Quem ouve Heavy Metal ouve apenas Heavy Metal?

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Quem ouve Heavy Metal ouve apenas Heavy Metal?


  | Comentários:

A resposta para a pergunta que dá título a esta matéria pode parecer óbvia e fácil de responder. Afinal, seguindo aquele arquétipo típico que se convencionou a pensar como sendo “o povo brasileiro”, somos todos parte de uma população sem preconceitos, acostumada a uma mistura étnica e cultural que facilmente abarcaria, na mesma coleção, clássicos do samba, mestres da MPB e as mais violentas porradarias metálicas. Ok. Tudo isso é muito bonito na teoria. Mas agora vamos deixar toda esta falácia de lado e fazer uma visita aos principais fóruns e comunidades do gênero no mundo da internet – começando, talvez, pelo próprio Whiplash. E você vai ver que a coisa roda de maneira BEM diferente.

Por algum motivo tornou-se padrão, principalmente entre os headbangers mais jovens, uma postura absolutamente xiita com relação ao que toca no seu CD player (ou iPod, ou quem sabe vitrola para os mais velhos...). Para que você seja considerado um verdadeiro fã de heavy metal, não pode ouvir nada que seja diferente do universo do rock pesado. O máximo permitido, mais ou menos fora deste espectro, são pilares do rock clássico como Deep Purple e Led Zeppelin. Será que uma coisa invalida a outra, afinal? Será que você pode ser considerado um “pecador” e/ou “traidor do movimento” caso resolva, depois do Grave Digger, colocar um Paulinho da Viola pra soar aos seus ouvidos?

”Cara, para te falar a verdade, de muitos anos pra cá o que eu menos tenho escutado é heavy metal, embora eu esteja envolvido neste mercado completamente e seja obrigado a ouvir para me manter atualizado como músico e produtor. Infelizmente, esse é um mercado musical em que quase nada se cria e muito se copia”, opina Fábio Ribeiro, ex-tecladista do Sha(a)man e atual integrante da banda solo de Andre Matos.

Sabendo que, exatamente como o Fábio, muitos fãs e integrantes da cena heavy metal têm gostos musicais extremamente fartos e variados, conversei com músicos, produtores, jornalistas especializados e toda uma galera de mente aberta, propus uma micro-pesquisa cujos resultados exponho abaixo. A pergunta era simples: “Que bandas/artistas você costuma ouvir com freqüência e que não podem ser enquadrados nos gêneros hard rock – heavy metal – rock pesado – rock clássico?”.

O Richard Navarro, produtor do Brasil Metal Union, aliás, gostou tanto do tema que se empolgou e escreveu um verdadeiro manifesto sobre o assunto e que você pode ler na íntegra clicando no link abaixo. Prepare-se para as respostas. Você vai se surpreender.

Quem ouve Heavy Metal ouve apenas Heavy Metal? - Richard Navarro


Airton Diniz, 56 anos, editor da Roadie Crew

Blues, Bee Gees, Carpenters, Elton John, Frank Sinatra, Johnny Rivers; Lenine, Mutantes, Zeca Baleiro.

Amilcar Christófaro, 30 anos, baterista do Torture Squad

Gov’t Mule (Blues, Jazz), Tributo ao Buddy Rich - aliás idealizado pelo Neil Peart (Jazz), Trilha Sonora dos filmes “Conan, o Bárbaro” e “Conan, o Destruidor” compostas pelo maestro Basil Poledouris (Música Clássica Épica), Trilhas Sonoras dos filmes “Coração Valente” e “Gladiador” (Musica clássica Épica), Buddy Guy (Blues), Alex Skolnick Trio Jazz Band (Jazz), Billy Cobham – The Best of Billy Cobham (Jazz, Blues).

Andre Matos, 35 anos, ex-vocalista do Viper, Angra e Shaman

Minha maior influência, ao lado do rock pesado, é sem dúvida a música clássica. Esta foi a profissão na qual me formei, e desde muito cedo tive contato com esse estilo. Tenho alguns compositores favoritos, mas na verdade gosto mesmo é de escutar música clássica de todas as épocas, desde a medieval até as mais contemporâneas. Também curto trilhas para cinema e composições para orquestra em geral. Fora isso, existem outras bandas e artistas que não saem da minha coleção, entre eles: Kate Bush, Tori Amos, Peter Gabriel, Sting... Por incrível que pareça, sempre gostei da banda norueguesa A-ha - apesar dos rótulos, acho que tanto as composições quanto o vocalista estão acima da média. O U2 também sempre foi uma banda que me chamou muita atenção, por todo o seu profissionalismo. Uma indicação atual? A banda inglesa chamada Muse - eles conseguem, como ninguém, misturar o clássico ao rock com muita originalidade.

Aquiles Priester, 36 anos, produtor e baterista do Angra

Dave Matthews Band, Spiro Gyra, Dave Grusin, Inocentes, Música Instrumental em geral.

Bruno Maia, 26 anos, vocalista, guitarrista e flautista do Tuatha de Danann

Música celta (Irlandesa, Escocesa,Galega e Bretã): Altan, Lunasa, Clannad, Planxty, Danú, Capercaille, Alasdair Fraser, Dan ar Braz, Try ann, Luar na Lubre. MPB e demais estilos: 14 Bis, Beto Guedes, Lô Borges, Clube da Esquina, Chico Buarque, Armandinho, Egberto Gismonti, Hermeto Pascoal, Marcus Viana, Dave Mathews Band, Dixie Dregs, Mahavishnu Orquestra, Al di Meola...

Bruno Rettondin Sanchez, 27 anos, administrador de empresas e redator do Whiplash

Michael Jackson, Madonna, Caetano Veloso, Cazuza, U2, Beck, música clássica (Bach, Chopin, Beethoven, Mozart...), Tangos (Piazzolla), Bryan Adams, Tears For Fears, Double, Pet Shop Boys e por aí vai... :-)

Carlos Chiaroni, 38 anos, da Animal Records

Rick Srpingfield, John Mellencamp, Bryan Adams

Carlos Eduardo Corrales, 27 anos, jornalista/fotógrafo e editor do Delfos

Eu gosto muito de música clássica, então ouço bastante Mozart, Beethoven, Wagner, Dvorak e Vivaldi. Também curto trilhas sonoras de filmes, especialmente as do John Williams. Ultimamente tenho ouvido bastante coisas como Ramones, Millencollin e Blackmore's Night, mas também gosto de Michael Jackson antigo, Gabriel o Pensador, Ultraje a Rigor, James Brown, Blues Brothers, Aretha Franklin e por aí vai. A lista é enorme.

Carlos Fonte (Lito), 43 anos, do Blackmore Rock Bar

Beto Guedes, Sá & Guarabyra, 14 Bis, Geraldo Azevedo, Lô Borges, Boca Livre, Zé Ramalho, Pena Branca & Xavantinho, Almir Sater...Ou seja: MPB das antigas.

Deca, guitarrista do Baranga

Folk americano e inglês dos anos 1960 e 70, como Simon & Garfunkel, Cat Stevens e Bob Dylan. Música erudita como Handel e Bach. Country de Roy Rogers a Alan Jackson. Blues de Robert Johnson, Leadbelly e Big Bill Broonzy. Blues Rock de Rory Gallagher. Música indiana como a de Ravi Shankar. Punk pode? Não suporto samba, axé, pagode, MPB, sertanejo, brega, música latina/francesa/espanhola/..., pop, jazz (a não ser traditional jazz) e música instrumental de guitarrista.

Die Hard Records – a equipe inteira opinou!

Fausto - Chico Buarque, Radiohead e Keane; André - Cássia Eller, Maria Rita e Tony Platão; Kinder - Depeche Mode, Negra Li e Sarah Brightman; Thiago - Radiohead, Alanis Morrissete e Pato Fu; Pamella - Tears for Fears, Madredeus e Era.

Edgard Corrêa de Brito Neto, 33 anos, tecladista do Tuatha de Danann

Música Erudita - Villa-Lobos, Beethoven, Robert Schumann, Erik Satie... Tenho muito interesse pela música nova erudita como o compositor santista Gilberto Mendes... Hermeto Pascoal e Egberto Gismonti são dois grandes pilares da musica brasileira que escuto sempre. No Jazz destaco o inigualável Bob Mcferrin, Thelonious Monk e Dave Brubeck...(ouço demais). O músico que mais admiro e ouço também é o multi-instrumentista e compositor André Mehmari (nascido em Niterói). Ouço mesmo de tudo. Conhecer é sempre ultrapassar os limites.. Música é um universo de possibilidades sonoras. Desconhecê-las é ignorar sua própria existência.

Eduardo Contro, 25 anos, comunicólogo/relações públicas e redator do Whiplash

The Cure, Smiths, New Order, Depeche Mode, Sisters of Mercy, B52's, U2, BB King, Prodigy, Chemical Brothers, Snoop Dogg, Rogério Skylab, Djavan, Johnny Cash, Joss Stone, Marisa Monte, Lauryn Hill, Bob Marley.

Eduardo Lane, 34 anos, Produtor da Tumba Records e Músico

Johnny Cash, ZZ Top, Niccolo Paganini, Facção Central, De Menos Crime, RZO, Richard Wagner, Albert King, Bob Marley, Chico Science, Grateful Dead, Doobie Brothers, Etta James, Howlin’ Wolf, Robert Johnson, John Fogert, John Hammond, entre outros mais.

Eliton Tomasi, 30 anos, editor da revista Rock Hard-Valhalla

Ouço várias outras vertentes da música além do rock. Adoro jazz e fusion, assim como o blues e algumas coisas de música country que são a própria raiz do rock. Também gosto de música erudita, new age e amo música indiana. Sou absolutamente fascinado pela sonoridade das cítaras indianas.

Eric de Haas, 44 anos, Dynamo Records

Blues, world music, reggae, new age, progressivo. ?Bandas como Pink Floyd, Rolling Stones, Dire Straits, Enigma, Vanessa Mae, Alan Parsons Project, Dead Can Dance, Era, Jean Michel Jarre, Santana, Yes.

Fabiano Negri, 31 anos, vocalista da banda Rei Lagarto

Elis Regina, Michael Jackson, Jackson Five, Simply Red, Marvin Gaye, Amy Winehouse, Nina Simone, Stevie Wonder, Elton John, George Michael...lista grande...Mas esses são os prediletos, fora o Hard dos anos 70 que é meu estilo predileto.

Fabio Ribeiro, 38 anos, produtor e tecladista da banda solo de Andre Matos

Muse, Radiohead e NIN, (melhores bandas da atualidade na minha opinião), Rammstein, Tori Amos, The Chemical Brothers, Prodigy, Massive Attack, Ween, Beck, Portishead, Moby, The Mars Volta, Bjork, etc, etc, etc...

Glauco de Oliveira Silva, 33 anos, analista de suporte e redator do Whiplash

Não diria que com freqüência, mas eventualmente escuto Miguel Aceves Mejía, Guilherme Arantes, Bob Marley, Maria Bethânia, Cypress Hill... UAHuhuAHUhA, vou queimar meu filme! XD

Hugo Mariutti, 31 anos, guitarrista do Henceforth e da banda solo de Andre Matos

Radiohead, Jeff Buckley, Muse, Kasabian, The Prodigy, Bjork.

Jean Fernando Nastrini, 36 anos, vocalista do Victoria

Gosto muito de A-ha, U2, música erudita e alguma coisa a mais em pop internacional...Pop nacional acho que só o dos anos 80 mesmo pq o de agora só tem porcaria.

João Paulo Andrade, 34 anos, Webmaster do Whiplash!

Já fui radical, mas com a idade ficaram para trás a maior parte dos preconceitos, o pretenso bom-senso musical, e também a vontade de parecer bonzão dizendo que só ouvia som porrada. Além de clássicos da música internacional de que pouca gente fala mal (como blues), e clássicos da MPB de que pouca gente fala mal (como Chico Buarque, Vinícius e afins), ouço muita merda. MERDA, MESMO! @:) De nacional, brega clássico (Só o de raiz! Sou radical neste sentido! Coisas como Odair José, Agnaldo Timóteo, Waldick Soriano! Nada de Bruno & Marrone!). De internacional, tenho um estranho gosto por Disco Music e afins (Gloria Gaynor, Ottawan, KC & The Sunshine Band, Village People, Chic), o que, sei, vai fazer os trues de plantão me acusarem não apenas de "traidor do movimento" como também de homossexual. @:) Gosto muito e coleciono hits radiofônicos (nacionais e internacionais), seja de quais forem os gêneros e épocas. "- JP, você tem aquela música famosa, (insira aqui a sua música ruim favorita)?" Tenho! Madonna (só a primeira fase)? Sim! Michael Jackson (só a primeira fase)? Sim! Ursinho Blau-Blau? Sim! ... e de outros milhares de artistas famosos considerados ruins (e boa parte deles ruim, de verdade). Ah! Tenho uma boa coleção de samba, com predileção pela obra de Cartola, mas também com coisas um pouco mais estranhas como Clementina de Jesus. Também coleciono trilhas sonoras de filmes e covers estranhos. @:)

Léo Leone, 19 anos, Produtor Artistico (Tuatha de Danann, Fatale)

Costumo ouvir com bastante freqüência os álbuns antigos do Michael Jackson, e muito do Pop internacional como Tears for Fears, Nek, Mariah Carey, sem esquecer o Jazz de Dianna Krall! Ray Charles, e principalmente Raul Midon (ESCUTEM!!) e Stevie Wonder.

Magnus Rosén, 44 anos, ex-baixista do Hammerfall

Fui o baixista do Hammerfall por 10 anos, e sei que muitas pessoas amam heavy metal, mas também têm ouvidos para outros estilos de música. Eu mesmo toco baixo solo com orquestra sinfônica, baixo solo ballet, funk, pop, blues, música clássica.

Paulo Almeida, 38 anos, guitarrista do Fates Prophecy

Minha formação musical é basicamente dentro do rock, comecei muito criança ouvindo Beatles, The Who, etc até chegar no heavy metal... mas gosto de alguma coisa de música clássica e também muitas bandas mais pop como Duran Duran, Tears For Fears, Madona, The Cure, até Michael Jackson e Ricky Martin! Acredito que a música sendo boa, feita realmente com honestidade e interpretada por bons músicos é o que realmente importa.

Pedro Esteves, 31 anos, produtor musical e guitarrista do Liar Symphony

Além de música clássica tipo Mozart, Beethoven, que são compositores que influenciaram diretamente minha formação musical, eu curto muito Phil Collins, que pra mim é um dos maiores artistas pop, curti muito os anos 80 com bandas como A-Ha, Duran Duran, e também alguns artistas da MPB como 14 Bis, Guilherme Arantes, Flávio Venturini. Apesar de tocar heavy metal, eu acho que a música não tem “divisões”. Ou seja: para mim, só existem dois tipos de música, a boa e a ruim, independente do estilo musical.

Prophet, vocalista do St.Madness

Pessoalmente, eu amo ouvir Frank Sinatra, Sammy Davis Jr, Dean Martin, Louis Armstrong, Johnny Cash, Herb Albert and the Tijuana brass, assim como qualquer tipo de música clássica dos grandes mestres. Gosto de Black Flag, The Sex Pistols, The Ramones e gosto mesmo de ouvir Andrea Bocelli porque ele tem uma voz fantástica. Sou uma pessoa que gosta de todos os tipos de música. Em setembro de 1987, participei do coral que cantou para o Papa João Paulo II em uma catedral aqui em Phoenix, no Arizona, e cantamos para ele uma ópera em latim. Música é arte então eu a respeito como um todo, e acredito que podemos aprender algo de todos. Metal é a minha religião e meu grande amor, mas para me tornar um músico mais experiente, eu aprendi a respeitar e aproveitar todos os tipos de música.

Rafael Carnovale, 33 anos, funcionário público e redator do MundoRock.Net e do Whiplash

Green Day, Avril Lavigne, ABBA, Lisa Stansfield, Genesis (Fase Pop).

Ricardo Batalha, 38 anos, redator-chefe da revista Roadie Crew

Fora estes estilos que sou viciado e que fazem parte do meu dia-a-dia (Heavy Metal, Hard Rock e subgêneros), curto Gothic, Punk Rock '77, Hardcore 80's da Finlândia, Pós-Punk e algumas bandas de Pop/FM dos anos 80, como Duran Duran. Outros estilos musicais que escuto fora do Rock são Blues, R&B e Neo-Swing Jazz, de bandas como o Royal Crown Revue, Big Bad Voodoo Daddies e Cherry Poppin' Daddies. Só digo isto hoje, em 2007, porque antes nem escutava bandas de Hard Rock que eu tanto gosto e nem mesmo as de Metal que usavam teclados. Era total radicalismo mesmo... As de Pop da década 80, por exemplo, eu só passei a ouvir depois. Comparado ao lixo de hoje em dia, com pessoas que pensam que Funk é aquele negócio "inventado" nos morros cariocas, naquela época até som de FM era bom, mas só percebi bem depois (risos). A Disco Music, que muitos detonam, era mil vezes melhor que qualquer coisa de Techno, porque nos anos 70 havia músicos tocando, muitos deles excelentes baixistas e bateristas.

Ricardo Dallal, 32 anos, Produtor e Manager do Tempestt

Escuto bastante Michael Oldfield (New Age) e “O Grande Encontro” (MPB/Geraldo Azevedo, Elba Ramalho e Zé Ramalho).

Ricardo Seelig, 34 anos, diretor de cena e redator do Whiplash

Wilco, Flaming Lips, Grandaddy, Concrete Blonde, Ben Harper, Donavon Frankenreiter, Jack Johnson.

Rodrigo Simão, 30 anos, tecladista do Dr.Sin

Ludwig V. Beethoven

Rodrigo Simas, 28 anos, designer, produtor e redator do Whiplash

Ouço muito bandas como Dave Matthews Band, Ben Harper, John Mayer, Ani DiFranco, Umphrey's Mcgee, Muse, Phish, Peter Gabriel, etc... a lista é imensa. Se eu for parar pra pensar continuo ouvindo as bandas clássicas de metal, mas não tenho muito saco para a maioria das bandas novas. Ouço muita MPB também, de Lenine, Moska e Pedro Luís aos medalhões como Caetano, Chico, Gil, Milton, Djavan, Bethânia. Mas no momento estou me dedicando às obras de Hamilton de Holanda, Hermeto Pascoal e Miles Davis. Ou seja, de tudo um pouco.

Rodrigo Paiva Reis Teixeira, 27 anos, guitarrista do Tuatha de Danann

Gosto da música brasileira (Zé Ramalho, Roberto Carlos), às vezes acho que fico tentando medi-la com a de outros países e isso não deu. Ela tem inovações como o berimbau e a viola caipira, tem os povos da floresta, ainda tem o Ventania dos cogus azuis.

Rodrigo Portella Werneck, 38 anos, empresário, sócio da D'Alegria Custom Made e da ToneChaser Electronics

Blues, jazz, fusion, música instrumental brasileira e música erudita.

Silvano Brancati, 38 anos, do Manifesto Rock Bar

Pop rock, blues, R&B, soul.

Silvio Lopes, 34 anos, guitarrista do King Bird

Música barroca: Bach, Vivaldi, Albinoni, Telemann, Haendel e além disso muito Blues: Robert Johnson, Steve Ray Vaughan, Robert Cray, Jeff Healey.

Tim “Ripper” Owens, 39 anos, ex-Judas Priest e atual vocalista do Iced Earth

Celine Dion, Elvis. Isso é verdade, sim!

Vitor (Vitão) Bonesso, 46 anos, radialista e diretor da Radio Backstage

Gosto demais de musica celta, bandas como Clannad (Irlanda). Sou um apaixonado pelos Bee Gees desde 1967 até 1973, musica italiana dos anos 60, como Pino Donnagio, Gianni Morandi, Nico Fidenco, Pepino DiCapri, Luigi Tenco, Sergio Endrigo, Bobby Solo, etc. Roberto Carlos nos tempos da Jovem Guarda (1963 até 1969). Big bands dos anos 30 e 40 tais como Tommy Dorsey, Glenn Miller, Duke Ellington, Billy Vaughn, etc. Alguma coisa de grandes cantores como Tony Bennet, Frank Sinatra, Bing Crosby, Johnny Mathis, grandes compositores como Burt Bacharah e Paul Mauriat, o trompetista Herb Albert e sua banda Tijuana Brass, Scoot McKenzie, Mamas & The Pappas, etc .. Ficaram assustados? Hehehe ...Faz parte!!!


Mas você achou que eu, justo a pessoa que idealizou este material, ia me acovardar e ficar de fora desta? Mas é claro que não!

Thiago Cardim Silvestre, 28 anos, jornalista, publicitário e redator do Whiplash

Chico Buarque, Gilberto Gil, Tom Zé, Tim Maia, Jorge Ben Jor, Jair Rodrigues, Bezerra da Silva, Demônios da Garoa, Velha Guarda da Portela, Fundo de Quintal, Arlindo Cruz, Roupa Nova, Reginaldo Rossi, Sidney Magal, Gypsy Kings, Enya, Clannad, Prince, George Michael, Elton John, Ray Charles, James Brown, Blues Brothers, Joss Stone, Amy Winehouse, Garth Brooks, ABBA, The Carpenters, Racionais MCs. E olha que não citei sequer uma banda de rock, qualquer que seja o gênero, da qual eu gosto! :-)

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Esta é uma matéria antiga do Whiplash.Net. Por que destacamos matérias antigas?


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Matérias e Biografias

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Thiago El Cid Cardim

Thiago Cardim é publicitário e jornalista. Nerd convicto, louco por cinema, séries de TV e histórias em quadrinhos. Vegetariano por opção, banger de coração, marvete de carteirinha. É apaixonado por Queen e Blind Guardian. Mas também adora Iron Maiden, Judas Priest, Aerosmith, Kiss, Anthrax, Stratovarius, Edguy, Kamelot, Manowar, Rhapsody, Mötley Crüe, Europe, Scorpions, Sebastian Bach, Michael Kiske, Jeff Scott Soto, System of a Down, The Darkness e mais uma porrada de coisas. Dentre os nacionais, curte Velhas Virgens, Ultraje a Rigor, Camisa de Vênus, Matanza, Sepultura, Tuatha de Danaan, Tubaína, Ira! e Premê. Escreve seus desatinos sobre música, cinema e quadrinhos no www.observatorionerd.com.br e no www.twitter.com/thiagocardim.

Mais informações sobre Thiago El Cid Cardim

Mais matérias de Thiago El Cid Cardim no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas