Tradução - Conquerors Of Armageddon - Krisiun

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Tradução - Conquerors Of Armageddon - Krisiun

Traduzido por Fernando P. Silva

  | Comentários:
Imagem

RAVAGER

Damned kingdom of fertility and creation
Darkened destiny
Yet strengthened with the power of gods
Underworld awaits
Hunger lord of pestilence and flies
Infiltrator of plague
Defy the raging of gods - ravager of Earth
Mundane spirits rejoice - at night wings
When the soil drains pouring blood
When the ashes of dead arise
Spill thy blood for the master

Defecation on the cross of salvation
Assault the altar
Immense halo of flies - enchanting pest
Slowly crossing the plane - blind rapture
Spilling the seed of plague
Hatred consecration
Ascending smoke of putrid stench
Unleash the pestilence wrath
Worms erupt from Christ infection
Entire creation perish below
Unleash terror as cruelty descends

Grotesque lord the emperor
To thee each wound bleeds back
Nihilistic entity smash the harmony

Gruesome lord of the emperor
Pestilent seed of decay
Defecate on the raped pray
Crush the ones who defy

Manifest of decayed stench
As the confined undead awake
Unleash the pestilent wrath
For the hunger lord of flies
Harvester of savior's head

DEVASTADOR

Reino maldito de fertilidade e criação
Destino obscuro
Porém fortalecido pelo poder dos deuses
O submundo aguarda
Senhor da fome, da pestilência e das moscas
Infiltrador da praga
Desafia a fúria dos deuses - devastador da Terra
Espíritos mundanos regozijam - em asas noturnas
Quando o solo drena o sangue que jorra
Quando as cinzas dos mortos levantarem
Derrame teu sangue para o mestre

Defecação na cruz da salvação
Assalte o altar
Imenso halo de moscas - peste encantadora
Lentamente cruzando o avião - êxtase cego
Derramando a semente da praga
Consagração do ódio
Subindo uma fumaça de um cheiro pútrido
Desencadeando a fúria da pestilência
Vermes emanam da infecção de Cristo
A criação inteira perece abaixo
Desencadeia o terror enquanto a crueldade desce

Grotesco senhor, o imperador
A ti cada ferida sangra de volta
Entidade niilista esmaga a harmonia

Repulsivo senhor do imperador
Semente pestilenta da decadência
Defecam nas rezas estupradas
Esmagam aqueles que desafiam

Manifesto do fedor de decomposição
Enquanto os não-mortos confinados despertam
Desencadeando a fúria da pestilência
Para o faminto senhor das moscas
Ceifeiro da cabeça do salvador

ABYSSAL GATES

Enter the gates of pure abominations
Of abyssic chambers with infinite dimensions
Frozen winds distant shine of stars
Distorted reflections
Of the slaughtered and damned
Following circles of malignant essence
Fallen angels feasting
Thru seas of black blood
Awaiting for the summoning
Of infamous command
As the blackest sun solstice breeds
Blinding shine of cataclysms
Massive merciless genocide

Mayhemic spells of pure chaos evocation
Supreme conjuration of satanic rites
Cleanse the race of damnation
In a stormy blast dragged reaped flesh
Destroy the doomed corpse with lust
Release its soul upon the blackest bounds
Infernal hordes of Hades enraged
Fierce beasts ride for decay
Destroy the legions of the dethroned emperor
Whip its souls upon the underworld of
Majesty and damnation

Impureness turns into pureness
Beyond the gates upon the infernal circles
Drowned and damned where ether flows
And moribund awaits
Along the putrid waters of Acheron
Torn corpses dragged and crushed
Into storms of grinding flesh
Whirlwinds of carrion and putrid stench
Evil gods of warfare and revenge rejoice

PORTÕES ABISMAIS

Entre pelos portões de puras abominações
De câmaras abismais com dimensões infinitas
Ventos congelados, o brilho distante das estrelas
Reflexos distorcidos
Dos sacrificados e condenados
Seguindo os círculos de essência maligna
Anjos caídos que fazem um banquete
Através dos mares de sangue negro
Aguardando o chamado
Do comando infame
Enquanto o mais obscuro sol de solstício surge
O brilho ofuscante dos cataclismos
Massivo genocídio impiedoso

Palavras devastadoras de pura evocação do caos
Conjuração suprema de ritos satânicos
Purificam a raça da danação
Em uma explosão tempestuosa, a carne ceifada
Destrua com luxúria o cadáver condenado
Liberte sua alma sob as fronteiras mais obscuras
Hordas infernais do Hades enfurecidas
Bestas ferozes cavalgam por decadência
Destroem as legiões do imperador destronado
Açoitam suas almas no submundo de
Majestade e danação

Impurezas se transformam em purezas
Além dos portões sob os círculos infernais
Afogados e condenados onde o éter flui
E o moribundo aguarda
Ao longo das águas pútridas do Acheron (1)
Cadáveres dilacerados, arrastados e esmagados
Nas tempestades de carne triturada
Redemoinhos de carniça e fedor pútrido
Deuses malignos da guerra e da vingança regozijam

(1) Acheron = O nome de um dos cincos rios que correm pelo Hades, o submundo na Mitologia Grega. O nome significa “O Rio da Aflição”.

SOUL DEVOURER

I've seen the angel with sad eyes
Holding the flames of pure damnation
Bearer of light might evil one
Banished from heaven to rise again
Surrounded by thousands of serpents and beasts
Cursed child of damned god's spawn
Angel of abyss devourer of souls
Evil effigy shine the ancient rebirth
Supreme chants of necromantic prophecies
Throughout spheres of fire and light

Conjuration to rejoice on demon's wrath
Embraced onto infernal revelations
Deep in the darkest abyss
I evoke the almighty curse
From the light - bringer god of rebellion
I see the sun dies as I hear the children cries
Decipher of the seven seal Lucifer

Merciless massacre in thy name
Emperor of evil spheres
Purify with unholy wrath
Lord of the antichrist legacy
Summoning the light for pain
Desolation all thru the centuries
Enthroned as god
As the curse remains

The curse has been fulfilled
Before the holy alliance of perpetual fallen
Destiny fated for chaos and destruction
Usurper prince of devouring death
Atrocious Sabbath desecration of sacred blood
Shadows and darkness descends
As the shine of the most infernal curses
Ascends raising the dead again

DEVORADOR DA ALMA

Eu vi o anjo com olhos tristes
Segurando as chamas da pura danação
Portador da luz, poderoso ser maligno
Banido do céu para se erguer novamente
Cercado por milhares de serpentes e bestas
Filho amaldiçoado da cria do deus maldito
Anjo do abismo, devorador de almas
O brilho da efígie do mal, o antigo renascimento
Cânticos supremos de profecias necromânticas
Através de esferas de fogo e luz

Conjuração para regozijar na ira do demônio
Abraçado em revelações infernais
Nas profundezas do mais obscuro abismo
Eu evoco a poderosa maldição
Da luz - deus portador da rebelião
Vejo o sol morrer enquanto ouço gritos de crianças
Revelador dos sete selos, Lúcifer

Massacre impiedoso em nome de ti
Imperador das esferas do mal
Purifica com a ira profana
Senhor do legado anticristo
Invocando a luz para a dor
Desolação através dos séculos
Entronado como deus
Enquanto a maldição permanece

A maldição foi cumprida
Diante da aliança santa dos caídos perpetuamente
Destino predestinado para o caos e a destruição
Príncipe usurpador da morte devoradora
Sabá atroz, profanação do sangue sagrado
Sombras e trevas descem
Enquanto o brilho da maioria das maldições infernais
Ascendem ressuscitando os mortos novamente

MESSIAH'S ABOMINATION

Abyssal blasts of raging profanation
Unburying the essence of perpetual revelation
Angel of aberration enslaved into submission
Banished from the fallen mortifying faith
Hear the nailed Christ sorrowful screams
As the holy wounds hurt and bleed

Pestilent infestation towards retribution
As the dying Earth agonizes
And pervades the horrors of holocaust
Accursed epitome of the emptiness of god
Fallen scriptures denounces deceit
Baptismal of destroyed sacrament
High priests spewing blood
Transgressing the signs of holiness

Raging plague entombs the church of Christ
Chaos summoning into the eternal night
Black earth emplagued by the obscured skies
Baneful storms chaotic winds blow
An evil blast proclaim
Extermination of sacred domain

Abyssal gates of raging profanation
Unburying the essence of perpetual revelation
Angel of aberration enslaved into submission
Banished from the fallen mortifying faith
Hear the nailed Christ sorrowful screams
As the holy wounds hurt and bleed

ABOMINAÇÃO DO MESSIAS

Explosões abismais de profanação furiosa
Desenterrando a essência da revelação perpétua
Anjo da aberração escravizado na submissão
Banido da fé mortificada e decaída
Ouça os gritos dolorosos de Cristo pregado
Enquanto as feridas sagradas doem e sangram

Infestação da pestilência como retribuição
Enquanto a Terra moribunda agoniza
E penetram os horrores do holocausto
Epítome amaldiçoada do vazio de deus
Escrituras caídas denunciam a enganação
Batismal do sacramento destruído
Sumo sacerdotes vomitando sangue
Transgredindo os sinais da santidade

A praga impetuosa sepulta a igreja de Cristo
Invocando o caos na noite eterna
A Terra negra assolada pelos céus obscurecidos
Tempestades venenosas, ventos caóticos sopram
Uma rajada do mal proclama
A exterminação do domínio sacro

Portões abismais de profanação furiosa
Desenterrando a essência da revelação perpétua
Anjo da aberração escravizado na submissão
Banido da fé mortificada e decaída
Ouça os gritos dolorosos de Cristo pregado
Enquanto as feridas sagradas doem e sangram

CURSED SCROLLS

Doomed imprecations of fallacy
Abominations on the blackest void
Angels flesh dissection
Holy carrion begotten
Unexpected blessings of pain
Tortured nation repent
Burnt monuments and idols
At the altars of the fallen cross
Sacred signs of deceit bleed
Behold the rebirth of the evil one

Cast fallen
Desecration of the sorrowful god
Sworn to decayed deceit
Hear the lament of the weak
Spawned painful disease
Retribution of all curses return
Mother's sisters blasphemous lust
Murder the unwanted embryo
Bearing the cross of molestation
Enchanting sodomy

Accession of darkest domain
Dethroning god of fallacy
Tortured slaves crawl
Beneath their impaled idols
Ablazing flames of thousand suns
Brands and destroys the heaven's empire

PERGAMINHOS AMALDIÇOADOS

Condenadas imprecações da falácia
Abominações no mais negro vazio
Dissecação da carne dos anjos
A carniça sagrada do primogênito
Bênçãos inesperadas da dor
Nação torturada se arrepende
Monumentos queimados e ídolos
Nos altares da cruz caída
Sinais sagrados de decepção sangram
Contemple o renascimento do maligno

Arremessado, caído
Profanação do deus pesaroso
Jurado a enganação decaída
Ouça o lamento dos fracos
Doença dolorosa gerada
A retribuição de todas as maldições retorna
Luxúria blasfema das irmãs da mãe
Assassinam o embrião não desejado
Carregando a cruz de molestamento
Sodomia encantadora

Acessão do domínio mais obscuro
Destronando o deus da falácia
Escravos torturados rastejam
Debaixo de seus ídolos empalados
Chamas ardentes de mil sóis
Marca e destrói o império do céu

CONQUERORS OF ARMAGEDDON

Insulting blasphemous eminent gods
Hatred elders of almighty curse
Ascending spells casting storms of plague
As abyssic cracks of hecatomb breaks forth
Devourment of the Nazarene’s breed
Swallowed upon the chasm of eternal black
From below to beyond the stars
Persecution of fallen souls
Training armies of corpses
For the kingdom of death's alignment
Mighty infernal legions attack
Impaled Christ falls from the skies

Overlords of hatred consecration
Exalt the spirits of tyrant command
Cast the emplagued scourge
Thru seas of reaped flesh and gore
Infamous force of blackness unleash
Upon the gate of no return
The flesh of all men devoured
All blood of creation spills
Dying for the mighty sword
Souls of holiness entangled
Drowned on the stream of all pain
Jehovah god desecrated

Heaven's empire of deceit destroyed
Cleansing in ablazing firestorm
Envenoment and molestation down below
Swallowed into the seas of black blood and gore
Infestation of scourge and damnation
Spirits of abomination ride
Enthroned empowered in flames
Wicked merciless gods celebrate

Conquerors of Armageddon
Impaling spike on the damned cross
Kill, kill, kill lord Jesus Christ

Infamous force of blackness unleash
Upon the gate of no return
The flesh of all men devoured
All blood of creation spills
Dying for the mighty sword
Souls of holiness entangled
Drowned on the stream of all pain
Jehovah god desecrated

CONQUISTADORES DO ARMAGEDDON

Insultando os eminentes deuses blasfemos
Anciões do ódio da poderosa maldição
Evocando feitiços, lançando tempestades de pragas
Enquanto brechas abismais de hecatombe irrompem
Devoração da raça Nazarena
Tragada sob a brecha da escuridão eterna
Das profundezas para além das estrelas
Perseguição das almas caídas
Treinando exércitos de cadáveres
Para o alinhamento do reino da morte
O ataque das poderosas legiões infernais
Cristo empalado cai dos céus

Chefes supremos da consagração do ódio
Exaltam os espíritos do comando do tirano
Lançam o flagelo das pragas
Através dos mares de carne ceifada e sangue
Força infame da negridão desencadeia
Sob o portão sem volta
A carne de todos os homens devorados
Todo o sangue da criação derrama
Morrendo para a espada poderosa
Almas de santidade emaranhadas
Se afogando na correnteza de toda dor
Jeová, deus profanado

O império de enganação do céu, destruído
Purificado na abrasadora tempestade de fogo
Envenenamento e molestamento lá embaixo
Tragado nos mares de sangue preto e coagulado
Infestação de flagelo e danação
Espíritos da abominação vagam
Entronados e empossados nas chamas
Os malévolos deuses impiedosos celebram

Conquistadores do Armageddon
Cravando o prego na cruz maldita
Mate, mate, mate o senhor Jesus Cristo

Força infame da negridão desencadeia
Sob o portão sem volta
A carne de todos os homens devorados
Todo o sangue da criação derrama
Morrendo para a espada poderosa
Almas de santidade emaranhadas
Se afogando na correnteza de toda dor
Jeová, deus profanado

HATRED INHERIT

I'm thy blood abominated and spilled
By the works of darkness and hatred
I'm abyssic flames infernal fire of defamation
Which burns and brands the sacred scriptures
Wielder of the oppressive sword of revenge
Blood of sacrificed showers from my blade
Marching over slaughtered preys I feast
Ascending storms of scourge I ride
Spewing the rites of ritual sacrifice
I'm the one baptized in flames

Ceremonial death thru merciless desecration
Black blood unleash my heart of stone
Eyes of horror are always around me
Beholding the preys of deception die
Domination for the tyrant revenge
Desolation of holiness summon my name
From within the beast's brood I came
Raised to murder the holy one
Wicked insane with malevolent mission
Hatred inherit my light became black

Reciting evoking
Pouring of blood by my hands
Infesting the circle I summon the fire god
Murder of divine grace
Flesh desecrated violation of sacred code
Pestilent feast
Ravager of holy decay I shall stand
The painfull sorrow of living triumph of death
Hatred inherit pestilence of peace
Lord of infamous arts I shall stand

Hatred inherit pestilence of peace
Son of the abyssic gods
Spawned in battle to reign
Hatred inherit my light became black

O ÓDIO HERDA

Eu sou teu sangue abominado e derramado
Pelas obras das trevas e do ódio
Sou o fogo infernal das chamas abismais da difamação
Que queimam e marcam as escrituras sagradas
Portador da espada opressiva da vingança
O sangue dos sacrificados emana de minha lâmina
Marchando sobre as presas trucidadas eu comemoro
Tempestades ascendentes de flagelo que cavalgo
Vomitando os ritos do sacrifício ritual
Eu sou o batizado nas chamas

Morte cerimonial através do sacrilégio impiedoso
Sangue preto liberta meu coração de pedra
Olhos de horror estão sempre ao meu redor
Vigiando as presas da decepção
Dominação para a vingança do tirano
Desolação da santidade invoca meu nome
De dentro da prole da besta eu venho
Instruído a assassinar o santo
Perverso, insano, com a missão malévola
O ódio herda minha luz que se tornou negra

Recitando, evocando
O derramamento de sangue por minhas mãos
Infestando o círculo, eu invoco o deus do fogo
Assassinato da graça divina
Carne profanada, violação do código sagrado
Festim da pestilência
Destruidor da decadência santa, eu vou prevalecer
A aflição dolorosa do triunfo vivo da morte
O ódio herda a pestilência da paz
Senhor das artes infames, eu vou prevalecer

O ódio herda a pestilência da paz
Filho dos deuses abismais
Gerado na batalha para reinar
O ódio herda minha luz que se tornou negra

IRON STAKES

Impending hunger ravens fluttering
Thru a stormy ominous horizon
Awaiting for the flesh impaled on iron stakes
Summoning the rites of the hatred gods of mars
Bestial revenge for the oath of the throne
Legions of mass murdering ride
Revengeful inherits towards to clash
Driven to devourer the enemies heart
Envenomed arrows crossing the skies
Yet it falls eminent death ascends
Drink the wine of pure vindication
Spilled from the enemies veins

Hatred wielders of swords and blades
Bearing the pure essence of killing
Determined to rape the ones that stand
Desolation of headless defeated
Flying rocks smash upon the soil
Crushed bones broken swords and shields
Carrion to ravens
Erected corpses on iron stakes
Marching over gore and reaped flesh
Blood's pouring and spilling like rain
Above the mist and stench of blood in flames
Victorious flags stand

Conquerors of the bloody lands
Enthroned into the fire of battle
Eminent lords of warfare
Vengeance for the wicked majesty
For their breed smashed
And their women enslaved
Forged kingdom at sacrificial dawn
Hail pure gore at the rising sun
March, march and raise
The flag of ascending scourge
At war with Sathanas
Into the kingdom of flames
Its troops descends

ESTACAS DE FERRO

Iminentes corvos famintos batem suas asas
Através de um agourento horizonte tempestuoso
À espera da carne empalada nas estacas de ferro
Invocando os ritos dos deuses do ódio de Marte
Vingança bestial para o juramento do trono
Legiões de massa, cavalgada assassina
Herança vingativa para colidir
Movidos a devorar o coração dos inimigos
Flechas envenenadas cruzando os céus
Embora ela caia, a morte eminente ascende
Beba o vinho de pura vindicação
Derramado das veias dos inimigos

Odiosos portadores de espadas e lâminas
Carregando a pura essência da matança
Determinados a estuprar aqueles que resistem
Desolação dos derrotados sem cabeças
Pedras voadoras que se despedaçam no solo
Ossos esmagados, escudos e espadas quebradas
Carniça para os corvos
Cadáveres erguidos nas estacas de ferro
Marchando sobre o sangue coagulado e carne ceifada
Sangue está jorrando e caindo feito chuva
Sobre a névoa e o fedor de sangue em chamas
Bandeiras vitoriosas se hasteiam

Conquistadores das terras sangrentas
Entronados no fogo da batalha
Eminentes senhores da guerra
Vingança para a majestade maligna
Para a raça deles esmagada
E suas mulheres escravizadas
Reino forjado ao amanhecer sacrifical
Salve! puro sangue coagulado ao sol nascente
Marchem, marchem e subam
A bandeira do flagelo ascendente
Na guerra com Satanás
No reino das chamas
Suas tropas descem

ENDLESS MADNESS DESCENDS

Down below the remains of my grave
An incessant summoning rages on
Evoking and descending into pure obscurity
Scepters of madness surround me
Transgressing visions and horrors
Of my cursed blasphemous past
Brimstones stench from my ashes arise
Erupting blind maggots and worms
Within the downfall of shadows
My fierce spirit rides again

Revengeful creature of hatred
Massacre of nations I’ve seen
Enchanted as cursed
By the serpents from the deep
At nightshade my soul drifts
Inbreeding the hate profanation
Incantation of powers
Corpses of angels I devourer
Bringer of revenge
Accursed creature of hatred
Spells of desecration I cast
As I ride thru the maze of death
Upon the kingdom of madness
At each dawn I die

Creature of hatred entangled into madness
Ritual of blood for my existence
Secrecy of black rites I evoke
Killing and dying evoking descending

For its power for me conceived
For its spells for me revealed

A LOUCURA INFINITA DESCE

Debaixo das ruínas do meu túmulo
Uma incessante invocação se agita
Evocando e descendo em pura obscuridade
Cetros de loucura me cercam
Transgredindo visões e horrores
Do meu passado blasfemo e maldito
Fedor de enxofre que surge das minhas cinzas
Arremessando larvas cegas e vermes
Em meio à queda das sombras
Meu espírito feroz cavalga novamente

Criatura vingativa do ódio
Massacre de nações que eu vi
Enfeitiçado enquanto amaldiçoado
Pelas serpentes das profundezas
À erva-moura minha alma vagueia
Procriando a profanação do ódio
Encantamento de poderes
Cadáveres de anjos, eu devorador
Portador da vingança
Criatura amaldiçoada do ódio
Palavras de profanação eu lanço
Enquanto cavalgo através do labirinto da morte
No reino da loucura
A cada amanhecer eu morro

Criatura do ódio, emaranhada na loucura
Ritual de sangue para minha existência
Segredo de rituais negros eu evoco
Matando e morrendo, evocando, descendo

Por seu poder a mim concebido
Por seus feitiços a mim revelados





Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Esta é uma matéria antiga do Whiplash.Net. Por que destacamos matérias antigas?


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Traduções
Todas as matérias sobre "Krisiun"

Krisiun: banda invade o Estúdio PlayTV deste sábado
Krisiun: no "Estúdio PlayTv" deste sábado
Krisiun: Em turnê pela América do Norte ao lado do Destruction
Krisiun: Uma das grandes obras primas do Metal Nacional e Mundial
Heavy Metal Online: O Krisiun tocaria com bandas de White Metal?
Armageddon Metal 2014: Kataklysm, Voivod, Krisiun e Grim Reaper
Krisiun e Kataklysm: primeiro lote em Porto Alegre esgotado
Heavy Metal: Warner exibe documentário sobre a cena no Brasil
Krisiun e Kataklysm: juntos em Belo Horizonte
Krisiun: banda embarca para nova tour pela Europa
Nile: "eles diziam que eu não podia tocar sobre o Egito"
Bill Ward: baterista original do Sabbath se declara fã do Krisiun
Krisiun: detonando mais uma vez em show esgotado em SP
Ratos de Porão: guitarrista do Krisiun participa de novo álbum
Krisiun: show gratuito neste domingo e novas datas pelo Brasil

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Fernando P. Silva

Fernando Silva é membro do Whiplash! e responsável pela seção de traduções. Colaborando com o site há mais de 5 anos, é quem organiza e revisa todas as traduções que são publicadas nesta seção, contando também com o auxílio de amigos e colaboradores do site. Eclético, curte desde o blues e um bom rock n' roll até o melhor do hard e do heavy, sendo o Metallica (até a eternidade) sua banda preferida. Correções de material postado anteriormente, críticas ou sugestões para novas traduções podem ser feitas através do contato direto com o autor. Email: [email protected].

Mais matérias de Fernando P. Silva no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas