Jon Bon Jovi: quando um músico renomado tenta ser ator

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Alex Heilborn, Fonte: conversaposcreditos
Enviar correções  |  Comentários  | 

De tempos em tempos os músicos se aventuram na sétima arte. Alguns conseguem inesperadamente entregar bons trabalhos como é o caso do Rei do Rock Elvis Presley e David Bowie, enquanto outros permanecem no limiar entre bom e o ruim, o respeitável e o piegas.

2600 acessosGNR: até agora, a banda que mais faturou com shows em 20175000 acessosKing Diamond: As opiniões do rei sobre Satanismo

Filho de Carol Sharkey, uma das primeiras coelhinhas da revista Playboy, John Francis Bongiovi Jr é, além de músico, dono de uma das mais lucrativas (e porque não boas) bandas de rock n’ roll da história norte americana. Como se isso não fosse o bastante, ele ainda é dono de um time de futebol americano (o Philadelphia Soul), ativista político e quando sobra tempo, tenta ser ator.

Em 1990 Jon Bon Jovi (nome artístico adotado) realiza seu debute com uma breve aparição em "Jovem Demais para Morrer", que rendeu ao ator sua primeira e, até aqui, única indicação ao Oscar. Antes que o leitor se assuste, a indicação foi para Melhor Canção Original, com a música "Blaze of Glory", faixa-título do filme.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Dois anos depois e, após as gravações do álbum "Keep the Faith", Jon se arrisca uma vez mais ao contracenar com a então top model Cindy Crawford, no vídeo clipe da música "Please Come Home for Christmas". Sua atuação se resume em praticamente passar o clipe todo beijando e apalpando a diva, realizando assim seu grande sonho (pelo menos é o que se ventila nos anais do rock).

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Mas, foi apenas em 1995 após o término da turnê de "These Days", que Jon realiza sua verdadeira estréia como ator no longa "O Jogo da Verdade". Seu papel é de um pintor que "resolve pintar" não só a casa, mas também a recém viúva (dona da casa). O papel é canastrão e pouco exigiu do cantor, até então famoso por arrancar suspiros das fãs mundo afora.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Já em 1996 Bon Jovi se arrisca como protagonista da produção britânica "O Sedutor", contracenando com renomados atores como Anna Galiena, Thandie Newton e Lambert Wilson. Apesar de caricato e em alguns momentos exageradamente garanhão, Jon fornece uma atuação até convincente. Entretanto, o filme não foi bem aceito mesmo com a tentativa do ator em excursionar pelos países onde era mais popular, na esperança de evitar um fracasso.

Alguns anos se passaram e outros filmes muito ruins foram produzidos com a participação do músico. Entre os anos de 1999 a 2002, Jon se arriscou em seriados televisivos como "Sex and the City" e "Ally McBeal", conseguindo prover breves aparições cômicas como o episódio onde sua personagem Seth conhece a famosa Carrie Bradshaw (Sarah Jessica Parker) na sala de espera de um consultório de psicologia e após algum tempo consegue levar sua "nova amiga" para a cama. O cômico desta cena final reside no momento onde Carrie pergunta o motivo que levou Seth a buscar um psicólogo, uma vez que ele parecia ser um cara bastante normal. A hilária resposta foi "É que eu sempre perco o interesse pela mulher depois que a levo para cama pela primeira vez".

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Até aqui as atuações de Jon Bon Jovi não fugiam do seu papel na vida real, o de mulherengo rocker da década de 1980. Foi então que em 2000 o ator é contratado para outras duas "pontas" no bom "U-571 - A Batalha do Atlântico" com o galã Matthew McConaughey e no interessante "A Corrente do Bem" com Haley Joel Osment (o eterno garoto "I see dead people" de "O Sexto Sentido"), Helen Hunt e Kevin Spacey.

Mas quando seus fãs acreditavam que finalmente John Francis Bongiovi vingaria como um ator de papéis respeitáveis, surge a maior bomba de sua carreira: "Vampiros – Os Mortos" de 2002. Lançado direto para vídeo, não conseguimos entender a razão que o levou a interpretar um caçador de vampiros surfista, que a mando de uma Ordem sai México afora para exterminar chupadores de sangue. A sinopse do filme em si é merecedora de um troféu Framboesa.

Já em 2005 surge a cereja do bolo com o terrir (modalidade de filmes de terror cujo absurdo e exagero nas cenas são marcas registradas ) "Cry Wolf – O Jogo da Mentira", onde o ator tenta convencer como um professor de faculdade.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

É difícil dizer se Jon Bon Jovi é, ou não, um péssimo ator, pois até hoje foram poucos os papéis escolhidos com sensatez (filmes com bons roteiros). As fracas e caricatas aparições foram amparadas por filmes também fracos e, somente em duas ocasiões o músico atuou sobriamente, porém nestas ocasiões o seu tempo de participação na obra foi pequeno.

O resumo da ópera é que por enquanto, como ator, Jon Bon Jovi tem-se saído um ótimo e premiado músico. Acreditamos que até exista um potencial a ser lapidado no artista, mas para isso seriam necessários muitos anos de estudo e prática dramatúrgica, o que nos leva a realizar a seguinte pergunta: após tanto sucesso musical e milhões na conta bancária, qual é a real necessidade desse homem em ser famoso também em Hollywood?

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 22 de janeiro de 2016

Guns N RosesGuns N' Roses
Até agora, a banda que mais faturou com shows em 2017

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Bon Jovi"

Bon JoviBon Jovi
Jon detalha saída curiosa de Richie Sambora e nega briga

Jon Bon JoviJon Bon Jovi
Quando ele levou um fora de Bruna Lombardi

Bon JoviBon Jovi
Quantos erros você consegue encontrar nesta tatuagem?

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Bon Jovi"

King DiamondKing Diamond
"Satanismo é mais uma filosofia que uma religião!"

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
Alice Cooper e Emerson Fittipaldi

Música BrasileiraMúsica Brasileira
Quais os discos mais vendidos da história?

5000 acessosSeparados no nascimento: James Hetfield e o Leão Valente5000 acessosAs regras do Viking Metal5000 acessosRhythm: os bateristas mais influentes de todos os tempos5000 acessosIGN Music: os álbuns de Metal mais influentes segundo o site4109 acessosIron Maiden: "Não sabíamos se haveria futuro para nós"5000 acessosGuns N' Roses: "não sei se isto pode ser chamado de reunião", diz Gilby Clarke

Sobre Alex Heilborn

Meu nome é Alex Heilborn, tenho 33 anos e tenho feito parte do mundo Rock, Hard e Heavy, como produtor de eventos, intérprete e repórter por 19 anos. Fiz algumas coberturas de eventos como Skol Rock 97 e entrevistei Jason Bonham, Dio, Bruce e Klaus Meine, outros como Matt Sorum, Ian Astbury e Billy Duff do Cult em Sp e em Campinas, o Michael Vescera e o Quiet Riot, Blaze Bailey, Paul Dianno,Tracii Guns, e outros.

Mais matérias de Alex Heilborn no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online