygates@ieg.com.br.


Outras resenhas de Shapes of Memory - Ivory Gates

Resenha - Shapes Of Memory - Ivory Gates




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Ivory Gates"


Temperatura Máxima: as atrizes pornôs que incendiaram o cenário RockTemperatura Máxima
As atrizes pornôs que incendiaram o cenário Rock

Led Zeppelin: Perguntas e Respostas sobre a bandaLed Zeppelin
Perguntas e Respostas sobre a banda


Sobre André Toral

Formado em Administração de Empresas. Curte Hard clássico dos anos 70 e início dos 80; Heavy Metal é sua religião.

Mais matérias de André Toral no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336