Resenha - Hughes Turner Project - Hughes Turner Project

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

10


Duas feras juntas! Quem poderia esperar isso? Depois de muita especulação e do fantástico show "Voices of Classic Rock" que inclusive passou pelo Brasil, eis que Glenn Hughes (Trapeze, Deep Purple, Black Sabbath) e Joe Lynn Turner (Fandango, Yngwie Malmsteen, Rainbow, Deep Purple) se juntam para fazer um cd. O que falar de ambos? Um é só conhecido como "The voice of Rock" e fez parte de uma formação clássica do Purple (Coverdale-Hughes-Paice-Glover-Blackmore), além de suas incursões solo e sua voz afinadíssima que só faz melhorar com o tempo. O outro participou também do Deep Purple, no álbum Slaves and Masters, um bom álbum, mas que não emplacou, e é uma das vozes mais carismáticas do hard rock atual. Essas duas feras juntas só podia dar nisso: um cd claramente influenciado por Deep Purple (com teclados excelentes, mas se Jon Lord desse uma canja aí seria covardia), e com o suingue de Hughes aliado ao Hard de Turner. O cd abre com a rapidíssima Devil’s Road, um rock setentista claramente "purpleliano" com Hughes e Turner dividindo os vocais de maneira perfeita. Há alguma competição entre os dois? Podemos notar isso na faixa seguinte "You can’t Stop Rock and Roll" aonde as vozes se alternam, mas é uma competição sadia, que só faz aumentar o nível do cd. Hughes está como sempre perfeito, colocando seu jeito suingado de cantar e sua vocação blueseira em faixas como Missed Your Name (magnífica) , Sister Midnight (com uma pegada blues excelente) e na sua vez solo, na mágica Heaven’s Missing na Angel. Já Joe está melhor do que nunca, como sair do Deep Purple fez bem ao cara. Ele está cantando demais, dando o toque hard rock ao cd como nas pulsantes e rockeiras Ride the Storm e On the Ledge. Destaques? Todas as faixas. Mas ouvir um rock anos 80 como Ride the Storm e um Blues como Agains the Wall nos faz pensar como Richie Blackmore deve estar se roendo de inveja (risos). Com convidados ilustres como John Skyes e Paul Gilbert, temos um excelente cd de hard rock, mesclando anos 70 e 80. De cara um dos melhores do ano!

publicidade

Banda:
Joe Lynn Turner – Vocais (solo em Mystery of the Heart )
Gleen Hughes – baixo, vocais (solo em Heaven’s Missing an Angel)
JJ Marsh – Guitarras
Shane Marsh – Bateria

Convidados:
John Skyes (vocais de apoio e solo de guitarra em Heaven’s Missing Angel)
Paul Gilbert (solo em You Can’t Stop Rock and Roll)
Akira Kajiyama (solo em Ride The Storm e Against the Wall)

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Deep Purple: sem Blackmore, Coverdale só ligou para Hughes no Rock HallDeep Purple
Sem Blackmore, Coverdale só ligou para Hughes no Rock Hall

Glenn Hughes: ele afirma que o Deep Purple tentou impedir sua turnêGlenn Hughes
Ele afirma que o Deep Purple tentou impedir sua turnê


Iron Maiden: o que os grandes músicos acham da banda?Iron Maiden
O que os grandes músicos acham da banda?

Sign of the horns: o sinal do DemônioSign of the horns
O sinal do Demônio


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin