AC/DC: especial de 30 anos do álbum "Back In Black"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Anderson Alves, Fonte: AC/DC Brasil.net
Enviar correções  |  Comentários  | 

No dia 25 de julho de 2010, fará 30 anos que o álbum mais vendido do AC/DC, "Back In Black", foi lançado nas lojas de todo o mundo.

602 acessosMetallica: Lars queria ver Phil Rudd tocando Enter Sandman5000 acessosEvanescence: Biel "pediu" estupro de Amy Lee em tweet antigo

Bon Scott faleceu em fevereiro daquele ano (1980) e deixou toda uma geração apreensiva, que se questionava constantemente com as perguntas: "Será que o AC/DC volta? Quem será o substituto de Bon? Será que isto é possível?"

Ninguém sabia, até a banda anunciar no dia primeiro de abril que Brian Johnson, ex-vocalista de uma banda inglesa chamada GEORDIE, seria seu novo vocalista. Após este pronunciamento, os fãs estavam loucos querendo ouvir a primeira música do álbum, para saber como o vocalista iria soar com o AC/DC.

Um dos momentos mais fantásticos de se ouvir o álbum "Back In Black", é começando pela primeira música do disco - perfeitamente encaixada, assim como todas as outras músicas que estão muito bem organizadas neste álbum, que é o segundo mais vendido da história - "Hells Bells", quando ouve-se as badaladas e o som característico da guitarra de Malcolm, a bateria de Phil entrando levemente junto com o baixo, e Angus Young fazendo o som ficar ainda mais pesado ao decorrer da canção; a introdução tem 1:27, só então após este tempo sufocante, os fãs,- imagine de volta lá em 1980, com um disco vinil de capa preta -, puderam então saber como Brian Johnson soava com AC/DC, e também aquela poderosa e aniquiladora letra: "I'm rolling thunder, pouring rain, I'm coming on like a hurricane...", isso representou a volta triunfante de uma das melhores banda de rock n roll de toda a história, que até aquele momento era tida como acabada por toda a mídia, apesar do grande sucesso do álbum anterior, "Highway To Hell", com Bon Scott.

Hoje o álbum já vendeu mais de 49 milhões de cópias, suas músicas foram imortalizadas, canções como: "You Shook Me All Night Long", "Back In Black", "Shoot To Thrill" e "Hells Bells". Não que sejam as melhores, o álbum todo é um conjunto, possue uma história que vai muito além de dez canções, é preciso talvez, entender o significado de AC/DC até 1980, com Bon Scott ainda nos vocais, e então só depois ouvir "Back In Black", puro, em seu sentido verdadeiro, aquilo que a banda queria passar, prestar um tributo a um grande cantor, amigo, que foi Bon.

Bon Scott demostrou paixão pelo rock and roll em suas letras, pode-se começar na primeira parte de "Ain't No Fun (Waiting Around To Be A Millionare)" [álbum de 1976, "Dirty Deeds Done Dirt Cheap"]: "Well I left my job in my home town, And I headed for the smoke, Got a rock 'n' roll band and a fast right hand, Gonna get to the top, Nothing's gonna stop us, no nothing", mostra, dita, o caminho dele, da banda, de todos os rapazes que queriam chegar ao topo, conseguir reconhecimento. Assim como muitas outras canções que o AC/DC criou nos anos 70.

Brian Johnson, por sua vez, demonstrou ter colhões (citação de Phil Rudd) ao cantar e escrever "Back In Black" juntamente com os outros rapazes. Que até hoje está com o AC/DC, firme, e eletrizante durante 30 anos.

Durante junho e julho, o AC/DC Brasil.net postará conteúdo relacionado a este grande álbum. E no dia 10 de julho, no Manifesto Rock Bar, a banda Dirty Deeds AC/DC Cover, prestará uma homenagem ao álbum, a Brian Johnson e também Bon Scott, será com toda a certeza, uma grande noite.

Nesta semana os visitantes podem acompanhar primeira parte do documentário "AC/DC: História de Back In Black", legendando em português pelo AC/DC Brasil.net; o documentário está dividido em três partes, que serão postadas aqui no Whiplash nas semanas seguintes.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Phil RuddPhil Rudd
Por que ele se recusa a fazer solos de bateria

602 acessosMetallica: Lars queria ver Phil Rudd tocando Enter Sandman1479 acessosRock: gênero é um trintão decadente, segundo Spotify0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "AC/DC"

Desde cedoDesde cedo
Bebês e suas relações emocionais com o Rock

Hard RockHard Rock
As bandas que deram origem aos heróis do gênero

Black SabbathBlack Sabbath
Quem é Mick Wall, o cara que "detonou" a banda?

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "AC/DC"

EvanescenceEvanescence
Biel "pediu" estupro de Amy Lee em tweet antigo

Johnny RamoneJohnny Ramone
"Não era bom abrir o show do Black Sabbath"

The DoorsThe Doors
Jim Morrison está vivo e criando cavalos nos EUA?

5000 acessosMegadeth: as 10 maiores tretas de Dave Mustaine5000 acessosIntrigas: Bandas em família que terminaram mal5000 acessosSlayer: "Não sei improvisar", diz Kerry King5000 acessosClassic Rock Magazine: 8 vocalistas que podem substituir Brian Johnson no AC/DC4825 acessosNão culpe as gravadoras: você que é um tosco mesmo!4801 acessosIron Maiden: vídeo mostra "todos bem loucos" no Fúria Metal em 92

Sobre Anderson Alves

Anderson Alves, nascido em 1990, é fã incondicional e apaixonado por rock and roll. O seu primeiro contato com o rock and roll foi quando conheceu o som de AC/DC, Ozzy Osbourne e Creeedence por volta do ano 2000 nos discos de vinis que encontrara em sua casa. Mais tarde conheceu a raíz do estilo, indo de Big Joe Turner, Hank Williams até Creedence e Elvis Presley. É também administrador, redator e editor de vídeos do fã site AC/DC Brasil.net, onde dedica uma parcela de seu tempo em tributo ao AC/DC e colaborador constante do site wiki brasileiro do rock e metal, Whiplash.net.

Mais matérias de Anderson Alves no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online