Black Metal: lançamentos do semestre

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ivison Poleto dos Santos
Enviar Correções  

Temos recebido uma boa quantidade de lançamentos de bandas novas de black metal. O mais legal é que cada uma procura ter personalidades musicais diferentes e um tantinho até de toques bem diferenciados nas suas músicas. Por essas e outras que gosto de falar que o black metal é a avant garde do Metal.

publicidade

Confira as resenhas originais em
http://metaladdicts.com/site/category/reviews/.

Vamos às bandas:

With the End in Mind – Unraveling; Arising

Essa banda escolheu trabalhar com dualidades musicais bem pronunciadas entre o black metal tradicional e o art rock. É possível? Sim, da forma com que a banda trabalha funciona muito bem. Há passagens bem diferenciadas nas suas músicas: as passagens black metal e as art rock.

publicidade

publicidade

Magoth – Anti Terrestial Black Metal

Na verdade, este lançamento é de 2017, mas só chegou agora até mim. O Magoth é uma banda que tornou possível conciliar black metal com refrões de cantar junto. Você vai se deixar pelas melodias bem construídas e cantáveis que a banda produz recheadas de soluções musicais inesperadas.

publicidade

Al-Namrood – Ten Years of Resistance

Uma das bandas mais inesperadas que já ouvi. O Al-Namrood em "Ten Years of Resistance" mistura uma sonoridade oriental em sua música. Na minha opinião, uma das bandas mais corajosas da atualidade, pois assume uma postura anti-islamista que eu não teria por razões óbvias.

publicidade

Atrium Noctis – Aeterni

Uma banda que tem como objetivo fugir da dita normalidade. O Atrium Noctis em "Aeterni" tem dois grandes trunfos: seus vocais passam uma enorme quantidade de desespero e agonia e os instrumentais caprichados, principalmente os teclados que vão do piano até a sonoridade technopop de Human League.

publicidade

Ovate – Ovate

O Ovate explora uma outra vertente do black metal, pois sua música é excitante, cheia de riffs poderosos e hipnotizantes recheadas com belíssimas passagens instrumentais. O Ovate não esquece do peso e da ferocidade que caracteriza o estilo. E o mais legal: tem solo de guitarra!

publicidade

Lusca – Broken Colossus

Uma das várias bandas de um-homem-só que temos recebido. É som experimental, e como tal, é preciso ouvi-la com a mente aberta, pois algumas soluções encontradas são bem, vamos dizer, inusitadas.

Metamorphosis – The Secret Art

Um dos melhores álbuns desta leva. É de cair o queixo a qualidade desta banda ousando inserir na sua música várias vertentes do HM e deixando-as não somente como referência, mas também como identidade.

Necrodeath – The Age of Dead Christ

O Necrodeath em "The Age of Dead Christ" aposta naquele som mais old school. Veloz, feroz e atroz. Este é o Necrodeath. Para aqueles que curtem um som mais tradicional sem muitos sustos ou experimentações.

Nihili Locus – Lyaeus Nebularum

Uma banda muito difícil de se etiquetar. Um som complexo que mistura cadências mais lentas com outras bem mais rápidas recheadas de riffs hipnóticos e bem construídos. Uma bela amostra de como o black metal lida com várias emoções humanas.

Loth – Apocryphe

O Loth faz um black metal sinfônico cheio de referências musicais do século XIV. Precisa dizer mais alguma coisa? Existe alguém na música comercial atual que se refere a tais influências?

PostNatura – PostNatura

Uma banda do chamado post-black metal. É algo assim como uma música ambiente, mas muito mais distorcida e maluca.

Goath – II: Opposition

Uma banda que aposta nas variações instrumentais dentro do metal extremo. É para aquelas que gostam de música extrema na sua vertente mais violenta.

Balmog – Vacuum

Uma banda que vai facilmente das vertentes mais furiosas da música extrema àquelas mais perturbadas. É quase uma banda de raw black metal, mas eles colocam habilmente algumas passagens instrumentais que quebram completamente toda a fúria crua. Ficou bem legal.

Power From Hell – Blood’n’Spikes

Banda que explora a vertente energética do black metal old shool. É para balançar a cabeça com muita vontade. O nome do álbum cai como uma luva no som que eles fazem. Há uma versão bem bacana de "Freewheel Burning" do Judas Priest.

Naeramarth – The Innumerable Stars

O Naeramarth com "The Innumerable Stars" exemplifica bem o que venho falando a respeito de o black metal ser a avant garde do Metal explorando sonoridades antes impossíveis para uma banda de Metal, ainda mais de black metal.

Panopticon – The Scars of Man on the Once Nameless Wilderness (Pt. I & II)

Uma banda que aposta na tal sonoridade post-black metal, ou seja, onde o black metal é uma forte referência, porém não é a mais forte dentro da música proposta. O Panopticon utiliza instrumentos inusitados como banjos, rabecas e outros, porém não perde os necessários peso e pegada.

Bandcamp:
https://thetruepanopticon.bandcamp.com/album/the-scars-of-ma...

Arkheth – 12 Winter Moons Comes the Witches Brew

Se você é daqueles que fica procurando bandas obscuras para achar aquela sonoridade perdida e diferente, o Arkheth com "12 Winter Moons Comes the Witches Brew" é exatamente para você. É mais uma banda que aposta num som experimental provando mais uma vez o que venho falando: se você quer ouvir bandas que ousam no mundo do Metal, teste uma de black metal. Você vai conseguir com certeza atingir o seu objetivo.

publicidade



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Robert Plant: desdenhando Liam Gallagher, do OasisRobert Plant
Desdenhando Liam Gallagher, do Oasis

Guns N' Roses: Qual o patrimônio dos músicos da banda?Guns N' Roses
Qual o patrimônio dos músicos da banda?


Sobre Ivison Poleto dos Santos

Veterano das guerras metálicas. Pesquisador, escritor, resenhista, músico frustrado (por isso tudo o anterior). Ao contrário da opinião comum, acho que o melhor do Metal ainda está por vir e que existem grandes bandas novas por aí. Só procurar. No meu caso elas vêm até mim.

Mais matérias de Ivison Poleto dos Santos no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin