Matérias Mais Lidas

imagemBeatles: A música que Paul McCartney compôs para calar a boca de Pete Townshend

imagemO hit dos Engenheiros sobre Humberto não querer ser guru dos jovens igual Renato Russo

imagemRoger Waters sobre tocar Pink Floyd sem David Gilmour: "Não tenho problema algum"

imagemTony Iommi diz que Geezer Butler sofreu acidente de barco e quebrou costela

imagemAs 10 músicas mais estranhas do Guns N' Roses, em lista do Ultimate Classic Rock

imagemBlaze achava que Bruce jamais voltaria para o Iron Maiden

imagemBatera do Polyphia perde click e técnico salva marcando o tempo em sua perna

imagemAs obscuras músicas favoritas do Red Hot Chili Peppers de John Frusciante

imagemO hit do Engenheiros do Hawaii frequentemente confundido com confissão de aborto

imagemDream Theater: confira possível setlist dos shows da banda no Brasil

imagemMaranhão Open Air anuncia line-up com 24 bandas em dois dias

imagemA opinião de Dave Mustaine sobre a clássica "The Unforgiven", do Metallica

imagemAudioslave: Tom Morello recorda seu sinistro primeiro encontro com Chris Cornell

imagemDez clássicos do thrash metal que não foram gravados pelo "Big Four" - Parte I

imagemCinco músicas lançadas após o ano 2000 que se tornaram clássicos do rock - Parte III


Dream Theater 2022

Resenha - Above and Within - A Day's Work

Por Guilherme Vignini
Em 14/07/03

Nota: 8

A Day’s Work é uma nova banda holandesa, que rapidamente tem encontrado uma ótima repercussão de seu trabalho. Ganharam vários dos mais importantes prêmios do cenário local, e participaram de festivais importantes, o que chamou a atenção para esse trabalho de estréia.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O som da banda é um Metal com influências de Filter, Tool e Incubus, com bons músicos e um ótimo vocalista, Ronnie Van Der Veer. O cd é bem produzido, o som é ótimo, encarte muito bem feito e uma seção multimídia com duas músicas bônus, vídeo, letras, fotos, etc.

A música de abertura, "Roses Mean Remember", têm bom refrão intercalando partes mais calmas com pesadas. É uma ótima abertura. "Fading Emotion" segue a mesma linha, com alguma presença de samplers e efeitos. Lembra vagamente o Queensryche (pós-Empire). "Free on a Melody" é mais apoiado no trabalho de guitarra, com uma boa batida.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

"Silence Due" tem bastante efeitos eletrônico misturados com uma guitarra super distorcida, ficando bem diferente das outras músicas. "You in White" é uma balada belíssima onde o ponto forte é a presença da vocalista convidada Sandra van der Meer, sem dúvida um dos melhores momentos do álbum. "End Below" é mais pesada, com boa melodia, uma espécie de Tool-melódico. "Realm of the Moon" não tem o mesmo pique das outras músicas, é um pouco arrastada e "Charly" encerra o cd de uma forma discreta, mas eficiente.

Na seção multimídia temos ainda "Drop Me Or Love Me", uma balada bem interessante, que poderia perfeitamente estar na "parte nobre" do cd, e "Escape", que começa devagar e vai "encorpando" e ganhando peso, ótima música também.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Resumindo, um ótimo cd de estréia. Acredito que se continuarem a trabalhar desse jeito em breve irão ganhar um espaço além da terra de Johannes Cruyff.

Site Oficial: www.adayswork.nl

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Ultimate Classic Rock: os 100 maiores clássicos do rock

Supergrupos: Os melhores e piores na opinião da Metal Hammer